Dor. Nunca uma palavra fez tanto sentido na vida de Elizabeth Campbell. Quando a felicidade parece finalmente estar caminhando junto a ela, fantasmas de suas antigas dores voltam a atormentá-la.
Após perder seus pais, ela passou a acreditar que nunca mais passaria por algo parecido e jamais imaginou que a vida seria capaz de lhe tirar sem permissão a pessoa que ela mais amava.
A vida, no entanto, preparava uma surpresa em silêncio... Quando Campbell se vê presa dentro de si, mergulhada em uma tristeza sem fim e incapaz de seguir em frente, Thomas Hunter, um rapaz que nunca acreditou no amor, tenta tirá-la desse profundo poço, embora ele também precise que alguém o tire de lá. Juntos, eles descobrem que são capazes de superar as perdas e frustrações que a vida lhes ofereceu.




Essa é minha primeira resenha, então, por favor, relevem a falta de experiência (risos). Confesso que fiquei muito receosa em resenhar, mas quando terminei de ler essa história fiquei mais tranquila, pois foi uma leitura fácil e muito gostosa, tornando muito mais relex o processo. Eu sou uma romântica de corpo e alma. Amo qualquer história que envolva o amor, e essa é uma daquelas que mostra o quanto o amor é grandioso, valioso, magnífico, salvador e por aí vai. Apesar de ser uma história narrada em terceira pessoa, coisa que não me agrada muito, Dois lados de um Coração me ganhou logo nos primeiros capítulos, deixando esse detalhe completamente irrelevante, pois eu amo um drama, e lá estava ele logo de cara.

Elizabeth Campbell teve uma vida sofrida. Perdeu a mãe para o câncer e logo após seu pai a abandonou por não aguentar viver sem a presença da sua amada esposa. Devido a mais esse grande golpe que a vida lhe deu, ela acabou indo viver com seus tios, mas isso não durou muito tempo e logo resolveu seguir sua vida triste por conta própria. Eliz vive uma vida solitária, porém vive bem, junto com seu trabalho e sua grande amiga, Blair, que estava sempre ao seu lado, ocupando o grande buraco que a falta de seus pais fazia em seu coração. Ela vivia tranquilamente, uma rotina sem muitos eventos ou acontecimentos, até o dia em que uma dupla linda, charmosa, de olhos verdes intensos, entrou em sua vida e a mudou completamente.

William e Thomas são os gêmeos herdeiros e responsáveis por um grande império, construído pelo patriarca da família, Daniel Hunter, a rede de fastfood mais famosa do país: Hunting & Hunter. Dois homens totalmente iguais fisicamente, mas completamente diferentes de almas. William é o cara perfeito, educado, elegante, romântico o príncipe encantado que toda garota sonha em encontrar, e que inclusive é o príncipe de Elizabeth, que a faz uma mulher completa e muito feliz por namorar um cara tão incrível. Já Thomas, é o badboy, o cara malandro, mulherengo, cheio de malicias e truques, que a maioria das mulheres quer distância, mas... que esconde muitas coisas por trás do seu jeito arrogante e que implica com sua cunhada como se fosse uma criancinha birrenta.

Em um dia especial para toda a família Hunter, o casamento da irmã mais velha, Gisele, numa noite fria e de muita neve em Memphis, Tennesse, um terrível acidente acontece tirando a vida de William, acabando com o relacionamento de contos de fadas de Eliz, arrancando de seus dias a única pessoa que Elizabeth tem e transformando sua vida, mais uma vez, num inferno vivido na terra.

“Há um buraco em meu peito, incapaz de ser preenchido. E isso queima, amor. Como queima! Volte para mim, para os meus braços. Deixe-me enroscar meus dedos em seus cabelos, beijar seus olhos, seus lábios, deixe-me te sentir novamente. Só mais uma vez”.

Já em seus últimos suspiros de vida, William pede a seu amado irmão, que cuide de sua frágil e doce namorada, fazendo com que Thomas fique totalmente perdido e sem entender o motivo de tal pedido. Após o acidente, detalhes desses relacionamentos são revelados, tanto do belo relacionamento de Eliz e William, como do não tão agradável relacionamento de Lizzie (é como Thomas a chama simplesmente porque ela não gosta) e Thomas, nos fazendo entender os motivos do pedido de William e de Thomas sempre tratar Elizabeth tão mal.

Thomas tenta atender ao pedido do seu irmão, porém Eliz não ajuda em nada. Orgulhosa e muito mais receosa, ela tenta seguir a vida sem a ajuda de ninguém, muito menos de seu irritante cunhado. Ela sente que falta algo em si, que precisa de muito, algo especial para preencher o buraco em seu coração. E depois um momento um tanto intrigante que vive com Thomas, ela tenta ajudar a namorada "modelete", chatona e dependente de drogas do seu cunhado, tentando desviar alguns sentimentos e, principalmente, tentando encontrar um novo sentido para sua vida. Devido a isso, por conta de sua ajuda á modelo, é que ela encontra um bom motivo para continuar vivendo: ser voluntaria em trabalhos sociais em um orfanato.

E é aí que a vida a surpreende novamente, lhe apresentando uma doce menininha que logo de cara toca profundamente o coração de Eliz, que a faz sentir coisas estranhas, mas que inexplicavelmente lhe transmite muita paz e um amor enorme. Natalie é uma coisa de tão fofa. Uma criança doce, forte, que a vida ensinou a lutar com garra, e que nos faz pensar em quanto a vida é valiosa.

“Quando Elizabeth pensou em William, ela não se sentiu triste. Muito pelo contrário, aquela era a primeira vez que se lembrava dele com alegria. Realmente era como muito viviam dizendo: não chore porque acabou, mas sorria por ter acontecido. E havia acontecido. Ela e Will aconteceram, e isso foi durante um tempo maravilhoso, um tempo que não estava escrito para durar para sempre”.

Aos poucos e ao meio de muita briga e discussão, Elizabeth e Thomas começam a se “entender” e entender as peças pregadas pelo destino envolvendo os dois. Thomas começa a mostrar um lado que Eliz jamais pensou que poderia existir então ela passa a enxerga-lo com outros olhos, coisa que a deixa totalmente perdida. Antes de morrer, William deixa para Elizabeth uma cabana que comprou para o casal, na Itália. Um lugar romântico, aconchegante, que era o sonho dele, mas que acaba se tornando um refugio para ela. Por fim, devido á algumas burocracias a ser resolvidas, Eliz e Thomas acabam na tal cabana e vivem momentos de descobertas e algumas revelações.

Dois lados de um coração conta uma história linda de superação e descobertas. Nos faz entrar num mundo feio e triste que um dependente de droga vive, num mundo lindo e admirável que vive uma pessoa voluntária, que ajuda, ama e se dedica de coração á vida de outras pessoas e, principalmente, mostra que o amor, acima de tudo, independente da forma, tamanho, “certo” ou “errado”, sempre falará mais alto e será mais forte do que qualquer outro sentimento que possa existir.

Eu senti meu coração apertado, aquele nó na garganta em muitos momentos da história. Quis matar Thomas e Elizabeth na mesma proporção, assim como também quis ter o poder de voltar ao passado e fazer com que essa mulher não precisasse viver nada do que viveu, e claro, quis MUITO, ressuscitar o príncipe William. Eu amo quando o enredo envolve além da fantasia, coisas da vida real, principalmente quando elas nos fazem refletir, como alguns pontos dessa história me fizeram parar para pensar. Apesar de achar que faltaram alguns detalhes e sobram outros, gostei muito, suspirei, chorei, dei risada e aqueci meu coração. É, sem dúvida, um livro que se deve ler, refletir e ter em sua estante.

“Não chore porque acabou, mas sorria por ter acontecido”. Essa frase tocou profundamente dentro de mim. Ela fez com que me lembrasse de momentos maravilhosos que vivi com pessoas amadas que já se foram. Me fez entender que a saudade é eterna, amarga, mas ao mesmo tempo linda e doce. O que importa é que a vida nos permite viver ótimos momentos, mesmo que não são para sempre. É ruim não poder viver mais tais momentos, mas pior seria se jamais tivéssemos vivido momento algum. Parabéns á Marcela que me deixou encantada e agradecida por essa linda história.


Compre seu exemplar AQUI.










18 Comentários

  1. Oi
    Eu já tinha lido uma resenha sobre esse livro e de cara tinha gostando muito, lendo sua resenha fiquei com mais vontade ainda de ler,mesmo sabendo que do jeito que sou, provavelmente vou chorar lendo esse livro, adorei a resenha.
    Bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Liv, se prepare para chorar sim rs. Não tem como segurar a emoção, pelo menos eu não consegui rs.
      Feliz que tenha gostado.
      Muito obrigada.
      Beijão.

