Os habitantes de Heilland, cansados de décadas de guerra e fome, depositaram todas as suas esperanças no Rei Alphonsus, que governava com justiça e bondade. As esperanças cresceram com a notícia de que a Rainha Arápia estava grávida de gêmeos, embora muitos, no castelo, assegurassem que uma nova guerra estava sendo travada no ventre da soberana.
Os gêmeos nasceram e, com o passar do tempo, Heilland compreendeu que havia um novo inimigo, ainda mais implacável: o sombrio futuro Rei. Dor, ódio, sangue, traição e mortes passaram a fazer parte da rotina do castelo, restando ao mago Mongho e à futura Rainha Driadh a perigosa busca por respostas!



Compre aqui: Loja Mundo Uno

Clique aqui, e adicione  O Segredo da Caveira de Cristal no Skoob.

Ficha Técnica do Livro
Páginas: 324 | Gênero: Fantasia / Ficção / aventura  | Formato: Impresso | ISBN: 978-85-67218-02-1 | Idioma: Português | Ano: 2015








É tão bom quando um livro nos pega de surpresa, não é mesmo?! Se surpreender positivamente com uma história, é incrivelmente gratificante. E a minha resenha de hoje é de um livro assim. Recebi da nossa parceira Mundo Uno Editora, o primeiro volume do livro O Segredo da Caveira de Cristal, da autora mineira, Mallerey Cálgara. Fiquei encantada com o exemplar que está super caprichado. A capa orna perfeitamente com a história e a diagramação está linda. Parabéns a editora pelo trabalho. Esta é aquele tipo de história que, quando paramos de ler, ainda continuamos a pensar nela. O enredo prendeu minha atenção desde o prólogo e a cada novo capítulo, eu ficava cada vez mais envolvida na leitura. Me vi torcendo, vibrando, odiando, tendo esperança e ficando aflita. A autora criou um mundo mágico, recheado de fantasias, aventuras, ação e mistérios, onde habitam reis, magos e bruxas. Os cenários foram bem detalhados, o que me deu total visão dos fatos e acontecimentos. E em alguns momentos, achei que estava "vendo" um filme. A trama daria uma ótima obra cinematográfica.

“O tempo é como o vento. Não apenas leva, mas também traz”

Durante décadas, o povo de Heilland viveu em meio a guerras, fome e sofrimento, devido a ganância de seu líder. Suas esperanças foram renovadas quando o Rei Alphonsus assumiu o trono, e passou a governar com bondade, justiça e paz. Com a notícia de que a Rainha Arápia estava grávida de gêmeos, os habitantes da cidade acreditavam que o legado de prosperidade continuaria. O Rei decretou que o primeiro filho a nascer seria o novo sucessor do trono. Contudo, a batalha entre o bem e o mal já estava sendo travada ainda no ventre.

“Lembre-se, prevalecem mais ações de um coração bondoso do que a vitória sangrenta de mil guerreiros!”

Arápia teve uma gravidez difícil e complicada. Um pesadelo sombrio passou a ser constante durante o sono da Rainha, e muitos acreditavam que este era um mal presságio. Ao primeiro filho a nascer, foi dado o nome de Sulco, uma criança forte e sadia. Ao segundo, uma criança mais frágil, foi dado o nome de Heian. Os príncipes cresceram e as diferenças entre eles eram visíveis, não somente na fisionomia. Enquanto Heian era bondoso, gentil e doce, Sulco era hostil, maldoso e ganancioso. O povo de Heilland passou então a temer o sucessor de Alphonsus, e acreditavam que seus dias de paz estavam com os dias contados.

Mas uma notícia selou o futuro do reino e dos príncipes para sempre. Alphonsus anunciou que o futuro Rei de Heilland seria Heian, pegando a todos de surpresa. Essa revelação despertou a ira de Sulco, que jurou em silêncio se vingar de todos, e derrubar um por um, para conseguir conquistar o que acreditava que era seu por direito.

“Eu sou o rei por direito; assumirei o trono nem que tenha que matar todos e ser rei de um reino fantasma!”

Enquanto Heian se esforçava em levar o legado de bondade do seu pai em diante, Sulco orquestrava seu plano diabólico para acabar com todos que entraram em seu caminho. Com o passar do tempo, a prosperidade do castelo começou a ruir. Dor, morte, doenças, vinganças e traições passaram a ser cada vez mais constante. Uma força misteriosa e silenciosa ronda Heilland, deixando todos temerosos. E assim, começa uma perigosa busca para encontrar as respostas para esses mistérios. Heian contará com a ajuda de seu fiel amigo, o mago Mongho, e de sua doce e astuta rainha, Driah. A batalha entre a luz e a escuridão apenas começou, e o futuro ainda reserva muita tensão, magia e sangue.

“Você sabe para que caímos? Para ficarmos mais fortes!”

Mallery criou e desenvolveu uma trama envolvente e inteligente. O enredo é rico em detalhes, e a autora nos presenteia com cenários, idiomas, lendas e personagens surpreendentes, que te transporta para outro mundo desde a primeira linha. A trama é narrada em terceira pessoa, e conta com 324 páginas. O livro terá sua continuação no segundo volume de O Segredo da Caveira de Cristal - Livro II, e até o momento a editora não revelou a data do possível lançamento, do qual, estou esperando ansiosamente. Se você é fã de literatura fantástica, tenho apenas um conselho para te dar: LEIA! Eu vou ficando por aqui, até a próxima!
























2 Comentários

  1. Olá, Dai!

    Muito obrigada pela resenha! Ficou perfeita! Super feliz por você ter lido e gostado, agora é esperar a resenha do livro 2 depois que ele for publicado.

    Mil beijusss *_*

    ResponderExcluir