A vida do milionário Connor Black consistia em dirigir sua empresa, tomar porres em boates e ter casos com dezenas de mulheres. Emocionalmente marcado por uma tragédia e vítima de uma chantagem, o belo solteiro de trinta anos era cobiçado por todas e não se apaixonava por nenhuma, até o momento em que a forte e corajosa Ellery Lane entrou na sua vida. Ela também trazia cicatrizes do passado, e guardava um segredo tão terrível quanto o dele, capaz de abalar o amor que os unira e salvara. Entre tapas e beijos (sendo o gênio forte a marca registrada de ambos), eles enfrentaram a tempestade e consolidaram a relação. Mas ainda há perigos na vida de Black que podem ameaçar tudo que os dois construíram: uma serpente ronda, capaz de dar um bote que nem Connor nem Ellery poderiam prever. Mas guerreiros experientes como eles não têm medo de desafios.

Onde comprar:

Ficha Técnica do Livro
 Páginas: 272 | Gênero: Romance  | Formato: Impresso / E-book | Editora: Valentina | ISBN: 9788565859622 | Idioma: Português | Ano: 2015





Você Para Sempre é o segundo volume da trilogia Forever, lançado aqui no Brasil pela editora Valentina. Nesta obra, vamos conhecer a história no ponto de vista do poderoso Connor Black. Tentarei não soltar spoiler do primeiro livro, caso você não o tenha lido, mas já aviso de antemão que é imprescindível a leitura de Black Para Sempre, onde Ellery conta a sua versão dos fatos; um livro faz o complemento do outro, mesmo possuindo o mesmo desfecho. Conhecer a visão de Connor e seus segredos foi esclarecedor, no entanto, vivi do ódio extremo ao amor incondicional por esse personagem. Certas coisas não são perceptíveis na primeira trama, até porque, somos inseridos no mundo de Elle, e ao entrar no de Connor, a coisa muda de figura. Confesso que quando comecei a ler, tive uma forte vontade de parar a leitura, mas fui adiante e fico feliz por isso. O Connor antes de Ellery era insuportável! Ele é típico personagem que muitas autoras adoram criar: rico, poderoso, lindo, autoritário, egoísta, e que foge de um relacionamento sério como o diabo foge da cruz. Black tem mulheres aos seus pés, um patrimônio imensurável (pelo amor de Deus, o cara anda de limusine de cima para baixo! Completamente exagerado!), não gosta de romances, seus casos acontecem sob seus termos, na hora que ele quer e quando quer. Devido a um relacionamento fracassado no passado, que teve um desfecho trágico, ele jurou nunca mais se envolver efetivamente, agora era somente sexo e nada mais. O fim desse namoro trouxe traumas para a sua vida, ele carrega uma bagagem cheia de culpas e remorsos. Junto, veio também uma pessoa que o chantageia descaradamente. O fato dele não conseguir  se livrar da chantagista, me deixou cheia de raiva, por que ele é tão decidido para algumas coisas, e para outras, ele simplesmente não sabe como resolver, principalmente quando é algo relacionado ao seu passado. Mas às vezes, uma pessoa como Connor precisa encontrar outra a sua altura, que não abaixe a cabeça e não tenha medo de fazer o quer, que o desafie. Por isso que sua vida muda drasticamente quando a doce e intrépida Ellery Lane entra em seu caminho

Depois de passar a noite bebendo em um clube, ele acorda em sua cama no dia seguinte, escutando barulhos estridentes vindo de sua cozinha. Ao chegar ao lugar para destilar sua ira ele fica ainda mais irado ao descobrir que se trava de uma bela mulher, que a seu ver, tinha trazido da boate e ela tinha quebrado uma de suas regras preciosas: nunca dormir em seu apartamento. Após ser extremamente grosso com ela, que em momento algum abaixa a cabeça, ele descobre que a moça em questão somente o ajudou e que não passaram a noite juntos, como ele supunha. O que mais o deixa desconcertado não era somente o fato de a jovem ter uma beleza marcante, mas por ainda ser gentil e bem humorada, mesmo depois de ser tratada tão grosseiramente. Algo em Ellery o deixava fascinado e completamente assustado. A partir deste dia, Connor passar a ser um verdadeiro stalker, sempre a rondando e buscando momentos de se encontrarem por qualquer motivo. Inexplicavelmente, a alegria, vivacidade, expontaneidade e paz de Elle o atraem cada vez mais. Logo uma bela amizade é construída, mas o desejo vem falando mais alto, e mesmo lutando contra, o amor se apodera do poderoso Black, e é impossível resistir a ele. O Connor que nasceu por causa de Ellery, é simplesmente apaixonante! E foi por este personagem que me apaixonei na primeira trama. Como o próprio Black diz, quando ele está perto dela, torna-se mais humano. Neste livro conseguimos notar a evolução deste personagem tão misterioso.

“Embora ela fosse apenas uma amiga para mim, era a única mulher com quem eu queria passar meu tempo.”
“Mesmo que já tenho sido magoado, você tem que colar os cacos e seguir em frente. Todo mundo já foi magoado pelo menos uma vez na vida, alguns mais do que outros, mas você tem que escolher o que fazer com a dor”

Mas nem tudo é um conto de fadas, e acho que nesse livro, quase nada é. Connor esconde segredos de Elle, que por sua vez, também guarda os seus. Mas quando essas verdades não contadas vêm à tona, o amor deles será testado, e eles terão que enfrentar muitas dificuldades pela frente. A vida do casal não será nada fácil, o destino é incerto, e além de ter que passar por cima dos empecilhos da vida, também precisarão sobreviver ao temperamento forte e impulsivo de ambos. Quando tudo parece que estava entrando no eixo, brigas sem motivos colocam tudo a perder. Palavras impensadas e doloridas são trocadas, o orgulho é mais forte do que eles, e isso me dava nos nervos. Sério, ô casalzinho pra brigar a toa! O bom é que o amor deles é tão lindo, que quando manifestado faz todo o resto ser esquecido. 

