Boa noite, Livros Maníacos e Logan Maníacos!

Hoje o blog apresenta sua primeira entrevista, e ela está  mais do que especial! Além de conter perguntas feitas pelos fãs da Autora, a entrevistada foi a primeira pessoa que acreditou no nosso projeto e nem pestanejou ao dizer: "Pode contar comigo!". 

A Autora entrevistada de hoje é a nossa Dinda querida, Bya Campista.

Vamos conhecer um pouquinho mais sobre essa talentosíssima Autora.

Siga a Autora





Entrevista
Perguntas da leitora Danielle Thamires:
Bya, como você descobriu essa “veia” para romances hots? Quem foi a pessoa que mais te incentivou a ser escritora? Como você lida com as críticas, boas ou ruins, ao seu trabalho?

“Eu sempre fui leitora assídua, daquelas que consomem mais de um livro ao mesmo tempo, e sempre tive a mania de “recriar” finais para as histórias que eu lia, aliás, não só as que lia, mas as que assistia também. Um dia eu pensei: “irei escrever o livro que eu gostaria de ter lido”, e assim nasceu Pele. Na verdade, eu sempre escrevi. Sou formada em Comunicação Social e queria ser Redatora e, que sabe um dia, Roteirista. Escrevo desde pequena, quando escrevia peças teatrais. Cheguei a escrever para um site de entretenimento na época de faculdade, mas, a realização veio mesmo com os livros, com o Pele, na verdade.
Em relação às críticas, elas são muito importantes – e válidas – desde que sejam construtivas. Aquelas com o intuito apenas de prejudicar o autor, passo batido por elas, não deixo que me atinjam. Já as construtivas, analiso e procuro melhorar sempre.”

Perguntas da leitora Elga:
Bya, ser escritora é um sonho antigo? Onde você tira a sua inspiração?

“Sim. Eu sempre gostei de escrever e a escrita sempre esteve presente na minha vida. Na verdade, tudo me inspira! Pessoas, músicas, acontecimentos... Pele nasceu enquanto eu esperava uma amiga na Confeitaria Colombo.”

Perguntas da leitora e Autora Bianca Sousa:
Qual foi sua inspiração para escrever esse romance erótico? Deu vergonha do que a família e os amigos iriam pensar?

“ Pele “nasceu” na Confeitaria Colombo, enquanto eu esperava uma amiga (falarei sobre isso mais à frente), já Uma noite Apenas foi uma espécie de um “insight”, pensei: “E se eu escrevesse uma história onde o homem não comanda e sim a mulher?” Aí nasceu Angelina Brooks! E as engrenagens de minha mente começaram a trabalhar.
Vergonha só do meu pai... Imaginem meu pai lendo “Evan, cadê a porra do foder bem forte que você me prometeu?” Hum... acho que não seria boa ideia...”

Pergunta do leitor Geraldo Escudeiro:
O que falta para as editoras acreditarem mais nos autores nacionais, afinal estamos diante de muitos novos talentos e os mesmos são muito pouco divulgados?

“Esta é uma pergunta interessante. Estamos num momento onde escritores e editoras estão nascendo e há muita gente boa por aí, mas, por que, em sua maioria, não vemos autores consagrados em editoras “pequenas” e escritores em início de carreira em “grandes” editoras? Na minha opinião isso é cultural. É difícil, aqui no Brasil, espaço para quem está começando, a maioria quer a coisa “pronta”... Se a E. L. James gritar numa esquina que precisa de uma editora, em segundos se formará uma fila onde não veremos o final dela. Se a Bya Campista fizer isso... bom, pode ser que ela fique sem voz, embora, acredito que uma pequena filinha poderá se formar (também sou boa, viu? Risos...). É sério, acredito que enquanto nomes e títulos forem maiores que o talento, isso continuará acontecendo... Deixando claro aqui que a E. L. James é um dos maiores talentos que eu já vi! Grande fonte de inspiração.”

