Para viver um grande amor, você se condenaria ao inferno?Com uma vida cercada de privilégios, riqueza e poder, Apolo, o filho prodígio de Zeus, é um homem determinado e acostumado a ter tudo que deseja. O poderoso deus do sol tornou-se também o deus do rock. Sua herança seria o trono do Olimpo e foi nisso que regeu sua vida, sempre à disposição, esperando, aprendendo, obedecendo.Contudo, o destino ainda o colocaria à prova, talvez a doce Angélica fosse apenas um teste de força, uma tentação que ele precisava resistir. Só que, ao ver os olhos daquela menina tímida, perdida nos bastidores do show business, ele já havia perdido a batalha.Agora restava apenas vencer a guerra para viver seu grande amor. As garras afiadas das Moiras não lhe dariam trégua, um mal precisava ser feito para o bem vencer. Alianças serão travadas, amizades destruídas, a confiança será quebrada... Uma união de corpo e alma que acarretará num conflito entre deuses e mortais, um jogo de poder que poderá custar muito mais que a imortalidade.


Onde comprar:
 E-BOOK ♥ FÍSICO





Hoje eu vou falar de um livro que me deixou eufórica. Encontrar palavras para descrevê-lo foi bem difícil. Eu tinha tanto para escrever, que no final não escrevia nada. Totalmente confuso, eu sei! A autora conseguiu reunir cinco coisas que eu AMO em uma única história: Mitologia, Rock, fantasia, romance e uma escrita de primeira. O livro entrou para o meu roll de favoritos com louvor. No primeiro volume da Trilogia Deuses, vamos conhecer a história de Apolo, o idolatrado deus do sol, filho de Zeus e Leto. Uma história extremamente envolvente e viciante, que me deixou admirada e completamente apaixonada.

“Vi-me completamente perdido! Minha divindade estava ameaçada por uma mortal.”

Sentado em seu trono, Apolo passava suas horas de tédio olhando a vida dos mortais. Com o tempo, os deuses foram se enfraquecendo, pois as pessoas já não acreditavam em suas existências, assim, Zeus fez um pacto desconhecido com as Moiras, para que conseguissem se manter nesse mundo moderno. Cada deus poderia escolher algo para reger, Apolo escolheu a música, e logo se identificou com o Rock. Sua força vinha da vivacidade e da energia dos shows de rock and roll. Em uma de suas bisbilhotadas a uma nova banda, ele vê uma linda menina que se destaca entre qualquer outra e parece não pertencer aquele lugar. Ela era dona de uma beleza única e angelical, tinha longos cabelos dourados, olhos azuis expressivos, e logo fez nosso imortal cair de amores. A doce Angélica tinha apenas dezessete anos, o que fez Apolo segurar sua ânsia de ir atrás dela, mesmo sabendo que isso ia de contra as regras do todo poderoso Zeus. Durante cinco anos, Apolo a observou, acompanhou suas tristezas e alegrias e guiou – como podia – seus passos. Não aguentando mais se manter longe da mulher proibida que o deixou obcecado, nosso deus do sol resolve descer a Terra, disposto à enfrentar os castigos de seu pai, para conquistar sua Angie.

“Meu nome é Apolo, filho de Zeus e Leto, irmão gêmeo de Artemisa, venerado e amado deus do sol. Amante das lindas mulheres e apenas uma mortal me levaria à ruína. Sou o deus do rock. E teria aquela mulher a qualquer custo.”

Angélica é uma menina encantadora, guerreira, sensível e muito talentosa. Desde pequena viveu no meio de bandas de Rock e de seu louco mundo. Quando seus pais morreram, ela e seu irmão Guilherme ficaram sob cuidados de dos companheiros de banda de seus pais, onde viveram momentos infelizes e dolorosos. Assim que completou a maior idade, o irmão tratou de pegar a Angie e sair da vistas das pessoas que tanto os fizeram mal. Trilhando seu caminho, Gui criou sua própria banda, ou família, como costuma dizer, a Underworld. Depois que o último vocalista aprontou com o grupo e arrasou o coração de sua irmã, Guilherme resolve selecionar outro para assumir a posição. E é assim, que a vida da doce Angie muda completamente.


“Dizem que quando você ama alguém, o maior orgulho que pode sentir é o sorriso que você coloca no rosto daquela pessoa. E aquela felicidade que emanava do Apolo me deixou em êxtase. Seus olhos brilhavam e um calor tomou conta de mim.”

“— Seu corpo é a personificação de todos os meus desejos, Angélica. Você é a encarnação de todas as minhas preces. Enfim, posso dizer que me sinto um deus.”

Com a ajuda de seu meio irmão Hércules, Apolo desce ao mundo dos mortais e aproveita a chance perfeita: ser vocalista da Underworld. Não tem para ninguém, sem nem mesmo precisar usar de seus poderes, nosso deus conquista o seu lugar e o coração de Angélica, tornado-se assim o deus o rock. Mesmo sabendo que seus dias ao lado de sua amada será curto, ele fará de tudo para que seja perfeito. Angélica e Apolo vivem momentos intensos de paixão e amor sublime, onde promessas são feitas e a união de corpo e de alma é sacramentada. Com isso, a ira de Zeus é revelada e seu castigo será doloroso, solitário e tortuoso. Uma guerra será travada, deuses e mortais serão testados, alianças serão feitas, favores serão trocados e a confiança será colocada à prova. Um amor transcendental, que foi capaz de enfrentar o inferno, superar os desígnios do deus supremo, passar por cima das maldições, se manter forte diante das provações e, acima de tudo, romper as barreiras do céu e o inferno, da vida e da morte.

“Olhando em seus olhos, eu respirei em sua boca dando uma parte de minha alma para ela. Eu nunca a perderia assim. Minha alma precisaria de sua outra metade e assim eu a encontraria aonde quer que fosse. (...) Angélica nunca saberia, mas o dia que ela morresse eu iria junto, porque sem a minha alma inteira eu não poderia sobreviver, o que estava bom para mim. Não queria viver em um mundo onde não poderia olhar em seus olhos e ouvir sua risada e voz suave.”

Com uma trama tensa e totalmente extasiante, Deus do Rock é muito mais do que um romance. O livro foi muito bem escrito e a autora soube trabalhar as lendas da mitologia grega perfeitamente, deixando o enredo rico e diversificado. Eu sou fascinada por mitologia, tenho diversos títulos na minha estante, entre mitologia grega, celta e nórdica. Então como fã, digo que a Gisele conseguiu dar uma aula do assunto no livro. Nele, encontramos diversos tipos de mitos entrelaçadas ao enredo, criando uma história harmoniosa, única e inteligente. A leitura fluiu perfeitamente, prendendo minha atenção a cada página, a cada nova descoberta. Me fez ter diversos tipos de sensações, entre suspiros apaixonados, choro incontrolável, risos soltos (gargalhadas também), aquele suspense que te deixa totalmente apreensiva e aquela sensação que seu coração está preso na garganta e vai sair pela boca a qualquer momento. Além disso, o livro conta com rock da melhor qualidade, e uma música criada pela autora, que tem o mesmo nome da banda, Underworld. E, diga-se de passagem, a letra está incrível. Gi, você já pode virar compositora! A história é narrada em primeira pessoa, alternando entre o ponto de vista de Angélica e Apolo.


“Para mim, o maior sacrifício seria deixá-la e o que viria depois. O inferno seria pouco para a dor que sentiria ao ver o que a maldição do meu pai me reservou. Fechei os olhos e continuei cantando para ela, teria que recordar desses momentos, somente isso me restaria no final.”

“— Há um sentimento que nasce em cada um de nós na primeira respiração ao entrar para esse mundo: esperança. Temos que cultivar em nós esse sentimento, pois sem ele não somos nada mais que seres vazios sem expectativas para o futuro.”


