Oi gente!

Essa semana começa muito especial! É com muita felicidade, que eu apresento a semana especial Magia do Sorriso, onde iremos apresentar a nova obra da querida autora Babi Barreto. Então, convido a todos para acompanhar essa semana conosco, e conhecer um pouquinho mais da autora e seu lançamento. Fique de olho aqui no blog e em nossas redes sociais. E para abrir a semana com pé direito, vem conferir uma super entrevista, que a autora cedeu ao blog.




ENTREVISTA

1) Qual o seu maior objetivo com suas histórias?
♥ Olá meninas do Cheiro de Livro Nacional. Mais uma vez, obrigada pelo apoio de sempre, e o carinho que me dedicam. Já sabem que tem um espaço mais que garantido no meu coração. Não é? Vamos lá. Eu tento lidar com assuntos polêmicos em minhas histórias, e tento fazer com o que o leitor reflita sobre eles de maneira leve e divertida.

2) Quando percebeu que seu desejo era ser escritora?
♥ Até hoje me pergunto como é que entrei nessa loucura (risos). Acho que a escrita me escolheu. Comecei como uma brincadeira, e hoje não consigo mais parar. Enquanto estou escrevendo crio várias histórias. Então, devem me ver por aí mais um pouco.

3) O que a escrita afetou a sua vida? Mudou muita coisa?
♥ Totalmente. Quando comecei a escrever estava lidando com uma dor que não conseguia colocar para fora. Quando escrevi sobre eles, parece que vi sob outra perspectiva, e consegui visualizar melhor e superar. Posso dizer que a escrita me salvou.

4) Como você critica e enxerga o seu trabalho?
♥ Se tem uma pessoa que me critica, sou eu mesma. Nunca acho que está bom o bastante, e se reler um trecho mil vezes, vou modificar em todas elas. Mas acho que no fim, o que importa é quanto de você foi doado nesse processo, e nisso, sinto que estou fazendo certo. Magia do Sorriso, por exemplo, eu chorava intensamente em algumas cenas. Gosto de me doar, mas sei que ainda tenho muito a melhorar. E nisso, conto com vocês: com críticas, elogios e dicas.

5) Qual o estilo literário que você escreve? Porque escolheu este estilo?
♥ Eu escrevi um romance com fantasia, depois um romance com drama, e agora estou escrevendo um suspense erótico. Eu tento inovar, até para que eu consiga agradar aos leitores que gostam de estilos diferentes. Não consigo me imaginar escrevendo uma coisa só... e tenho projeto de comédia, drama puro, uma sequência erótica, e por aí vai.

6) Da onde surgiu a idéia para o primeiro livro “Em busca do verdadeiro”?
♥ Comecei descrevendo algumas coisas que passei, e queria superar. Mas achei que estava ficando muito chato, e resolvi modificar, fazendo o cara ser um anjo da guarda meio torto. Após essa inovação, a história tomou um caminho totalmente diferente, e hoje posso dizer: não tem mais nada a ver com a história da minha vida.

7) “Em busca do verdadeiro”, foi uma história muito intensa e que abordou um tema muito importante. Como foi o processo de criação do livro e dos personagens?
♥ Comecei descrevendo algumas coisas que aconteceram comigo, e depois fui modificando segundo relatos de pessoas ao meu redor. Lia livros em que os mocinhos eram dominadores e ciumentos, e quis mostrar o lado ruim disso. Foi esse o objetivo. Já a Elisa é a típica jovem com pouca autoconfiança, e que foi evoluindo com o tempo e as dores da vida. Embora tenha a fantasia como destaque, é uma história extremamente real.

8) Qual o sentimento de ver as histórias que você escreveu agradando tantas pessoas?
♥ A primeira pessoa a ler, foi a autora Ludmila Públio. Quando ela gostou do início, já foi uma emoção sem fim. Quando terminei o livro e recebi elogios de leitores, eu me sentia como se tivesse ganhado uma nova vida, cheia de alegria e motivação. Não há como descrever a emoção. Devo minha satisfação profissional a esses leitores lindos que apoiam dia a dia.

9) Babi, quais são os seus escritores favoritos? Eles te inspiram?
♥ Nossa... tenho tantos. Mas vou citar os atuais. Carina Rissi, por ser uma das primeiras autoras nacionais de fantasia de sucesso, e por me dar esperanças de que o mercado brasileiro está aberto para os escritores de fantasia. Camila Moreira, por mostrar que é possível sim competir nesse mercado editorial. Juliana Parrini, Gisele Souza e Lenny Silva, pelo sentimento que transmitem em suas histórias. E a autora que mais me inspirou na escrita da nova história, A Sedutora, Eliza P. Hunter.

10) Conte-nos um pouco sobre sua recente obra, “Magia do sorriso”.
♥ Magia do Sorriso eu vi em um sonho. Sonhei com uma garota que podia seduzir com um sorriso. E ela sofria muito. Fiquei pensando se esse poder era uma dádiva ou um sofrimento. E assim criei a história. Ester é uma personagem forte, intensa, e que sofre como muitas de nós, e tem que aprender a amar, conquistar um amor, e confiar.