      Excluir
  2. Oii, acho que você deu alguns spoilers na sua resenha rsrs mas eu gostei muito dela. Tente contar um pouquinho menos na próxima, ok?

    Grandes beijos!

    http://eraumavezlivrosecia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Leticia, mil perdões! A empolgação foi tanta que não me contive e nem me liguei nos spoilers. Apesar de eu amar, sei que tem leitores que preferem aguardar toda a surpresa. Vou me segurar nas próximas rs.
      Muito obrigada.
      Beijão.

      Excluir
  3. Oiii

    Gostei da premissa do livro.
    Parece bem interessante.

    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oieee, realmente é muito interessante e, em alguns momentos, nos faz parar e refletir.
      Muito obrigada!
      Beijão.

      Excluir
  4. Oi, adorei a resenha! Faz um tempinho que estou louco para ler o livro, mas ainda não tive a oportunidade. Espero poder conferir a leitura logo.

    http://porredelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie, fico muito feliz que tenha gostado. Quando puder leia sim, não irá se arrepender.
      Muito obrigada!
      Beijão.

      Excluir
  5. Caramba, muito drama mesmo! Tem cara de ser bem profundo. Ele tá na minha lista faz um tempinho, já, mas cadê tempo pra ler tudo? hehehe

    beijos
    www.manualdaerika.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Erika.
      A história é bem dramática mesmo, mas sou suspeita, pois Amo ler e escrever aquele drama beem dramático hahahahahaha.
      Tempo é o que nos falta de montão né!? Mas assim que der leia, vale muito a pena.
      Muito obrigada!
      Beijão.

      Excluir
  6. Olha primeiramente tenho que confessar que nem parece que é sua primeira resenha.
    Achei que tu escreve muito bem e tenho que parabeniza-la por isso, porque é dificil encontrar pessoas assim.
    Outra coisa também é que gostei muito da estória do livro. Já faz tempo que estou de olho por conta da capa, mas agora lendo a sua resenha e percebendo o sentimento que ele despertou em você, eu acabei ficando ainda mais interessada e querendo muito compra-lo. Espero poder ter a oportunidade, principalmente agora próximo ao NATAL. Enfim...Parabéns de verdade pela sua resenha e muito sucesso pra você linda =]

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/09/resenha-menina-que-semeava.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Silvana.
      Caraca, não sabe o alívio que sinto ao ler seu comentário rs. Estava estremamente insegura em resenhar, e ver que, mesmo obtendo alguns deslizes, que conseguir passar o que queria e que gostaram, me deixa MUITO feliz.
      A capa é uma fofura a parte e tão linda quanto a história.
      Amei e realmente mexeu comigo. Assim que puder, leia e se apaixone também.
      Muito obrigada!
      Beijão.

      Excluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Uau, primeira resenha? Parabéns hein hahaha.
    Eu não conhecia a autora consequentemente não conhecia a história, mas, a premissa é uma preciosidade.
    O único perigo numa situação dessas na vida real é os dois acabarem felizes um com o outro e com o fundo do poço mas pelo que vejo isso não acontece.
    Acho que esse livro é daqueles que podiam virar um filme. E amei a história 💗
    Bjs
    Tay do Let it Shine

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tayana
      Menina, primeira resenha, e fico feliz em saber que agradou.
      Eu também não conhecia a autora, mas agora me encontro apaixonada por ela kkkkk.
      É uma história dramática, mas o "felizes para sempre" chega rs.
      Leia e vai amar.
      Muito obrigada!
      Beijão.

      Excluir
  9. Olá!
    Uau, que resenha linda! Ficou ótima!
    É uma história triste porém linda. Parece ser um história intensa e muito boa! Já quero ler, os nacionais estão maravilhosos! Parabéns a autora pela linda história!

    Beijos!
    http://lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br//

    ResponderExcluir
  10. Oi, parabéns pela resenha. Gostei muito dela e o livro parece-me ser um livro mediano. Leria sem problemas. Outra coisa que preciso comentar, o livro deve ter sido otimo para nos mostrar o quando o mundo pode ser feio e perigoso. E quando os livros conseguem nos passar os sentimentos dos personagens... saiba que esses são os melhores.

    http://porredelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Oie, tudo bom?
    Parabéns pela primeira resenha. Eu gosto muito de romances com uma carga mais dramática e esse livro parece ser bem assim. Gostei do fato dos dois irmãos se envolverem com a mesma mulher e como isso ocorreu na história. Uma narrativa que fiquei com vontade de conhecer.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir