Hoje eu vou falar sobre um livro que saiu um pouco da minha zona de conforto: Katy e o caçador de Zumbis, do autor G. J. Stark. Como o nome já diz, o livro aborda Zumbis e toda a cena de um apocalipse zombie, e esse não é tema que me agrada muito. Mas apesar disso, eu curti bastante a leitura. Definitivamente cheguei à conclusão de que eu prefiro ler sobre zumbis, a vê-los em filmes e/ou seriados. Dá para entender?! rs

Recebi o exemplar em parceria com o Selo Métrica, da Editora Tribo das Letras. Fiquei encantada com a diagramação, ela está linda, e ainda tem umas ilustrações bem legais, totalmente de acordo com o tema, dá ver que foi feita com muito capricho. Pra mim, isso dá um “sabor” especial à leitura. Se você gosta de The Walking Dead, esse livro é uma ótima pedida.


Vamos ao livro...




A cantora Katy está no Brasil fazendo vários shows e levando seus fãs a loucura. Quando ela retorna ao hotel, após um de seus shows, ela recebe a notícia de que foi decretado estado de alerta mundial, pois uma epidemia ameaça o mundo inteiro. Então ela descobre que está presa no país junto com seu empresário e não podem voltar para seu país de origem, os Estados Unidos.

“-Esta é uma mensagem automática da organização Mundial da Saúde, procurem ajuda das autoridades locais, não mantenham contato com as pessoas infectadas, é de suma importância que ao avistarem um infectado chamem as autoridades militares e não se aproximem (...)”

A situação de Katy piora, quando o hotel onde está hospedada é atacado por criaturas horrendas, e seu empresário é devorado vivo, deixando-a sozinha. E ainda tem uma agravante, Katy não fala uma palavra da língua nativa, o português.

A praga até então desconhecida, se espalhou rapidamente pelo país, pois as autoridades Brasileiras demoraram a tomar as medidas cabíveis. E para total desespero, a equipe médica da ANVISA que poderia conseguir uma solução para sanar essa epidemia, também foi atacada pelas criaturas bizarras.

Heitor é um soldado das forças especiais, e estava em uma barricada que tentava impedir a aproximação dos zumbis. Depois que essa barricada é destruída, ele procura abrigo no mesmo hotel onde Katy está hospedada. E por uma coincidência do destino, ele se depara com a cantora, que a principio não a reconhece. Juntos a partir daí, os dois correm contra o tempo para conseguirem encontrar um lugar seguro para se refugiarem e salvarem suas vidas. Além de terem que se proteger dessas criaturas, eles ainda se deparam com grupos pessoas que aterrorizam os sobreviventes.

O livro conta com uma narrativa leve, ágil, direta e de fácil entendimento, e com isso podemos perfeitamente ler o livro em apenas um dia, como foi o meu caso. Além disso, é narrado na terceira pessoa, mostrando ao leitor os pontos de vista da Katy, do Heitor e da Juliana, uma médica da ANVISA que também está em busca de ajuda. Uma leitura cheia de ação, reviravoltas e muita luta pela sobrevivência. E retratou – pelo pouco conhecimento que tenho sobre o assunto – muito bem o tema proposto.

E aí, alguém acha que a cantora lembra alguém? Seria mera coincidência ou não? Rs Leiam e tirem suas dúvidas! ;)


... I’m on the highway to hell!


Clique AQUI e adquira seu.

Sobre o autor:

G. J. Stark é um autor brasileiro e teórico dos antigos astronautas. Apaixonado por fantasia e ficção-cientifica, divide seu tempo entre o trabalho e a escrita. Gamer de nascença, atua como XBOX Ambassador nas horas vagas. Suas principais influências são os escritores Manel Loureiro, Dmitry Glukhovsky, Erich von Däniken e Michael Crichton.



*****

Até a próxima!
Dai


3 Comentários

  1. Oi Dai!
    Já tinha visto o livro por aí (foi lançado em SP junto com o da FF Jhones), e, apesar de ser uma temática que curto, ainda não tinha procurado saber mais sobre ele. Sua resenha ficou ótima, deu muita vontade de ler!!
    Sucesso a ambos!!
    Até + ver!
    Nu.
    As 1001 Nuccias | Curtiu?

    ResponderExcluir
  2. ADOREI!
    Sou louca por zumbis! Já quero o livro.
    Beijos *.*

    ResponderExcluir
  3. Gostei da resenha, a premissa de chamou a atenção! AMO The Walking Dead!

    ResponderExcluir