Essa foi a primeira vez que encontrei dificuldades em expressar minha opinião sobre um livro. Talvez por ainda estar sob efeito de uma história forte, emocionante e arrebatadora. Mais uma vez a autora conseguiu me surpreender. Eu me vi tão envolvida na leitura, que li o livro em apenas um dia. Foi uma enxurrada de emoções conflitantes. O que eu mais gosto na escrita da Babi, é que ela tem o dom de te fazer esquecer a sua identidade, você passa a pensar e a sentir como cada personagem. E a partir da primeira página eu não era mais a Daiane, eu já era a Kathelyn. E já aviso: Essa personagem é INCRÍVEL!


Kathelyn Stanwell é uma jovem com uma beleza marcante e única, que encanta todos a sua volta. Uma mulher que foge dos preceitos da época. Ela é destemida, determinada, corajosa, espontânea, espirituosa e intensa. Não aceita algumas imposições da sociedade, como por exemplo, não poder escolher quando ou com quem vai se casar. Kathe é uma idealista, o que faz dela o oposto de uma dama da alta sociedade Londrina. Com esse comportamento nada convencional, entra em várias enrascadas, e deixa seu pai a beira de um infarto.

"- Só para lhe avisar, caso esteja mesmo me cortejando, eu seria uma péssima duquesa. A única que prefere ser subornada com óperas ou livros no lugar de jóias e vestidos."

Durante o baile de máscara mais esperado da região, ela conhece Arthur Harold, o nono duque de Belmont. Um homem de beleza exuberante, que está acostumado a ter tudo o que deseja. Arthur é arrogante, perspicaz, experiente, influente, decidido e orgulhoso. E assim que vê Kathelyn, fica fascinado pela beleza e espontaneidade da moça.

“(...) Ele nunca conheceu alguém que se desfizesse de seu título dessa maneira. Devia estar irritado, mas no lugar estava... Fascinado.”

Só basta um olhar para que eles caiam de amores. Tudo entre os dois é intenso e fascinante. Eles sentem um desejo avassalador um pelo outro, uma atração irrevogável que faz com que se anseiem cada vez mais. Porém a história desse casal não será nada fácil. Depois de uma intriga causada pela inveja, ambos seguem um caminho de pedras e espinhos. Uma mentira é contada, e uma inocente é sentenciada sem nem ao menos ter direito de defesa.

Com um enredo repleto de emoção, A promessa da rosa descreve perfeitamente os costumes, as crenças e os cenários do século XIX. Somos levados a uma época arcaica, onde as mulheres eram criadas para serem exemplos de conduta e eram submissas aos homens, tinham que abaixar suas cabeças e acatar as ordens. Dá para sentir o quanto a autora domina o assunto, e conseguiu nos passar isso de uma forma limpa, coerente e detalhista.

Uma história extasiante e viciante, onde não vemos o mais do mesmo. Cada capítulo é uma deliciosa emoção, não sabemos com o que vamos nos deparar nas cenas seguintes. Você pode sorrir, suspirar e sentir o coração palpitar, como pode chorar e sentir o peito doer. Eu nunca me interessei por romances históricos, mas desde que li a sinopse e acompanhei todo o pré-lançamento do livro, me vi ansiando por ler a história. E pra mim foi uma deliciosa descoberta, realmente entrei em um mundo totalmente diferente do meu. A Babi tem esse poder natural de envolver e cativar. Me senti da mesma forma ao ler sua primeira obra, Entre o amor e o silêncio.

A promessa da rosa é muito mais que um romance entre Kathelyn e Arthur, é uma aula de história. É um drama onde o amor tem o poder de curar, onde o perdão é um dom supremo, onde a superação e a vontade de ser feliz te faz mais forte.

Temos uma mocinha fascinante, sonhadora, forte, guerreira, teimosa, romântica e idealista. Ela roubou a cena e com certeza é o destaque do livro. Do outro lado temos um mocinho cabeça dura, orgulhoso e intrigante. Suas atitudes imaturas e intolerantes em várias circunstâncias me levaram a querer entrar no livro e dar uns tapas nele, dar uma sacudida para que ele conseguisse ver as verdades que estavam bem a sua frente. Mas em seguida, queria abraçá-lo e confortá-lo, dizer que iria dar tudo certo, era só ter perseverança. Vivi entre amor e ódio com esse personagem durante todo o livro. Os personagens que a autora cria são sempre assim, eles te instigam e te seduzem, eles são inesquecíveis. Tanto os principais quantos os secundários têm destaque na obra, tornando-os essenciais para o desenrolar dos acontecimentos.

“- As pessoas acham que a rosa é comum demais. Preferem a raridade das orquídeas ou a fragilidade das camélias. O que me intriga nisso é que ela é perfeita, e por ser perfeita, todos a querem. (...)”