11) Ester, a personagem principal do livro “Magia do sorriso”, tem um temperamento forte e no início, egoísta e prepotente também. Como foi idealizar e construir essa personagem tão marcante?
♥ Menina do céu. Foi difícil demais. Sabe aquele negócio de escrever personagens que se pareçam com a gente? Pois é. Fiz exatamente o contrário (risos). Peguei as mocinhas dos livros, e desmistifiquei. Fiz o oposto de tudo que uma mocinha literária faria, e virou a Ester.

12) Mais uma vez, você criou uma história que aborda temas muito importantes. Na sua recente obra, você falou sobre abuso sexual, AIDS e o aborto. Como você se preparou para colocar esses assuntos em uma história?
♥ Primeiro, eu conhecia uma história semelhante à da personagem, dona Fabiana. Depois tive ajuda de pessoas especiais, como o marido da minha beta, Gracileni, que entende tudo de transmissão da doença, sintomas, e forma de contágio. Usei de muita ajuda para criar cada cena, e assisti muitos filmes, li relatos, material próprio, já que também sou formada em Biotecnologia. Estudei muito para escrever.

13) Você vem postando uma história nova no aplicativo do Wattpad, conte-nos um pouquinho sobre ela.
♥ Meu novo livro chama A Sedutora. Conta a história de uma dançarina de funk que estava envolvida no tráfico, e um diplomata inglês que se vê louco para ter essa mulher em suas mãos. Uma história quente e imprevisível.

14) Como você encara as críticas negativas ao seu trabalho?
♥ Eu vejo como uma forma de crescer. Somente quando sou criticada posso ver onde melhorar, onde ampliar as cenas e como dar mais personalidade para os indivíduos da história.


15) Como autora, qual é o seu maior sonho?
♥ Ter muitas pessoas lendo minhas histórias. Esse é meu maior sonho. O do meu filho é entrar na leitura e ver meu livro lá (gargalhadas).

16) Como leitora, o que você espera encontrar nos livros que lê?
♥ Sentimento, e um cenário totalmente diferente dos que vivo. Gosto de diferença, de me transportar para outro mundo.

17) Como você concilia a vida de escritora com a família?
♥ No começo foi mais difícil. Agora achei um ritmo mais equilibrado. Escrevo a noite, enquanto meu filho está perdido no mundo dos sonhos. Durante o dia trabalho, então é mais difícil escrever.

18) Como é a sua relação com os fãs?
♥ Posso dizer que é maravilhosa. Respondo todos que me chamam no facebook, tento interagir ao máximo com quem me acompanha nas redes sociais, e retribuir todo o carinho que recebo. Devo tudo a eles!

19) Conte-nos mais sobre você. Quem é Bárbara Leite Barreto?
♥ Sou uma pessoa de hábitos muito simples. Não gosto muito de sair de casa, amo ler, ouvir música e bater papo com meus amigos. Não sou baladeira, e vivo em prol da minha família, meu namorado e meus livros. Ouviu o barulho de teclas? Lá que eu estou (risos).


Vamos brincar de “E SE”?

E se você pudesse se teletransportar para dentro de suas histórias, qual escolheria? Porque?
♥ Para Magia do Sorriso. Para ver o adulto que meu filho se tornou.
PS: o personagem Guilherme foi inspirado nele. Em como o imagino como adulto.

E se você pudesse ter o poder de mudar algo no mundo, o que seria?
♥ Erradicar a fome. Detesto saber que temos algo para comer, e tem gente no mundo morrendo de fome.

E se você pudesse voltar ao passado, você mudaria algo em sua vida? Por que?
♥ Teria me dedicado mais às aulas de português. Talvez a Carlinha (minha revisora) tivesse menos trabalho.

E se você pudesse dar vida a um personagem literário, qual seria e por quê?
♥ Posso dizer que a Ester? O mundo seria mais divertido com ela. kkkkkk

E se você pudesse realizar um sonho, qual seria?
♥ Ver meu filho construindo uma família.




A AUTORA


Bárbara Leite Barreto, mais conhecida como Babi Barreto, é uma leonina nascida em Belo Horizonte, em 1986.
Formada em Direito, só tinha o hábito de ler o que fosse relacionado ao mundo jurídico até que em 2008, conheceu o mundo da fantasia literária, e nunca mais conseguiu parar de ler. Apaixonada por música, seriado e livros, vê na escrita a fuga da realidade, e a descoberta do seu coração.
“Em busca do Verdadeiro”, seu primeiro livro, foi iniciado em janeiro de 2014, e alcançou mais de 150 mil leituras no Wattpad. Atualmente mora em Contagem, em Minas Gerais, onde cria seu filho e trabalha no ramo industrial.


Site  Fanpage  Twitter  Google+   Wattpad






E aí, o que acharam? A Babi é super carismática, né?! Fiquem ligados que a manhã tem mais!

Beijos!





3 Comentários

  1. Que super! Amei a entrevista e adorei o livro!

    Bjks

    ResponderExcluir
  2. Meninas,

    Amei, amei e amei responder as perguntas de vocês.
    Em cada uma sentia o carinho que temos umas pelas outras.
    Muito obrigada por todo incentivo e apoio.
    Mil beijos, e espero que os leitores do blog gostem!

    ResponderExcluir
  3. Olá!

    Gostei muito dessa entrevista! Desejo muita sorte e sucesso ara Bárbara! Também sou escritora e imagino o que ela deve estar sentindo nessa semana de lançamento.

    refugiorustico.com.br

    ResponderExcluir