Você perdoaria uma traição?
E se fosse acusada injustamente, você perdoaria o homem que ama e lhe daria uma nova chance?
Às vezes o tempo cobra de nós um preço alto demais por nosso próprio orgulho.
Depois do rompimento, a advogada Laura Soares se muda de volta para Amsterdã e tenta retomar a vida tranquila que tinha antes de conhecer Adrian Van Galagher. O problema é que ele não é um homem fácil de esquecer, especialmente se você carrega um filho dele no ventre.
Morando em uma nova casa, com uma nova vizinha, Laura começa a reconstruir sua vida, até que o passado volta a rondar a vida de Adrian e a dela. Depois de descobrir que cometeu um erro, o empresário Adrian Van Galagher decide mudar de estratégia e reconquistar a confiança do melhor amigo. Com Alexander ao seu lado, ele segue em busca de sua própria redenção – Laura.
Intrigas, traições, culpas, medos. Adrian e Laura são levados ao limite com a chegada de um antigo conhecido, capaz de esfolar velhas feridas. Amor, cuidado, paixão, determinação e um acidente que pode mostrar que nem sempre existe tempo suficiente para se viver os sonhos.


O livro está disponível na versão digital. Para comprar o e-book na Amazon clique AQUI 







“Não importa o quanto a noite pareça escura, o dia sempre nasce.”



Ainda Mais Perto é o segundo volume da série Homens de Roterdã, da autora Márcia Lima. Neste livro, vamos conhecer o desfecho da conturbada história de amor do nosso querido casal, Adrian Van Galagher e Laura Soares. Vou tentar ao máximo não dar nenhum tipo de spoiler, mas sim, mostrar a minha opinião sobre a trama. Então, se você não leu o primeiro livro, não terá problema em ler minhas palavras. Contudo, te aconselho a conferir a resenha feita por mim (aqui) do livro Tão Perto, o primeiro volume da série. 

Bom, para início de conversa, te aconselho também a deixar uma caixa de lenço ao seu lado na hora da leitura. Vai por mim, você vai precisar! A Márcia conseguiu fazer uma história ainda mais intensa do que a primeira, ela está recheada de tensão, de drama e repleta de emoção. Foi impossível segurar as lágrimas durante a leitura. Por diversas vezes me vi com o coração apertado, ou acelerado, esperando o que ia acontecer na cena seguinte. E quando as coisas pareciam que estavam se acertando, e me levavam a acreditar que iriam melhorar, reviravoltas aconteciam para deixar a pobre leitora aqui, à beira de um ataque cardíaco. Mas, as cenas que transbordavam amor, superaram todos os momentos de sofrimento.

“Meu coração se rasgando de dor por ele, pensando que a vida era tão curta. Em um momento tínhamos tudo que queríamos e no outro, tudo era arrancado de nós.”

No fim do primeiro livro, Adrian nos mostrou o quanto ciumento poderia ser, e o quanto suas feridas passadas ainda o faziam um homem obscuro. Acompanhamos o sofrimento da doce Laura, e vimos o seu coração ser despedaçado, junto com o nosso. Mas também acompanhamos o quão arrependido o Sr. Galagher ficou e o quão determinado ele estava em recuperar o amor de sua mulher, e o perdão do seu melhor amigo, Alexander Persen. E a trama de Ainda Mais Perto já se inicia assim, enquanto Adrian luta pelo amor de Laura, ela tenta guardar seu coração ferido de ser machucado novamente. Ambos vão enfrentar seus fantasmas, medos e traumas. Mesmo vivendo um dos melhores momentos da sua vida como mulher, Laura não consegue perdoar seu grande amor, e se não bastasse esse dilema, várias catástrofes acontecem à sua volta, testando o quão forte ela pode ser. Mas ela mostra com muita doçura e determinação, a mulher guerreira que ela é. E, para piorar a situação, um novo personagem entra em cena, um personagem que é a peça fundamental para desvendar o passado tortuoso de Adrian, Jeans Van Hart. O Sr. Hart é um homem sedutor, perspicaz e com a alma machucada. Seus atos e ações nos deixam em dúvida sobre sua verdadeira personalidade e intenções. Mas numa coisa ele tem razão, todos são inocentes, até que se prove ao contrário. Toda história tem dois lados.

“(...) Não importa o que acontecesse ou quanto tempo passasse, Laura, a minha Laura, teria um pedaço do meu coração do qual eu não tinha mais controle.”

“Eu havia perdido tanto tempo pensando em como estava com a razão. Em como havia sido injustiçada e em quanto Adrian deveria pagar, que havia me esquecido que talvez, só talvez, devesse ter deixado tudo de lado e aproveitado o que tinha.”

Adrian e Laura vão lutar muito para conseguirem o seu tão merecido felizes para sempre, parece que o mundo estava conspirando contra eles. Entretanto, é notável o quanto os personagens mudaram em relação ao primeiro livro. Eles amadureceram visivelmente. Adrian, que sempre foi frio, arrogante, fechado e calculista, se mostra um homem carinhoso, paciente e totalmente apaixonado. Não, o nosso leão de Roterdã não perdeu sua personalidade, ele só deixou aflorar tudo o que tinha guardado em seu coração. Seu amor incondicional aos seus filhos continua o mesmo, e isso é uma das coisas que eu mais admiro nesse personagem. Outra coisa que me fez suspirar, era quando ele chamava a Laura de amor. Parece uma coisa boba, mas na verdade não é, e foi impossível não me arrancar suspiros. Já a Laura se mostrou mais madura, centrada, determinada e acima de tudo, uma guerreira. Como essa mulher sofreu durante esse livro! E não posso deixar de falar dos personagens secundários, que brilham tanto quanto os principais. Não tem como não amar os filhos de Adrian. As cenas em que eles apareciam enchiam a alma de amor e emoção, eles são fofos até não acabar mais, principalmente a Hanna e o Collin. Já o John, o mini Adrian, continuou me encantando e me fascinando com sua personalidade madura e forte, que por diversas vezes foi o apoio do pai. E o que falar do Alex (Príncipe) Persen?! Como sempre, Alex é perfeito, amigo, fiel, humano, benevolente e altruísta. Não vejo a hora de ler o livro dele. Outro personagem que me conquistou foi o Jeans Van Hart (adoro esse nome! Rs) e espero ler muito mais dele em um próximo livro. A autora tem o dom de criar personagens memoráveis e inesquecíveis.

“(...) uma garota doce e meiga de gênio forte que nasceu do outro lado do mundo e que percorreu mares e sonhos até chagar aqui e me ensinar o que é amar.”

A trama está recheada de emoções, de amor, não só o romântico, mas o amor pela família, pelos amigos, o amor que perdoa, que se dá, que transforma. O amor em sua forma mais pura e divina. Mais uma vez a Márcia me provou o quão bem ela escreve, o quanto ela é sensível e tem o poder de emocionar com palavras. Uma história repleta de drama, de tensão, de perdão e de superação. Terminei o livro com lágrimas correndo soltas pelo rosto, mas com o coração transbordando amor e serenidade.

Só para finalizar, eu gostaria de deixar um recadinho para a Márcia Lima. Mah, parabéns pela linda obra, sei que você a escreveu enquanto estava vivendo seu momento de plenitude, acho que isso aflorou ainda mais a sua sensibilidade. Que venham muitas histórias incríveis como essa.

“O amor transpõe barreiras que a própria razão desconhece”





A AUTORA



Márcia Lima, paulista do interior com muito orgulho e arquiteta, com muita paixão. Minha história com livros começou aos sete anos, quando aprendi a ler e ganhei da minha mãe um livrinho chamado “Plic, Plic, o Barulho da Chuva”, desde então tudo isso só cresceu e cresceu. Acho que fui à única menina de onze anos á andar carregando um exemplar velho e surrado de “A Divina Comédia” por aí! A paixão por escrever nasceu, obviamente, da paixão por ler. Eu fechava os olhos e imaginava outras vidas, vidas parecidas com as que eu lia nos livros. Sempre quis ganhar o mundo, e escrever foi minha primeira grande viagem. No começo, eu escrevia fanfics e postava na internet. Um dia parei e pensei: “Preciso escrever algo que seja meu” e assim começaram a nascer às histórias que escrevo. Em tudo que escrevo, deixo um pedacinho de mim, seja em algo feliz, seja em algo que me fez sofrer e aprender. Não consigo escrever algo com o quê não me identifique. Talvez por isso minhas histórias sempre tenham pais e irmãos tão dedicados e amorosos – minha família sempre foi a minha base, e hoje, repetimos isso aqui em casa. Minha vida nunca foi um conto de fadas, e por isso meus livros também não são. Gosto de descrever as dificuldades e barreiras que as pessoas vencem por amor. Amor fraternal, amor carnal, amor maternal, paternal. Eu acredito que amar é a base da felicidade e tenho ao meu lado o melhor companheiro do mundo. Aliás, não fossem as louças lavadas e os miojos preparados por ele, eu não conseguiria escrever tanto! Meu marido sempre foi meu grande incentivador, e até quando discorda, ele me ensina a aceitar as diferenças e agora com o nosso pequeno Luiz as coisas ficaram ainda mais completas. O livro Tão Perto, primeiro que publiquei no Wattpad e que logo terá uma versão física, ganhou tanto espaço que se transformou em série, e agora são os Homens de Roterdã. Todo esse universo surgiu em uma viajem para Holanda e Bélgica, quando me apaixonei pelos lugares e pelo povo. Acima de qualquer coisa, meus livros são histórias de superação. De amor incondicional e de aceitação. As pessoas sempre me perguntam se eu me vejo nas mocinhas e eu sempre respondo que me vejo ainda mais nos mocinhos. Eu sou um pouco Adrian, um pouco Alex, um pouco John e tantos outros e eles são um pouco de mim. Estamos aprendendo juntos a lidar com os nossos gênios!



Siga a autora






Fique de olho em nossas redes sociais, e acompanhe conosco essa semana especial. Até a próxima!


 Facebook   Instagram   Twitter   Google + 



Beijos!












5 Comentários

  1. Teresa Cristina M.28 de janeiro de 2016 11:35

    Ai que tudooo! Terminei de ler o primeiro na segunda-feira, e já estou babando nesse. Agora fiquei mais curiosa ainda, depois dessa resenha. Parabéns ao blog. Muito sucesso a essa autora fantástica!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom Teresa!!! Fico feliz e espero que goste dos próximos livros!!! Obrigada pelo carinho

      Excluir
  2. Não conhecia o livro, mas fiquei bastante curiosa.
    Adorei a resenha!

    Adorei o seu blog e já estou a seguir :)

    beijos,
    Daniela RC
    Blogue: Doce Sonhadora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Daniela! Muito obrigada pela visita e pelo comentário.
      Fui visitar o seu blog e já estou seguindo (Dai).
      Se tiver uma oportunidade, leia, tenho certeza de que você irá amar"
      Beijos <3

      Excluir
  3. Resenha linda de uma história fodastica. Amoooo demais e ansiosa para o livro do Alex.
    Mah, você sempre arrasa! <3

    ResponderExcluir