Max O’Hare já passou por muitos momentos difíceis na vida. Depois de perder um grande amor e ter que se internar numa clínica para se livrar das drogas, ele decide que é hora de trocar Nova York por uma cidade do interior, na tentativa de se reerguer ao lado da família.
É lá que ele conhece a deslumbrante Grace Brooks. Amante da arte e da fotografia, ela parece a mulher perfeita. Mas o que Max não sabe é que ela guarda a sete chaves a verdade sobre o próprio passado.
Atraídos um pelo outro, mas com medo das consequências que um relacionamento sério pode trazer a suas vidas já complicadas, eles fazem um pacto para que a relação seja apenas sexual, sem sentimentos envolvidos. Até que as coisas começam a mudar entre os dois...
Presos a grandes medos e a segredos profundos, Max e Grace precisam aprender a confiar de novo e se entregar um ao outro não apenas de corpo, mas também de alma.


Onde comprar:
Físico:  Amazon | Saraiva | Extra | Livraria da Travessa | Submarino 
Digital:  Amazon | Kobo | Livraria da Travessa | Livraria Cultura 


Ficha Técnica do Livro
Páginas: 352 | Gênero: Romance  / Ficção | Formato: Impresso / E-book | ISBN: 9788580415421 | Idioma: Português | Ano: 2016



 



Lançado no mês de abril, Paixão Libertadora é o segundo volume da Série Desejo Proibido, publicado aqui no Brasil pela Editora Arqueiro. Neste livro, vamos conhecer a história de Max O'Hare, um personagem que me deixou curiosa e um tanto receosa para conhecer a fundo sua vida. Ele é um homem que possui uma bagagem complexa e destrutiva, cheia de escolhas erradas e inconsequentes, que acabou encontrando nas drogas um refúgio para fugir dos problemas e das decepções. No primeiro livro, que leva o mesmo nome da série, somos inseridos em sua vida conturbada, e por conhecer seus erros, medos e fantasmas, acabei ficando com tanto receio ao iniciar esta trama. Mas, ao embarcar nas primeiras páginas, foi impossível abandonar a leitura. Depois que perdeu o filho ainda no ventre de sua namorada, a mulher por quem era completamente apaixonado, ele retornou à vida regrada de entorpecentes para aliviar a dor; ela por sua vez, não aguentou o “tranco” e o abandonou sem nem mesmo se despedir. Isso acabou levando Max direto para a destruição. Após o seu ultimo surto, no qual quase matou Carter, seu amigo irmão, ele reconheceu que chegou ao fundo do poço e que precisava de ajuda. Por isso, aceitou ser internado por Carter em uma clínica de reabilitação para dependentes químicos. Toda essa fase é introduzida nos livros anteriores ao seu (livro 01: Desejo Proibido; livro 1.5: Eternamente Você), por isso, é imprescindível que você os leia antes desse. 

"- Max, com exceção dos comentários breves sobre seu pai, hoje foi o dia em que você liberou, em 15 minutos, uma década de sofrimento. Um sofrimento que está retido dentro de você, apodrecendo, enterrado debaixo de muita malícia, cocaína e sexo sem compromisso."

Na primeira parte do livro, vamos acompanhar Max em sua luta para se manter limpo na clínica de reabilitação. Lá também conheceremos personagens incríveis que foram seu pilar para se manter firme nessa caminhada conturbada. Através de suas terapias e relatos, conseguiremos entender esse personagem tão complexo. Quando chega ao fim o seu tratamento, ele recebe alta e retorna para casa. Mas, por encontrar dificuldades em se readaptar, ele resolve passar um tempo na casa de seu tio Vince, na Virgínia Ocidental. O Condado de Preston é uma cidade pacata, cheias de lembranças e recordações de momentos felizes, onde ele passou boa parte de sua infância e adolescência. É lá que a vida coloca em seu caminho uma linda mulher, que chegou a pouco tempo na cidadezinha. Grace é uma pessoa tímida e misteriosa, que é assombrada por um passado tortuoso e dolorido, que a princípio não é revelado, mas no decorrer da trama conseguimos ter uma ideia do que se trata. E nossa, como essa mulher sofreu! De início eles se evitam, porém, muito timidamente uma amizade se inicia, e quanto mais tempo passam juntos, mais a afinidade cresce, assim como o desejo. Eles não estão dispostos a envolver os seus corações e nem perder a amizade que faz tão bem aos dois, mas, não resistindo a forte atração, eles embarcam em uma amizade colorida. Não haveria sentimentos, nem relacionamento, era somente sexo. Sexo quente e libertador. A grande questão vai ser conseguir domar um sentimento que vem crescendo dia após dia. Max e Grace possuem traumas profundos, dores intensas e uma grande vontade de se manter “vivo”. No entanto, ao contrário de Max, Grace está disposta a sair de sua zona de conforto, de buscar a sua felicidade, e não tem medo de se arriscar para ser feliz plenamente. Será que um novo amor seria o ideal para restituir dois corações quebrados?