Pergunta da leitora Daiane Quinelato :
Bya, Pele foi a primeira história que você colocou no papel?

“Sim. O livro que eu gostaria de ter lido.”

Pergunta da leitora Geane Sampaio:
Como é pra você saber que seus romances causam grandes inspirações para muitos que os leem?

“Isso é fantástico! E emocionante. Comecei escrevendo para mim e hoje o faço para vocês. É muito gratificante ver que minhas histórias inspiram, divertem e emocionam. Sou leitora, acima de tudo, e essas são sensações maravilhosas que sentimos quando lemos obras mais maravilhosas ainda. Sinto-me honrada em saber que minhas histórias são capazes de passar isso para vocês.”

Pergunta da leitora Cristiane Ribeiro:
Bya, você já realizou alguma cena (hot) dos seu livros? Se sim, qual foi a cena?

“Hum... é para contar a cena? OMG! Há menor lendo esta entrevista? (risos). Na verdade, cenas já foram realizadas e outras, criadas sob o efeito de grandes inspirações... Irei revelar uma que eu gostaria de realizar: a da boate, em Uma noite Apenas. Acho aquela fantástica! Aliás, todas elas que se passaram lá.”

Pergunta da leitora Ana Silva:
Bya, se você pudesse ser qualquer personagem dos seus livros, qual você seria e por quê?

“Hum... Pergunta difícil essa! É como pedir à mãe para escolher um filho como preferido... Posso ser um pouquinho de cada? Ok, não faço a menor questão de ser Daniel Smith, nem Roberta Foster (Pele/Alma), Elizabeth Hill (Uma noite Apenas), Leandro Costa ou Vivian Melo (Armadilhas do Amor).”

Pergunta da leitora Adria Daiane Santos:
De onde veio a idéia de Pele?

“Eu estava na Confeitaria Colombo esperando uma grande amiga para um “papo calcinha” – bate-papo com as amigas num fim de tarde após o trabalho. É uma coisa da qual curto muito fazer. Enquanto a esperava, eu observava as pessoas, o lugar – que é mágico! A ideia de “escrever o livro que eu gostaria de ter lido” já rondava a minha mente. Em um determinado momento eu tive um “insight”: uma linda e doce mulher bebendo o seu café após um longo e estressante dia, sendo observada pelo homem perfeito. “Uau! Isso dá uma história!”, pensei e, então, as engrenagens começaram. Minha amiga chegou, curtimos nosso bate-papo e, a princípio, a ideia foi esquecida. Um dia, porém, pensei: “Por que não tentar?”. Abri o Word e comecei: “A mulher é linda e tal, hum... Linda é um belo nome. E o homem?” O nome Dimitri Logan veio a minha cabeça e... “Jesus! Dimitri Logan!” E assim nasceu Pele.”

Perguntas da leitora Lia Xavier:
Bya, você imaginou que seu livro (Pele - Deus perdoa. O Senhor Logan não. ) faria tanto sucesso entre tantos leitores? E como você se sente a respeito de tudo isso?

“Sinceramente não imaginei que a receptividade fosse ser tanta e isso me deixou muito feliz. Só posso me sentir abençoada por isso. E agradecida.”

Perguntas da leitora e AutoraVanessa Lopes:
Bya, o que te inspira para criar personagens tão intensos e histórias tão envolventes? E você tem algum ritual para antes ou depois da escrita?

“Na verdade sou uma verdadeira observadora. Tudo me inspira: pessoas, lugares, músicas... histórias... Não há um ritual, confesso. Gosto de escrever ouvindo música, mas, a verdade é que faço tudo ouvindo música! Acordo e durmo com ela. Sou daquelas que escreve em qualquer lugar: numa cafeteria, durante o horário de almoço do trabalho – aliás, tenho feito muito isso! – no quarto, na sala ou na praça de alimentação de um shopping, mas, meu sonho mesmo é ter uma biblioteca em minha casa onde poderei escrever minhas histórias. Não precisa ser grande, pode ser do tamanho de um quarto, mas, com estantes que vão do chão ao teto, cheias de livros, um som e uma bela mesa onde com meu laptop, minhas anotações, um porta-retrato com a foto de alguém bastante especial (e inspirador!), uma xícara de café e, claro, um chocolate bem gostoso!”