“Nunca pensei que alguém precisava de mim, e ninguém precisa de mim como Ellery. Eu precisava dela como o ar que respirava. Precisava dela como do meu próprio coração batendo para me manter vivo.”
“– Porque chega um momento em que você tem que entender que algumas pessoas podem ficar no seu coração, mas não na sua vida, e essa é a minha maneira de manter você no meu coração.” 

VOCÊ PARA SEMPRE possui uma trama conturbada, romântica e emocionante. A autora Sandi Lynn soube como mexer com os meus sentimentos, principalmente em relação ao Connor. A Ellery para mim continua sendo incrível! Gosto do fato dela não levar desaforo para casa, de ser uma guerreira e de nunca aceitar ordens de ninguém, ela faz o que quer e ponto. Mas ás vezes, esse temperamento também é causador de muitos desentendimentos entre eles, porque a danada é cabeça dura. Em suma, o livro me ganhou depois que o Black se mostra tão intenso e apaixonado, que faz de tudo pela felicidade da mulher que ama, e enfrenta qualquer obstáculo em nome do amor incondicional que tem por ela. A história de Connor Black e Ellery Lane se encerra em Nós Para Sempre, o último volume da trilogia. Espero fazer a leitura em breve, mas antes vou preparar meu espírito para esse casal confuso e apaixonante.

“– Nunca pude entender qual era o meu propósito no mundo. Não conheci nada além de dor e perda a minha vida inteira. Mas agora sei por que Deus me salvou da primeira vez. Foi para que eu pudesse te amar para sempre.”








Sobre a autora:

Nascida e criada nos Estados Unidos, Sabdi Lynn sempre sonhou em ser escritora em tempo integral. Ganhou seu primeiro prêmio como jovem autora na escola primária, e em 2006 escreveu e autopublicou a trilogia Forever, best-seller do New York Times, USA Today e Wall Street Journal. Ela passa os dias  curtindo a companhia das três filhas adolescentes e escrevendo histórias românticas. Nas horas vagas, gosta de escrever poesias, jantar fora e ir ao cinema.

Acompanhe o seu trabalho:  Facebook












8 Comentários

  1. Eu adoro o Connor! Paixão eterna por ele! kkkk
    Ainda não li o terceiro livro buáááá, mas espero fazer em breve.
    Curti a resenha ;)

    ResponderExcluir
  2. Aiii, eu ainda não li esse livro, mas agora fiquei com medo de conhecer a história de Connor. hahahaha Mentira, tô nada! kkkkkk Quanto mais obscuro, melhor! Assim que eu puder, vou ler essa sequência, fiquei curiosa.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Dai!
    Obrigada por me apresentar aos livros e à autora, já que não os conhecia. Achei ambas as histórias bem interessantes. Casal que briga o tempo todo por conta de personalidades fortes? Check! Achei também bem altruísta da pate dela levar o cara pra casa e ainda cuidar dele. Eu n faria isso (talvez levasse até a casa, mas ficar lá cuidando? Nem!).Vou esperar pelo terceiro livro, dai tentarei ler todos de uma tacada só! ;)

    ResponderExcluir
  4. Oi Dai, confesso que não aguento mais ouvir e ler histórias de caras ricos, metidos, grossos e que mudam por causa da garota kkkk. Mas, pelo visto vc gostou muito e isso me deixou curiosa. Gosto dessa coisa de ter a versão do outro personagem, fiquei com receio de ler a resenha por causa dos spoilers mas percebi que é mais ou menos o caso de Belo Desatre e Desastre Iminente. A versão dela e dele. Olha, quem sabe um dia eu leio haha. Bjos.

    ResponderExcluir
  5. Oi Dai, acho a capa dessa obra tão fofa...mas a premissa é meio batida, já estou cansada desse tipo de abordagem e sendo assim, mesmo com ótimas críticas eu deixaria passar.

    Abraços

    ResponderExcluir
  6. Oi Dai,
    Ainda não li essa trilogia, apesar de achar a capa encantadora, ainda não consegui incluir na lista, mas ele me parece um pouco com Toda Sua, e eu meio que estou fugindo desse gênero por um tempo hahahahahah, mas adorei a resenha e quem sabe quando a pilha diminuir não me arrisco?

    Beijokas

    ResponderExcluir
  7. Não conhecia os livros, obrigada por me apresentar a eles. Vou dizer para você que achei essa parte de levar o cara para casa e ficar cuidando dele um pouco "sem noção"... Não por parte da autora, mas da personagem em si, mas também achei legal.

    Não vou negar que essa coisa de gato e rato, personagem brigando o tempo todo por não querer dar o braço a torcer é um tanto batido, mas... O que não é hoje em dia? Só por ser comum não quer dizer que não será gostoso de ler.rs

    ResponderExcluir
  8. Nuss eu amo esse casal, fiquei tão feliz quando ele foi publicado aqui. Eu adorei conhecer o ponto de vista do Connor, amo ler os POVs masculinos. O terceiro eu não curti muito, mas foi bom, mas não tanto quanto os dois primeiros. Espero que você curta!

    ResponderExcluir