Jake e Meg são jovens recém-casados e teriam um belo futuro pela frente. Mas não contavam com uma grande catástrofe, que poderia acabar com suas vidas. Um terremoto abalou a cidade em que vivem e uma doença misteriosa surgiu logo após o incidente. Será que isso seria o fim do mundo? Descubra nesta história agoniante, que te prenderá do começo ao fim.



Compre aqui: Impresso  Digital

Clique aqui, e adicione Aníur no Skoob.


Ficha Técnica do Livro
Páginas: 219 | Formato: Impresso e Digital | ISBN: 978-85-5695-001-7 | Idioma: Português








Oi, gente!

ENFIM consegui ler o livro Aníur da autora Esther Moratto, lançado pela Young Editorial. Se você não entendeu o porquê da minha euforia, eu te explico: semana passada eu fiz as minhas primeiras impressões do livro com a degustação cedida pela editora, mas a bendita acaba na melhor parte me deixando quase a beira de ter um ataque de nervos. Agora, assim como prometido, eu voltei com a resenha completinha da obra. 


Com uma escrita delicada e envolvente, a autora criou uma história tensa, angustiante e instigante, o que me fez devorar a história rapidamente. O livro é relativamente curto, por isso, li em apenas um dia. A trama conta a trajetória de Meg e Jake, um casal jovem, recém casados, apaixonados, cheios de planos e expectativas, mas que vê seu mundo ruir de uma hora para outra. Quando retornam da pequena lua de mel, Jake recebe um telefonema de seu chefe e tem que viajar no dia seguinte às pressas para cobrir um amigo de trabalho. Mesmo contra sua vontade, ele viaja com a promessa de retornar no dia seguinte. Entretanto, no dia de seu retorno, a cidade onde mora e onde está Meg é devastada por uma catástrofe. Um grande terremoto assola a cidade, deixando-a completamente destruída. Meg só não perdeu a vida, pois a mesa que compraram em uma liquidação a salva de ser esmagada. Ao ser socorrida, ela é levada para a quadra de uma escola próxima de sua casa, lá ela se depara com destruição, caos e pessoas feridas. Logo ela faz amizade com Monica, uma senhora doce que acaba sendo uma amiga nesse momento de dificuldade. Ninguém sabe o que aconteceu, eles não tem nenhuma informação concreta e para piorar, não tem como saber se seus amigos e familiares estão vivos. Ela fica apavorada por não ter notícias de seu pai e seu marido. Como ela iria encontrá-los? Será que o pai estaria vivo? Como Jake a acharia?

“Senti dor e medo. Tudo que desejava era acordar desse pesadelo angustiante. (...) Meus olhos se fechavam, acho que estava morrendo. Tentei gritar e pedir ajuda, mas as únicas letras que saíram da minha boca foram: ‒ J-A-K-E!”
“Estava perdido, não sabia como chegaria em casa. Não sabia mais se existia casa. Mas precisava chegar onde Meg poderia estar. O desespero tomou conta de mim. Queria acordar desse pesadelo.”

Quando Jake retorna de viagem, ele se fica aterrorizado ao saber dos acontecimentos. A cidade está irreconhecível, nada está no lugar, há feridos, desolação e mortos. Seu único propósito é conseguir encontrar sua esposa. Então, ele sai em busca de respostas, respostas essas que ninguém parece ter. E assim se inicia a sua luta contra o tempo para encontrar o amor de sua vida. Mas, coisas estranhas acontecem, uma doença viral parece estar tomando conta das pessoas que conseguiram se manter vivas, aniquilando-as em questão de minutos. Uma corrida desesperada começa, onde Jake e Meg entre muitos outros sobreviventes tentarão manter suas vidas a salvo.

“Tudo o que estava acontecendo não podia ser só com a gente. Deveria estar acontecendo em outros países. Só assim para explicar o porquê ninguém, nenhum jornal, repórter, estava ali cobrindo nossa cidade. Como isso era possível? Ninguém foi treinado para essa situação? Afinal, o que estávamos passando? Uma catástrofe? Um terremoto? Uma doença fatal? Não conseguia parar de pensar e tentar encontrar uma solução.”

Aníur é uma história que me manteve tensa e envolvida desde o começo, foi impossível não me ver mergulhada nas páginas. É angustiante ver os personagens sem respostas (e nós também), tentando se manter fortes. Era mais angustiante ainda, sentir o desespero do casal para se encontrarem, um buscando o outro. A trama é narrada em primeira pessoa, alternando entre capítulos por Jake e Meg. Em uma determinada parte da história, outro personagem começa a dividir seu ponto de vista com o casal. Zou é uma figura importante na trama, mas confesso que meu santo não bateu com o dele, e eu definitivamente não gostei do personagem. Pronto, falei! Rs O final da livro me decepcionou um pouquinho, talvez frustrada possa ser uma palavra melhor. Não pelo desfecho da história e de seus personagens, mas como a autora o desenvolveu. Parece que ficou faltando algo, sabe?! A obra ainda conta com dois finais, um original e outro alternativo. Sem sombras de dúvidas, eu preferi o alternativo. Mesmo com esse pequeno detalhe, eu indico a leitura, afinal, a sua opinião pode ser diferente da minha. E com certeza, Aniur é uma história que deve ser lida! Leia, sinta e depois venha me dizer o que achou.

E só para finalizar, quero ressaltar que capa e a diagramação estão lindas e muito caprichadas, ela fez toda a diferença. A equipe da Young está de parabéns, e claro, a autora também.

“Em Aníur, comemoramos o dia em que começamos a construir os portões do nosso mundo.”











Siga nossas redes sociais, e acompanhe o nosso trabalho: 


 Facebook   Instagram   Twitter   Google + 


Beijos!











17 Comentários

  1. Oiii Day canudinho de wafles!!!
    Eu recebi também da young aníur fiquei eufórica, porém quem leu foi a Ingrid, pois já tinha escolhido o Grim Reaper para ler, mas sinceramente me arrependi pela sua resenha e da Ingrid vi que esse è um livro de muitas emoções.
    Parabéns pela resenha o cheiro ta cada dia mais lindo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. OLá Dai,
    Ainda bem que você conseguiu o restante da história, imagino o seu desespero rsrs acabar a história bem na melhor parte?? ai que raiva kkk
    Uma pena que depois de toda a sua angustia, você ainda se decepcionou com final. Muito chato quando percebemos que faltou algo e poderia ser um pouco diferente.
    Como assim dois finais? Fiquei curiosa para entender isso rsrs
    Parabéns pela resenha
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Oiii
    Também estava com vontade de ler este livro <3 e com essa tua euforia e animação fiquei louquinha aqui kkkkkkkkk gostei muito em saber melhor sobre a obra.
    Beijão

    ResponderExcluir
  4. Oi Daiane tudo bem, adorei a premissa do livro e sua resenha está perfeita, fiquei morrendo de vontade para ler esse livro e saber como vai desenrolar a história de Jake e Meg. Só a capa que não curti muito, achei a pose dos modelos meio superficial. Mas fiquei bem curiosa com a história isso é fato! Bjkas

    ResponderExcluir
  5. Passei por esse desespero de primeiras impressões com um livro da Arwen! Quase matei o autor pelo facebook!!! hahahaha... Fiquei curiosa em saber porque o título é Aniur... será que explica no enredo? Achei a história ótima, uma mistura de 2 catástrofes: natural e biológica...! Também achei legal isso de final alternativo. Seu texto está ótimo, Dai! Delicado como você, mas sucinto e informativo!
    bjin! Nu.

    ResponderExcluir
  6. Olá! O blog também é parceiro da Youngeditorial. E você me deixou super afim de ler esse livro. Parece ser aquela história que te prende e te emociona. Fico imaginando uma situação assim...deve ser horrível. Parabéns pela resenha, beijos!

    ResponderExcluir
  7. Oi Dai, eu não conhecia o livro mas pela capa eu não leria, não gostei muito. Só que lendo a sua resenha eu descobri uma história super interessante e me deixou curiosa para saber mais sobre o casal, acredito que eu também ficaria agoniada em saber essas respostas e vê-los tentando se encontrar. Gostei bastante da resenha e me interessei pelo livro

    ResponderExcluir
  8. Hi baby, tudo bem? adorei sua resenha e a premissa do livro, acho que assim como você esse livro me prenderia bastante, não conhecia mas fiquei muito interessada, achei a sinopse super diferente! quero saber o que acontece depois, vou por na minha lista de futuras leituras....

    Lilian Valentim
    http://speakcinema.blogspot.com.br/
    beijinhos

    ResponderExcluir
  9. Gente,eu quero esse livro!!! Não tinha visto falar dele ainda,mas a sinopse e sua resenha me deixaram totalmente instigados a lê-lo.Adorei!
    Abraço;

    http://estantelivrainos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Olá, adorei a premissa dessa obra e sua resenha me fez ficar ainda mais com vontade de ler. Agora estou morrendo de dúvida sobre qual será minha próxima leitura da editora.

    Beijokas da Quel ¬¬
    Literaleitura

    ResponderExcluir
  11. Sabe o que me prendeu nesse livro? As suas palavrinhas mágicas: "história tensa, angustiante e instigante" ao acabar de ler essa empolgante resenha, fiquei sim, angustiada pra conhecer a obra e descobrir a causa do terremoto e que vírus é esse que mata em segundos.
    Adorei!
    Ni
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir
  12. Fico enlouquecida ao ler degustações porque acho uma maldade aquilo! rs... Evito o máximo que posso essa questão das primeiras impressões. Pena que o final do livro te deixou um pouco frustrada, mas que bom que existe um final alternativo que você achou melhor. :)

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  13. Olá, tudo bem? Apesar de sua resenha estar ótima e bem completa, eu não me senti atraído por essa obra. Não curti muito a capa também. Sei lá, ela ta esquisita rs
    Uma pena que você ficou um tanto frustada. As vezes fico assim quando sei que poderia ter sido de outra forma alguns finais de livros que leio. E que interessante isso de dois finais, nunca li um livro com dois finais rsrs
    Vou passar a dica, mas adorei sua resenha :)
    Beijos

    Academia Literária DF

    ResponderExcluir
  14. Olá Dai, o livro parece ser realmente muito bom, pela capa eu não tinha ideia que a trama traria um suspense bem legal *-* Assim que tiver tempo vou dar uma lida na degustação que a editora libera e se gostar vou lê-lo *-*

    Visite "Meu Mundo, Meu Estilo"

    ResponderExcluir
  15. Oii,

    Não conhecia esse livro, e gostei da história!!
    Com certeza vou colocá-lo em minha lista de livros.

    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Olá,
    É uma pena quando pegamos um livro que estamos tão envolvidos e o final decepciona né.
    Confesso que achei a capa meio feia... mas creio que eu leria por curiosidade.
    http://euinsisto.com.br

    ResponderExcluir
  17. Oii!

    Não conhecia esse livro e infelizmente não fiquei com vontade de ler.
    A capa é bem bonita, mas a história não me atraiu.
    Parabéns pela resenha!

    Beijos, Amanda
    www.vicio-de-leitura.com

    ResponderExcluir