Só para finalizar a resenha, tenho que parabenizar a autora. Acompanho a Gisele faz um tempo, antes mesmo de ter blog, e venho admirando o seu crescimento como escritora. Ela realmente vem criando histórias intensas e cheias de sentimentos. A cada novo livro, eu venho me encantando mais com sua escrita envolvente e carismática. Gi, parabéns por mais uma obra que arrebatou meu coração e roubou o meu fôlego. Que venham muitas e muitas outras histórias assim. Agora vou esperar ansiosamente os próximos livros da trilogia, onde no segundo volume teremos a história de Hades, intitulada “Deus do Submundo”, e o terceiro contará a história de Hércules. Leitura mais do que obrigatória!


“(...) nossa união que tinha tudo pra dar errado e no fim éramos perfeitos um para o outro! Eu amava além de todas as dimensões, meu amor ultrapassava as barreiras de vida e morte. Era para sempre!”



A AUTORA



Gisele Souza, nasceu em Volta Redonda, no Rio de Janeiro, em 01 de maio de 1987. Leitora compulsiva, apaixonada por livros, filmes e séries. Começou a se aventurar no mundo da escrita em 2013 e assim encontrou sua verdadeira vocação. "Inspiração" é seu primeiro romance publicado. Considera-se uma pessoa simples com uma vida descomplicada, casada e mãe de um menino lindo de cinco anos.
Facebook ♥ Blog ♥ Wattpad ♥ Instagram







Até a próxima!







9 Comentários

  1. O que dizer dessa resenha perfeitaaaaa??? Dai, sua linda! Muito obrigada por todo esse carinho com meu livro e comigo. De coração, perdi as palavras. kkkkkk
    Só tenho que te agradecer por tudo e espero te encontrar novamente em breve, muito breve.
    Beijoooosss no coração sua linda!

    ResponderExcluir
  2. Dai, apenas boquiaberta e me contorcendo de tanta vontade de ler esse livro.
    Nunca li nada da Gisele, mas agora sinto que tenho que ler para ontem.
    Também sou louca por mitologia e se ela soube entrelaçar tudo tão bem preciso me aventurar nessa história tão maravilhosa.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  3. Nossa só pela sua resenha já sinto que PRECISO desse livro, que história heim!? Sério, fiquei mega curiosa com ele pode ter certeza que logo que sobrar um tempinho eu vou atrás para ler. Já estou conquistada!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  4. Olá!

    Não o conhecia, mas achei a premissa bem forte. Com certeza tem pegada erótica, né? Bem, vou anotar na minha lista e, caso eu possa, darei uma chance a ele. Parabéns pela resenha e que bom que gostou do livro!

    resenhaeoutrascoisas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Oiii!

    Gente, eu não sabia desse livro mas eu adorei!
    Gosto de mitologia mesmo não conhecendo muito ou lendo diversos livros do tema, é algo que me atrai e gente, falou de musica falou comigo. A unica coisa que vai me fazer deixar a leitura por um momento vai ser o fato de ser uma trilogia, no momento eu não posso me apegar porque tô muito atrasada ><


    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  6. Oooooi,
    Que capa ♥
    Então, não curto muito esse tipo de literatura, mas, parabéns pela resenha e parabéns pra autora por ter crescido como você fala, é sempre importante.
    Bjs
    Tay

    ResponderExcluir
  7. Daiii
    UAU que resenha!!
    Eu estou doida pra ler esse livro e a sua resenha... uau!!!
    Parabens mulher!!!

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  8. Oie, Dai!
    Que resenha incrível. Eu não gosto de livros assim, mas adivinha agora quem está louca pra ler? Lembrou-me muito as fanfics que eu lia de McFly há alguns anos. Saudades demais <3
    Com carinho,
    Celly.

    Me Livrando – Livre-se você também!

    ResponderExcluir
  9. Não conhecia o livro mas agora fiquei super ansiosa para lê-lo! Adorei sua resenha e todos os quotes que escolheu; dá pra ter uma ideia do que esperar da leitura :D O enredo parece ter sido super bem trabalhado. Quero pra ontem!
    Beijos! <3

    ResponderExcluir