"- Vejo um homem que quer muito melhorar, que se arrepende das decisões ruins que tomou, que quer consertar as coisas e seguir em frente com a vida. Vejo um homem morrendo de medo de se arriscar e de confiar, mas desesperado para fazer isso. Vejo um homem em frangalhos, mas que está tentando. Vejo esperança."
"'(...) meu anjo, nuca atenda a porta quando o passado vem bater. (...) 'Ele nunca tem nada de novo para oferecer.'"

Paixão Libertadora possui tudo na medida certa para nos cativar: personagens complexos, enredo instigante, sentimentos conflitantes, um humor sutil, sensualidade abordada de maneira delicada e comedida, e a quantidade ideal de drama para fazer qualquer leitor se envolver em sua trama. Uma história que apresenta uma carga emocional intensa, que fala sobre superação, segundas chances, recomeço, amizade e amor. Sophie Jackson mais uma vez me cativou com sua sagacidade e sua escrita marcante e inteligente. O enredo é bem denso, e a única coisa que ficou faltando para mim foi um bom epílogo para ter mais alguns momentos de calmaria. Fiquei com aquela sensação de que ainda faltavam algumas páginas para o temido e aguardado fim. Um ponto alto da obra é poder rever um pouco mais dos personagens do livro anterior, como o Carter e a Kat, meu casal queridinho. Quem ganha um destaque maior nessa obra é Riley, que será protagonista do próximo romance da série, e do pouco que pude “pescar”, ele terá muita história para contar. Em suma, o livro me conquistou imensamente, assim como Max e Grace. Todos os meus receios iniciais se dissiparam logo na primeira página, e além de me envolver em uma arrebatadora história de amor, também consegui extrair muitas palavras de incentivo e força. Só tenho um conselho para dar aos leitores que ainda possuem dúvidas sobre iniciar essa série: LEIA, LEIA, LEIA!

"Tudo o que impostava era a mulher que envolvia em seus braços, sussurrando seu amor por ele, e a sensação avassaladora de esperança que sentiu florescer em cada parte de si, todas pertencentes a Grace."






Sobre a autora:




Sophie Jackson é uma professora do noroeste da Inglaterra que adora ler, assistir a filmes e é assumidamente fã de quadrinhos. Ela gosta de praticar exercícios, mas só porque adora comer e beber vinho. Desejo proibido é seu primeiro romance – o volume 1 de uma trilogia que já foi vendida para diversos países, entre eles Alemanha, Espanha, Estados Unidos, França, Itália e Turquia.


Acompanhe o seu trabalho:  Facebook | Twitter | Site










 


4 Comentários

  1. Oi, mesmo gostando da sua resenha, o livro não me atraiu, pois a premissa dele me lembra de muitos livros do mesmo gênero que já são famosos, além de romances de banca, que eu já li muito e estou saturada deles, por isso, vou deixar passar a dica.
    bjus

    ResponderExcluir
  2. EStou louca para conhecer essa série. Assim que sobrar um dindim, vou adquiri-la com certeza. Essa história tem tudo para me conquistar.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Dai
    Muito bom quando um livro conquista o nosso coração. Não li "ainda", mas pretendo acabar com isso logo.
    Amo histórias bem escritas, com tudo na medida certa para conquistar o leitor.
    Parabéns pela resenha e obrigada pela dica
    beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi Dai, tudo bem??
    É a primeira resenha que leio da sequência... li tantas e tantas do primeiro livro que já tinha uma vaga ideia do que se tratava... que bom que o livro dois mesmo falando de outro personagem o melhor amigo de Carter... fiquei feliz em saber que a escrita da autora continua envolvente e prendendo o leitor... curti demais a resenha... xero!

    ResponderExcluir