Oi gente!

Hoje é véspera do dia dos namorados, e o post vai seguindo a linha de romance. Ai, ai! E esta postagem reuniu toda a equipe do blog para decidirmos qual o mocinho apaixonante de cada uma. Essa tarefa não foi nada fácil, afinal, como escolher somente um boy apaixonante?! São tantas histórias, tantos amores, tantos mocinhos que nos arrancam suspiros e nos fazem sonhar acordadas desejando que saiam dos livros.

Bem, confira com a gente qual mocinho cada uma de nós elegeu para ocupar o posto de mocinho apaixonante do nosso coração. 






por Van Lopes


"Meu mocinho apaixonante é o Damon Cole, do livro Destrua-me - J.L Mac, Editora Charme. Me apaixonei por esse homem logo de cara, ele é a elegância e inteligencia em pessoa. Além de ser um homem imponente e demostrar uma certa arrogância - que no decorrer da historia você percebe que é só faixada -, ele se mostra um homem totalmente apaixonado. Damon trata Josephine como toda mulher gostaria de ser tratada, com respeito, atenção, amor e em alguns momentos até certa devoção. E além de tudo isso, o que se destacou na personalidade desse homem "perfeito" foi sua timidez. Sim, ele é tímido e em alguns momentos ele até cora. ELE CORA! Tem coisa mais fofa que isso??? Não tem como não se apaixonar por Damon!"
"Eu não poderia te amar mais do que eu amo, Josephine, meu coração reside com você para sempre ." - Damon






por Mary Reis

"Definir um mocinho apaixonante... Que missão difícil! Queria citar muitos, mas tinha que ser somente um. Então depois de muito pensar, escolhi um que não precisou fazer muito esforço para me conquistar; logo na primeira cena do livro ele já garantiu um espaço no meu coração, e no final, ganhou o espaço inteiro. Fiquei apaixonada por Dash (Sublime – Carlie Ferrer)!
Dash viajava sem rumo e ao encontrar uma linda garota em uma rodoviária, decide dar carona a ela até seu possível destino. E nessa longa viagem ele tenta desvendar os mistérios que rondam a vida de Faith e aos poucos vai conquistando a confiança e o amor da garota, mas Dash também não tem um passado agradável e essa viagem acaba sendo uma superação para ambos. Essa história tem um final surpreendente e é impossível não se encantar por Dash, com toda sua positividade e o jeito leve e engraçado de lidar com toda a situação.
É esse meu liindo mocinho!!"








por Mii Passos


"Meu mocinho favorito da literatura (na verdade são vários, mas estou escolhendo um que eu gosto muuuuito), é o Ridge, do livro Talvez um dia, da minha autora top das galáxias favorita de toda a vida, Colleen Hoover!
O Ridge me ganhou desde o começo do livro pelo fato de ser um cara muito especial (não posso falar o porquê, é spoiler, haha) e ser um cara além de tudo, honesto e muito sincero consigo e os seus sentimentos. Ridge é o tipo de cara que qualquer garota gostaria de ter como namorado, principalmente porque ele escreve músicas (ai,ai... muitos suspiros!). Quem não gostaria de ser a musa inspiradora de alguém? E, bom, ele e a Sydney protagonizaram, pra mim, uma das cenas de amor mais linda de toda a literatura. Terminei o livro sem fôlego! Ridge, você é meu preferido, amorzinho ❤"







por Alê Cruz

"AAAAAAAAH meu mocinho apaixonante, com toda certeza do mundo é o Markus Lebedev. Um dos mocinhos da serie policial Hot – Amos e Masmorras da escritora Lena Valente.
Eu adoro um livro que tenha um policial, e Markus é o perfeito: mandão, ogro, safadão, romântico, sofrido demais, enfim, o dono do meu coração. A historia é sobre um mistério que ronda algumas mortes de agentes do FBI. Markus e sua turma estão tentando prender os responsáveis pelas mortes, e por vários outros crimes, e eles se infiltram num torneio BDSM.
Bom, vou parar por aqui porque já quero reler meu 'homem'."












por Drezza Santana

"No último mês, li um livrinho muito fofo. Os livros Him e Us de Sarina Bowen e Elle Kennedy, que é uma duologia. Mas ambos tratam de um mesmo casal, seus encontros, desencontros e a parte que mais amo - os conflitos. O primeiro livro relata o encontro entre Jamie Canning e Ryan Wesley. Isso mesmo, você leu certo. Dois meninos. Jamie foi hetero a vida toda, nunca pensou em caras. Já Ryan descobre, ainda na adolescência, que ele não gosta de bcetas, ele gosta de paus (palavras dele, não coloquem na minha conta esses palavrões, ok?!). Mas Ryan não se apaixona por qualquer cara, ele se vê caindo de amor pelo melhor amigo. E é nesse momento que começa o grande dilema na vida dele. Como dizer isso ao melhor amigo sem se sentir culpado por levá-lo pelo caminho mais difícil? Mas não vou ficar aqui dando spoilers de livro, ok?! Vim aqui para dizer os motivos que me levaram meus olhinhos a virar dois asteriscos. Vamos lá: eles são gentis um com o outro; são capazes de abrir mão de algo que gostam pelo bem do outro; é lindo de mais ler a fidelidade, a lealdade e dedicação ao parceiro; ambos os meninos são lutadores, lutam e muito pelo que querem desde cedo; são muito dedicados um ao outro, são carinhosos, e são quentes, muito quentes. O relacionamento deles, apesar de complicado pela sexualidade, eles juntos levam bem leve esse lado de serem um casal, até porque existe uma amizade de base muito forte. Enfim, esses são os meu mocinhos apaixonantes! (suspiros *.*)"








por Dai Quinelato

"Escolher um mocinho apaixonante é uma tarefa muito difícil, até porque, a cada novo romance acabamos descobrindo novos personagens que balançam o nosso coração romântico. Mas, sempre que penso no assunto, tem um mocinho que logo me vem a mente: Nathan McKenna, do livro Luta Comigo de autoria de Kristen Proby. Eu posso reler várias vezes a história que a sensação vai ser de que estou lendo pela primeira vez, e vou me apaixonar de novo e de novo. Nate é um homem determinado, apaixonado, encantador, cavalheiro, humilde, batalhador, romântico e sexy. Ele é completamente apaixonado por sua Julianne, e não tem vergonha de esconder esse sentimento. O homem faz de tudo pela felicidade da mulher que ama, é atencioso, paciente e gentil. Nos braços de Nathan, Jules se sente querida, protegida, cuidada, amada. Além disso, Nate é quente como o inferno, e sabe elevar a temperatura do ambiente. Anda sempre bem vestido em seus ternos caros e bem cortados, mas possui uma alma bad boy, e por baixo dessas vestimentas formais, ele esconde tatuagens sensuais e um piercing que deixa Jules em êxtase. Ah, o Nathan é simplesmente perfeito!"
Não vou desistir de nós, mesmo que os céus fiquem violentos, eu te dei todo o meu amor, ainda estou olhando para o alto... (...)
– Eu não vou desistir de nós – ele sussurra no meu ouvido e eu sinto as lágrimas brotarem nos meus olhos novamente. Onde foi que eu encontrei esse homem lindo? E como eu resisti a ele por tanto tempo?” 





E você, qual o seu mocinho apaixonante? Conta para a gente!

Beijos e até a próxima!




Deixe um comentário: