Olá pessoas!
Chegamos ao terceiro dia da Semana Nana Pauvolih, e por isso, meu desabafo de hoje é mais que especial. Vamos lá conhecer o Reizinho da Diva.


O livro Redenção de um Cafajeste é o primeiro livro da trilogia Redenção, e vamos conhecer a história de Arthur e Maiana.


Maiana é uma menina doce, meiga, batalhadora, sofrida, linda, estudiosa, sonhadora e romântica, a verdadeira princesa do conto de fadas. Mas na vida real ela está longe de ter uma vida de princesa. Moradora de Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro, estudante de história na UERJ e secretaria em um escritório de advocacia, ela mora numa casa humilde com sua mãe e sua irmã mais nova. Tadinha da Maiana, com uma mãe e uma irmã como Tereza e Juliane, não é preciso inimigos! O sonho da mãe é que uma de suas filhas se case com um homem rico. Juliane que não tem nenhum escrúpulo fica a caça de um homem que dará vida boa para ela e para mãe. Maiana não apoia as sandices das duas e vive preocupada com o que pode acontecer a sua irmã.

Arthur Moreno de Albuquerque é o Rei, tem o mundo a seus pés, lindo, rico, safado, tarado, mimado, poderoso, vive cercado pelas mais belas mulheres e não mede esforços para ter aquilo que deseja. Ele é o dono de uma Editora de Revistas, incluindo a Macho que é uma revista estilo Playboy, o que ele acaba usando como meio de ter as mais belas mulheres em sua cama. Numa boa parte do livro merece uns socos, mas nada como um sofrimento para fazê-lo virar um homem de verdade. Que Deus tenha compaixão da minha alma, mas eu quero um para mim! kkkkkkk
Arthur foi abandonado pela mãe, o pai cometeu suicídio, e com isso foi criado pela avó Donatela, que o ensinou a nunca ser dominado por mulher nenhuma. Ela dizia sempre que ele era um Rei, o seu Reizinho. Então dá pra perceber que tipo de homem é Arthur né?!



Maiana e Arthur são de mundos completamente diferentes, ela muito pobre e muito batalhadora, ele muito rico e poderoso, o Rei em seu mundo. Mas a vida vai dar um jeitinho desses mundos se cruzarem...


Tudo começa quando Juliane se envolve com Arthur, e passa a frequentar as festas que ele e seus amigos promovem. E que festas! Até que um belo dia Juliane é agredida em uma dessas “festinhas” e Maiana, muito possessa, vai atrás de Arthur para tomar satisfações, mas ao chegar ao apartamento dele, descobre que não foi ele o agressor ou qualquer um de seus amigos.

“Fechei os olhos novamente, cansada, mas sem conseguir dormir. Por um momento, a imagem de um homem alto, forte e moreno, com uma beleza agressivamente máscula, invadiu minha mente e eu me senti um tanto abalada. Tinha sido uma loucura invadir o apartamento dele naquela noite. Eu me envergonhava por ter perdido a cabeça, acusando-o sem saber dos fatos e sem provas. Na certa devia estar pensando que eu era uma desequilibrada”.

Arthur se sentiu atraído imediatamente por Maiana, e a partir dessa enorme atração que começa todo o jogo. Arthur liga para Juliane com pretexto de vê-la após a agressão, mas na verdade, ele quer mesmo é ver Maiana.


"Era deliciosa, a mulher mais linda que vi na minha vida. Tudo nela me deixava doido, seu corpo, seu rosto, seus olhos, sua voz, seu cheiro, seu jeito. Não me lembro de um dia ter ficado tão excitado, tão embriagado pelas sensações vorazes e extasiantes."


Ele promete a Juliane que pagará seu tratamento, e dará a ela a oportunidade de ser a capa da Revista Macho se ela convencer a irmã de que eles não tiveram nada.  Então ele começa com seu jogo de sedução para atrair Maiana, com a simples intenção de usá-la e depois dispensá-la, como faz com todas as mulheres que passam por suas mãos. Lendo engano Reizinho!!!

No meio do processo de conquista, Arthur descobre que Maiana é virgem, e então, a caça fica muito mais interessante para ele. Mas não será nada fácil para nosso Reizinho, porque Maiana fará jogo duro com ele, e tentará se manter afastada.

Depois de muita insistência, Maiana resolve sair com Arthur. No primeiro encontro ela faz questão de levá-lo a um lugar onde está acostumada a ir com seus amigos, uma humilde pizzaria, coisa que foge completamente da realidade da qual Arthur está acostumado. Na volta, quando vai deixá-la em, casa às coisas esquentam entre eles, mas Maiana resiste as investidas dele. Então, Arthur decide pedi-la em namoro para assim seduzi-la mais rápido. Coisa de homem cafajeste e sem caráter mesmo!