Perguntas da leitora Alec Graciotte Alves:
Bya, quais seus escritores favoritos? Eles te inspiram?

“Oh... são muitos, mas há um que me inspira bastante: Dan Brown. Adoro sua forma de escrever, como ele aborda os assuntos em seus livros com requinte de detalhes. Acho fantástico e bastante inspirador! Gosto muito do Andre Vianco também. O livro “Os Sete” é maravilhoso! Um dos melhores que já li.”

Perguntas da leitora e Autora Déborah Araújo:
Como é ser Autora no Brasil?

“É uma deliciosa luta diária (risos). Há uma estatística feita pelo instituto de pesquisa Ibope que diz que o percentual de leitura do brasileiro é “de três a quatro livros por ano”. Bom, se analisarmos este resultado, podemos dizer que ser escritor no Brasil é assustador. Porém, acredito piamente que esses dados estão mudando. As pessoas estão lendo mais, com certeza! Vejam a Bienal do ano passado: quantas pessoas estiveram lá? Livrarias? É difícil ver alguma vazia e isso é simplesmente fantástico! Saber que minhas histórias contribuem, nem que seja um pouquinho, para o aumento desta estatística, é delicioso. Espero poder contribuir cada vez mais para isso.”

Perguntas da leitora Ana Carolina Carbonell:
Porque o lançamento de Alma que será um livro independente, será quase um ano após Pele?

“Quando escrevi Pele a ideia era ser um livro só, porém, a história estava enorme! Dimitri é muito grande gente! (risos). Por este motivo, foi necessário escrever dois livros. Ocorre que quando terminei Pele, comecei outro projeto, Uma noite Apenas, e, depois dele, iniciei Armadilhas do Amor. Alma está vindo um tempo depois, também, por ser uma publicação independente. Devido a algumas “burocracias”, o projeto demorou um pouco para sair.” 


Perguntas elaboradas pelo Blog:
Bya, no livro “Uma Noite Apenas”, a personagem Angelina lida com uma doença que não é muito conhecida, a Doença de Huntington. Como foi a sua pesquisa para abordar esse tema na obra?

“Sempre procuro abordar temas interessantes em minhas histórias. No Pele/Alma (virá mais forte no Alma), a psicopatia, retratada através do personagem Daniel Smith. Em Uma noite Apenas, a Doença de Huntington foi trabalhada através da mãe da Angelina. Fiz uma longa pesquisa sobre o assunto nos sites das Sociedades Americana e Brasileira de Huntington, a última, inclusive, cheguei a entrar em contato com alguns membros de lá. Essa é uma doença importante, porém, pouco conhecida, e exatamente por isso que resolvi falar sobre ela.”

Como foi a sua experiência ao postar suas obras no Wattpad?

“Agradeço demais a esta plataforma, foi lá que Pele ganhou visibilidade. O Wattpad é fantástico, uma verdadeira vitrine para novos autores mostrarem o seu trabalho e, para mim, foi o pontapé inicial para a minha carreira como Escritora.”

Quais suas expectativas com a sua nova jornada, a publicação de seus livros de forma independente?

“Desejo que minhas histórias continuem encantando vocês e que eu possa escrever cada vez mais e mais! Alma será lançado em setembro e a segunda edição de Pele também. Tomara que essas obras encantem a todos vocês.”

Alma, o segundo volume de Pele, está sendo muito aguardado pelos fãs. O que nós podemos esperar desse livro? Rola um spoiler?! (Risos)

“Opa! Que delícia! Adorei o “muito aguardado”! Se eu pudesse, contaria tudo a vocês. É sério! Melhor do que escrever é publicar! Dá nervoso escrever e não poder mostrar, por isso fico soltando um spoiler atrás do outro na minha page e no site... Deixe-me ver... um spoiler aqui? Hum... Onde está Linda Parlson? Opa, esse eu não posso contar... E o Colin? Está vivo? Hum... não posso contar também... Ah sim! Todos vocês se lembram que “Deus perdoa. O Senhor Logan não”, não é? Então imaginem como ele está depois que levaram aquilo que ele mais ama na vida... Ai ai...”

Dentre os livros que você já lançou e os que vão ser lançados, quais deles é o seu “xodó”?

“ Hum... difícil... Juro! É interessante o que acontece: quando leio Pele, eu penso: “Nossa, meu melhor livro!”, aí leio Uma noite Apenas e “Caraca, esse aqui é o melhor!”. Depois eu pego o Alma e “OMG! O que é isso????”, e, por fim, quando vejo a história de Armadilhas do Amor, “Hum... esse é excelente!” (risos). Resumindo: sou uma Mãe coruja em todos os sentidos!”

 E a última pergunta, mas não menos importante: Quem é BYA CAMPISTA?

“Bya Campista é apaixonada por natureza. Sim, sou movida à paixão. Este é o meu combustível. O que mais? Difícil falar da gente, não é? Hum... querem saber? Fiquei super curiosa agora!  Para VOCÊS, quem é Bya Campista?”

“Gostaria de agradecer imensamente à equipe do Cheiro de Livro Nacional pelo espaço e oportunidade e, é claro, parabenizar pelo lindo trabalho de apoio e incentivo à Literatura Nacional. Dá gosto de ver o trabalho de vocês e nós Autores só temos a agradecer. Muito obrigada! Orgulho em ser Madrinha de vocês!



Bom, eu faço questão de responder: "Bya Campista é uma talentosíssima Autora, que tem o dom de nos encantar em histórias incríveis e apaixonantes. Além de ser uma pessoa super simpática, carismática, autêntica e generosa, ela ainda tem um sorriso lindo e uma risada que contagia. E hoje, eu tenho o prazer e a honra de tê-la como amiga."



E aí, quem é Bya Campista? Comentem, deixe seu recado para a Autora.



Beijos,


Dai



11 Comentários

  1. Bya é uma excelente autora, com uma talento inigualável e um coração enorme, que eu tenho o grande prazer de chamar de Amiga.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela participação Cristiane!
      Bjs!

      Excluir
  2. Uauuu!
    Entrevista show. Como é legal poder conhecer um pouco mais da pessoa e autora tão fodastica que é a Bya.
    Adorei e mto obrigada por responder minha pergunta rs.
    Bya arrasa. Blog arrasa.
    ♡♥♡

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Van, muito obrigada pela participação!
      Um beijo gigante. <3

      Excluir
  3. Parabéns Dai mais uma vez arrasando!

    Bom pra mim Bya Campista é uma excelente autora, amiga que te anima no seu pior dia sempre alegre e uma mulher de um grande coração!
    Sucesso!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Adria! Muuuito obrigada!
      Agradeço também pela participação de sempre! <3

      Excluir
  4. Que legal essa entrevista. Ainda não conhecia a Autora, mas já gostei de cara!
    Esse Blog sempre mostrando coisas novas! Adorando...
    Um beijo e muito sucesso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahh muito obrigada!
      Conheça a Autora, você vai se apaixonar! ;)
      Bjs

      Excluir
  5. Dai,entrevista show. Bya Campista ,amiga,escritora maravilhosa,cativante,tem uma gargalhada linda kkkkk ,de bem com a vida ,bom ela simplesmente Bya Campista . Amore SUCESSO!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Aninha! <3
      Muito obrigada pela participação.
      Bjs

      Excluir