No decorrer da trama, conseguimos notar a evolução dos personagens, o amadurecimento e a superação. As descobertas, os amores, os desencontros e as desilusões são pontos marcantes no enredo. Em vários momentos me vi segurando a respiração ao me deparar com um acontecimento inusitado e intenso. Essa é mais uma definição do livro, intenso. Intenso, arrebatador, viciante e completamente apaixonante.

Em diversas cenas, me vi tão envolta na história, que sentia meu coração apertar, tamanha a emoção da narrativa. Outra coisa que fiz durante a história, foi sentir. Sentir medo, anseio, felicidade, euforia, amor, ódio e desespero. Tais sentimentos me levaram as lágrimas diversas vezes. Mas que também me renderam muitos suspiros apaixonados. Kathelyn foi uma personagem que sofreu demais na mão do destino, várias vezes tentei colocar-me na pele dela, e cheguei à conclusão de que não conseguiria passar pelo o que ela passou com tamanha fé em dias melhores, acho que, eu ficaria maluca ou cometeria uma loucura.

“Você sempre estará em casa quando mergulhar em seu coração”

Com sua escrita leve, harmoniosa, poética, precisa, limpa e marcante, a Babi nos mostra a uma história brilhante e única. Ela tem o talento de te prender à leitura e de te envolver, além de ter uma sensibilidade incrível. Você consegue sentir a alma dela na história, essa já é sua marca registrada. A leitura é marcada acima de tudo com os mais belos sentimentos do mundo, o amor e o perdão. A autora nos mostra a plenitude do amor verdadeiro, aquele que supera, que perdoa, que é benevolente.

Outra coisa que não posso deixar de falar é sobre a playlist linda que inspirou a autora durante criação da obra. Eu sou apaixonada por música clássica, e o livro abusa de tais melodias. A música erudita para mim expressa emoção e sentimento, e isso tem tudo a ver com o livro. Além disso, o livro conta com uma capa linda e delicada, e uma diagramação sutil e perfeita.


Playlist




Gostaria de deixar aqui registrado, o tamanho da minha admiração pela Babi. Para mim, ela é uma das melhores autoras contemporânea do nosso Brasil. Uma autora que tem o dom de cativar, de conquistar e de emocionar. E acima de tudo isso, é uma escritora que respeita seus leitores e seus parceiros. Uma mulher linda (que mais parece uma princesa), simpática e atenciosa. Babi, muito obrigada por nos agraciar com esta história tão linda. Muito obrigada por dividir conosco o seu dom.

Diante desses fatos que tentei expressar, não há dúvidas de que indico leitura. Mesmo que você não goste de romances de época, tenho certeza que irá se surpreender assim como eu. E no final do livro estará agradecida, extasiada, apaixonada e com uma tremenda ressaca literária.


“- Enquanto existirem histórias de amor nascendo e vivendo em nossos corações, todas as rosas cumprirão a sua promessa...”


Book Trailer



Onde Comprar:






A autora

Babi A. Sette começou a escrever romances há três anos e não parou mais. Seu livro de estreia, Entre amor e o silêncio, publicado pelo Grupo Novo Século, teve a primeira edição esgotada em poucos meses. Formada em Comunicação Social, sente-se metade psicóloga; e outra socióloga. Ama viajar, conhecer pessoas e descobrir lugares. Apaixonada por romances de época, jura que viveria feliz também no século 19. Atualmente, mora em São Paulo com o marido, a filha, um cachorro, um gato e seus personagens.
Formada em comunicação social, Babi, sempre soube que precisava escrever para se sentir viva. Tentou o jornalismo, mas não se encontrou com a profissão, ela queria usar a criatividade junto com as palavras. Atuou na área de marketing e comercial de grandes empresas. Mas, sabia que faltava algo, por isso, nunca parou totalmente de escrever. Com 31 anos, iniciou um processo enorme de auto-conhecimento, fez diversos cursos dentro e fora do país. Foi no meio dessa busca que surgiu a história do seu primeiro romance. Babi, não sabia qual era o sentido daquela história e nem o porquê daqueles personagens pareceram tão vivos. Na época, ela ouviu a dica de uma prima e amiga que disse: - Essa sua história daria um livro - e concluiu: "acho que daria mesmo". Começou a escrever para si, sem ter certeza da onde aquilo a levaria, cinco meses depois, nascia o seu primeiro romance. Babi conta que foi algo tão forte, intenso e pleno que ela não foi capaz de parar mais. Hoje, Babi A. Sette está lançando o seu segundo romance e já está trabalhando no próximo.

Siga a autora:










Até a próxima!
Dai



14 Comentários

  1. Nossa, estou me remoendo de uma invejinha super hiper saudável de vocês. Não me aguento de tanta vontade de ler esse livro e vocês tiveram esse lindo acesso privilegiado!

    Achei maravilhosa a forma como resenharam a obra, a descrição dos personagens e da trama. A primeira linha da resenha então, que efeito. Se eu precisar de medicamento controlado por causa da ansiedade, saibam que vocês tiveram grande culpa nisso.

    Att,
    Mari Ramos

    conchegodasletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. O livro parecer ser muito bom, eu vi ele em um blog, mas é a primeira vez que vejo a resenha dele e a historia me cativou e estou interessada em ler esse livro. Parabéns pela resenha.
    bjus
    http://recantoliterarioeversos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Querida Dai, mais uma vez me encontro no final de uma resenha sua em lágrimas. Dessa vez o sentimento é claro para mim; gratidão.... Gratidão por sua sensibilidade e palavras, pela emoção que transborda nas linhas dessa resenha tão linda, por vc mais uma vez ter aberto o seu coração e ter permitido que minhas palavras te tocassem, com tanta verdade, entusiasmo e entrega. Eu costumo dizer que o sucesso para mim não é medido em números e sim, tenho a certeza quando leio um retorno tão lindo como esse, que o sucesso real de qualquer história é ser capaz de chegar no coração de uma única pessoa, com essa verdade que eu senti ao ler suas palavras. Obrigada de coração por fazer desse meu caminho mais rico e completo, obrigada por todo o apoio e carinho. Sou sua fã. bjs Babi

    ResponderExcluir
  4. Oi. que resenha fofa, tão linda quanto a capa do livro, que bom que o enredo foge aos clichês de paixões doentias e a personagem segue um perfil empoderador, é realmente maravilhoso quando soubemos da existência de livros assim. Ainda não li nada da autora, não fiquei tão interessada pelo primeiro livro, mas esse é tão interessante :D

    ResponderExcluir
  5. A autora é uma fofas mesmo kkk
    a capa apaixonante, calma adorei,
    a resenha perfeita com gosto de quero mais rsrsr

    ResponderExcluir
  6. Olá! A sua resenha ficou maravilhosa. Impossível ficar imune a ela =) Eu, que já estava com vontade de ler o livro antes, agora mal posso me conter. Amo romances de época e tenho certeza que esse será incrível. Bom saber que a história é extremamente bem construída e conduzida, além de que desperta diversos sentimentos no leitor. Deve ser emocionante. Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Dai que resenha incrível minha linda!!!!!
    Me deixou com uma vontade absurdamente louca de ler esse livro que eu já havia me encantado pela história através da sinopse.
    Conheci a Babi através do facebook e ela é uma pessoa incrível. Vou atrás pra ontem desse livro, sem dúvidas!

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  8. Caracaaaa!!!
    Eu estou pirada para ler A Promessa da Rosa e ainda com essa resenha linda, cheia de puro sentimento, eu fico em cólicas a espera fa virada do cartão hahahaha.
    Dai, puro sentimento e emoção nessa resenha. Arrasou, assim como tenho certeza que a Babi tbm arrasou, mais uma vez, nessa nova história ♥

    ResponderExcluir
  9. Dai amo a escrita da Babi seu livro Entre o Amor e o Silêncio está entre meus favoritos, ainda não comecei a ler a Promessa da Rosa, mas lendo sua resenha sei que vou me emocionar. Concordo com você quando diz que Babi é uma da melhores autoras da atualidade. Adorei sua descrição para os protagonistas. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  10. Olaaa
    Nossa, que bom que gostou tanto da leitura, eu adorei essa capa e a premissa mas nao curto coisas históricas então nao sei se funcionaria para mim, mas posso dar oportunidade se tiver uma chance.
    Sua resenha está ótima.
    Beijos
    Reality of Books

    ResponderExcluir
  11. Ai gente. Eu BABO nessa capa. É demais! E eu vejo só comentários positivos em relação à esse livro e a autora. Você só me aguçou ainda mais o.o
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
  12. Ai gente. Eu BABO nessa capa. É demais! E eu vejo só comentários positivos em relação à esse livro e a autora. Você só me aguçou ainda mais o.o
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
  13. Oie, flor!
    Essa capa é tão linda e delicada. Mesmo não lendo, eu compraria só para ter um exemplar enfeitando minha estante. Depois dessa resenha, acho que vou sai de minha zona de conforto e dar uma chance ao livro. Não gosto do gênero, mas as vezes variar é maravilhoso.
    Com carinho,
    Celly.

    http://melivrandoblog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. UAU!!!!
    É a primeira palavra que me vem a cabeça depois de ler essa resenha incrível!!!
    O livro já está entre os meus desejados, adoro essa capa e já ouvi maravilhas da escrita da Babi.
    Amo romance de época, e já estou louca para saber como tudo vai acontecer, como vai ser o desenrolar da história!

    Amei infinitamente sua opinião!
    Beijos!

    ResponderExcluir