"Meu ventre se contorceu, a imagem se tornando nítida e pornográfica em minha mente, enquanto eu quase entrava em combustão espontânea. Deus, era o primeiro dia de namoro e eu já estava assim, quase me entregando! Como teria forças para resistir muito tempo, com aquele homem me pegando daquele jeito, dizendo aquelas coisas, seu corpo tentando o meu, seu cheiro me inebriando?”

E assim se passa o primeiro mês de namoro dos dois, Maiana continua com seu jogo duro e Arthur enlouquecendo de desejo por ela. Porém o Reizinho não para de se divertir com outras mulheres, traindo Maiana descaradamente, mas nenhuma delas consegue satisfazê-lo. Até que em um final de semana Arthur convida Maiana para passar com ele o dia em Itaipava. Passeio vai, passeio vem, Maiana decide que não há melhor oportunidade para perder a sua virgindade, e se entrega para o Reizinho, afinal, ela está completamente apaixonada por ele, e ele demonstra corresponder a esse sentimento.

A partir daí eles passam a viver uma loucura, Maiana completamente apaixonada, Arthur tentando encontrar algo que mostre que ela só quer dar o golpe do baú, porque segundo a bruxa da avó dele, Maiana é uma aproveitadora. Porém Arthur se vê cada vez mais encantado por ela, e vive o dilema: acreditar em sua avó ou em Maiana? Além disso, ele se recusa a acreditar que está se apaixonando pela doce Maiana.

Um dia Maiana convida Arthur para ir à quadra da Beija Flor, ele aceita mesmo não sendo muito fã de samba e nunca ter sonhado em ir em um lugar desse tipo. Ele curti muito o passeio e acaba bebendo demais, assim Maiana o fez dormir em sua casa. Os dois acabam transando sem camisinha, e Arthur trata Maiana diferente, pois acha que esse foi um aviso, e que sua avó tinha razão. Por fim eles resolvem esperar alguns dias para fazer um exame, e colocar fim nas especulações.

Um dos amigos de Arthur, Mateus, quando vê Maiana pela primeira vez, se apaixona de corpo e alma por ela. Mateus é um príncipe e a história dele será contada no segundo livro da serie Redenção. Mas quem vê cara não vê coração, pois Mateus com essa carinha de anjo é um “Dom” mega Dominador. Mas esse desabafo fica pra quando lançar o livro.

Arthur convida a até então namorada para acompanha-lo no casamento de seu amigo Antônio, onde será o padrinho. Durante o jantar de casamento ela acaba sendo colocada sentada longe de Arthur, assim que a história começa a azedar. Ela se senta ao lado de Mateus, e Arthur se corrói de ciúmes, tenta se sentir atraído pela mulher que se sentou ao seu lado, mas não consegue. Após o jantar, Arthur arrasta Maiana da festa, louco de ciúmes, leva ela até seu apartamento, transa com ela, mas ainda possesso de ciúmes a leva até o clube Catana, um clube de BDSM em que ele e seus amigos são sócios. Porém Maiana se assusta com o que vê, e enquanto Arthur vai buscar umas bebidas, ela foge. Ao sair encontra Mateus que dá uma carona para ela. E é aí que tudo desanda de vez.

Arthur acha que Maiana é realmente uma interesseira que só queria dá um golpe nele, mas isso são loucuras que a bruxa da sua avó coloca em sua cabeça, porque foi exatamente isso que sua mãe fez com seu pai. Depois de procurar Maiana na casa dela e não encontra-la, Arthur tem total certeza que ela foi para cama com Mateus e para se vingar, resolve ir a uma festa de orgia na casa de um amigo. Lá ele encontra Juliane, e ela, como a boa bisca que é, tira fotos e faz vídeos comprometedores de Arthur. 

Maiana passa o final de semana arrasada, na segunda-feira decide fazer o teste de gravidez e procurar Arthur para ver como ficará a situação dos sois. Ela jura que o exame dará negativo, porém o exame dá POSITIVO. Ela vai atrás de Arthur, conta sobre o exame, só que a conversa não é nada boa. Ele a acusa de estar jogando com ele e Matheus e até duvida da paternidade do bebê, e exige que ela aborte a criança. As coisas caem por terra, quando Maiana escuta um barulho no quarto e quando ela vai ver o que é, da de cara com Juliane na cama de Arthur. A vadia, vulgo “irmã”, tinha ido até lá chantagear Arthur com as fotos e vídeos da festa.

''Eu queria morrer. Meu coração batia forte, a agonia se embolava com a raiva gigantesca dentro de mim. Ao mesmo tempo, faltava algo, como se houvesse um buraco, estivesse oca. Aquela era a pior sensação, perceber que perdi uma parte de mim. Aquela mais inocente e esperançosa, que via a vida com um sorriso. E que agora deixava um espaço vazio."

Se prepare, porque a partir daí, fortes emoções virão e abalarão suas estruturas. Maiana nos mostrará o quão forte e determinada é. Mesmo sofrendo pela punhalada que recebe, ela vai lutar por sua felicidade e a de seu filho com a cabeça erguida. Já Arthur vai sofrer o pão que o diabo amassou! O castigo que a vida dá a ele é mais do que merecido, e vai ser essencial para seu crescimento como homem e como ser humano.


“Eu a observei até as portas se fecharem, então voltei ao meu apartamento, decidido. Aquela mulher seria minha”. 

O livro está lindo, envolvente e emocionante. Mais uma vez a Nana arrasou! Ela consegue nos transportar par dentro da leitura e nos fazer sentir na pele cada emoção criada pelos personagens. É um verdadeiro misto de emoções. Além disso, o livro conta com uma capa linda e uma diagramação maravilhosa, dando mais beleza a leitura. A narrativa é regada de muito sexo, muito drama e muitas reviravoltas. Mas principalmente, ela nos mostra que o amor tem capacidade de mudar a pior pessoa do mundo, provando que é um sentimento divino.


''Queria vê-la tão desesperadamente que doía. Queria dizer que lamentava e pedir perdão. Mas ao mesmo tempo me sentia ainda prisioneiro de mim mesmo, dos meus medos e do meu orgulho. Sem as desculpas esfarrapadas que arranjei para meu comportamento, eu me via a olho nu e me envergonhava de quem era.''

*****

Siga a autora



*****


Sorteio Semana Nana Pauvolih

Que tal levar um Reizinho para casa?
Concorra a um exemplar físico autografado do livro Redenção de um cafajeste, mais marcadores e bottons do blog. Clique na imagem, e saiba como participar.


 Sorteio Semana Nana Pauvolih

*****
Confira também: Conhecendo a Autora #Dia01 | Conhecendo as obras #Dia02

Não se esqueça de comentar no post e deixar um e-mail para contato, você poderá ganhar marcadores e bottons do blog.

Amanhã teremos o quarto post da Semana Nana Pauvolih, não perca!


Bjocas!




Alê



11 Comentários

  1. OMG meu reizinho, meu preferido, meu cafajeste mais lindo hahahaha
    Ale, resenha show, deu até vontade de ler pela 748263819 vez kkkkkkk
    Bjooo

    ResponderExcluir
  2. Ótima resenha!! Reizinho é meu preferido!! <3

    ResponderExcluir
  3. Ahhh! Amiga, a resenha ficou linda!
    Admito que quando comecei a ler o livro, eu queria enterrar o Arthur vivo! O bicho filho da puta! hahahahah Ops, foi mal!
    Já a Maiana e encantou demais! Mulher decidida, guerreira, inteligente e merecedora. Ainda acho que Arthur sofreu pouco! #bichamá hehheheh
    Mas, como você disse: "O castigo que a vida dá a ele é mais do que merecido, e vai ser essencial para seu crescimento como homem e como ser humano."
    Nana Arrasou nesse livro!

    Um beijão ami! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aiiiii Dai. também quiz matar o Arthur no começo, mas o castigo foi merecido e ele vive a vida pra amar e respeitar a Mayana. só por isso eu perdoei ele kkkkkkkkk

      Excluir
  4. Nossa, me parece ser uma história bem tensa e envolvente. Já estava namorando a capa desse livro, e agora depois dessa super resenha, eu quero mais que nunca. Já vi que vou morrer de ódio e amor por esse reizinho.
    Estou adorando essa semana, e conhecendo muitas coisas novas.

    BJKS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perseguindo Sonhos, obrigada pelo carinho, leia logo, esse livro é repleto de grandes emoções. bjs

      Excluir
  5. Adorei a resenha Alê, mas a Maiana morava em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense e NÃO Nova Friburgo, na Região Serrana. Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fabiola, do ceu, obrigada e desculpa pela minha mancada kkkkkkkkkkkkkk como não sou do Rio ja lasquei um NOVA kkkkkkk, ja arrumei e obrigada pelo toque.

      bjocas

      Excluir
  6. Sabe quem eu sempre imaginava como Arthur e Maiana?...o Rodrigao e a adriana do bbb lembra? ? Tipo ele fica perfeito como reizinho e a Adriana gem os traços da maiana kkk bom essa e minha opiniao ne parabens pela resenha flor bjos

    ResponderExcluir