Sinopse: Às vezes nem todo o amor do mundo é capaz de apagar as dores do passado... Quando o advogado Alexander Persen embarca de volta para sua cidade natal, ele inicia uma busca por seu verdadeiro eu. Neste regresso, ele leva consigo a pequena Louise, uma garotinha especial a quem dedica todo o seu amor. Não existe espaço para outra mulher na vida de Alexander até que na saída de uma festa, no centro comercial de Bruxelas, ele salva uma desconhecida de ser violentada.
Alexander é um homem acostumado a não ter o primeiro prêmio. Vivendo de coadjuvante em sua própria vida, ele precisa de um tempo para viver o luto pela morte da ex-namorada, mãe de Louise.
Aos trinta e poucos anos, ele não espera mais pelo amor. Seguro de que viverá apenas para a filha, ele encontra em Elisa o apoio que Alissa nunca lhe deu.
Tristeza, solidão, medo, saudade, lembranças de outra vida. Sentimentos que marcam a alma de um homem cujo coração é tão puro que se recusa a endurecer.
Será o amor suficiente para devolver a paz ao coração de Alexander?
Quando a médica Elisa Bonneval regressa de uma missão em Angola, tudo que ela deseja é ficar em paz com os fantasmas do passado. Elisa não cria vínculos, nem raízes, exceto com seu melhor amigo, Harden, com quem divide parte de quem realmente é. Depois de anos se esforçando para manter as pessoas longe, o homem misterioso abre uma pequena fresta em seu coração.
Elisa é uma mulher sem passado. Tudo que ela deseja é viver o mais longe possível de qualquer coisa que possa lembrá-la de sua antiga vida. Devotada aos seus doentes, Elisa não espera pelo príncipe encantado, mas ao ser salva na noite de Bruxelas ela começa a sentir pequenas fagulhas da garotinha que acreditava no amor.
Violência, traição, medo, angústia, revolta, cicatrizes do passado rodeiam uma mulher acostumada a levar a vida salvando outras.
Será um sentimento forte o suficiente para resgatar a fé de Elisa na humanidade?
Unidos por um ideal comum, Alexander e Elisa vão descobrir que o amor é o mais forte dos sentimentos. Amor pelo próximo, compaixão, doação. Em busca de salvar a pequena Iana eles vão descobrir o caminho de sua própria salvação.
Unidos por uma fatalidade eles irão descobrir que não existe acaso quando tratamos de almas gêmeas. Uma chance, apenas uma, e tudo poderá ganhar novo rumo. 

Onde comprar: Amazon
  
Ficha Técnica do Livro
 Páginas: 326 | Gênero: Romance  | Formato: E-book | Editora: Independente | ASIN: B01G9PRLBA | Idioma: Português | Ano: 2016





Sabe aquele livro que te arranca suspiros do começo ao fim? Que te faz acreditar que o príncipe encantado existe? Que te faz crer que ainda há pessoas boas nesse mundo? Que te faz ter fé no amor verdadeiro? Esse livro é desse jeitinho! É impossível iniciar essa história e não terminá-la completamente apaixonada pelo mocinho, que é nada mais, nada menos que Alexander Persen, o homem mais “príncipe” dessa série. Eu já era encantada pelo Alex desde quando o conheci nos dois primeiros livros de “Homens de Roterdã”, quando ele ainda era um personagem secundário, mas nada preparou meu coração sonhador para tanto romantismo. Sério, a Márcia estava inspirada quando criou um personagem que é personificação de todos os desejos femininos (não adianta negar!): romântico, cavalheiro, doce, fiel, apaixonado, lindo, sexy, bondoso, divertido e galanteador. Simplesmente a perfeição! Aqui não encontraremos personagens “mimimizentos”, brigas sem sentidos, traições bobas ou encenações de ciúmes; aqui encontraremos personagens verdadeiros, que buscam a felicidade, que querem amar e serem amados sem reservas, que tentam fazer a diferença no mundo. Tão Minha é um livro romântico, emocionante, inspirador e apaixonante, que aborda dramas reais, traumas marcantes e o sentimento sublime de amor ao próximo. 

“Havia algo nela. Algo que despertava o melhor em mim. Algo que me fazia querer ser o príncipe encantado de alguém.”

Alexander Persen passou por poucas e boas nos últimos tempos. Depois do nascimento de sua borboletinha, a pequena e frágil Louise, e da morte conturbada de sua ex-namorada, mãe de sua filha, ele resolve regressar a sua cidade natal, Bruxelas, com o intuito de tentar se encontrar, de começar uma nova fase ao lado de sua Lou. No momento, não há espaço para outras mulheres em sua vida, tudo o que ele menos quer é uma complicação a mais. Mas isso não significa que ele não sonhe em encontrar uma companheira, uma pessoa para quem possa dar amor, e ser amado de volta, algo que Alissa, sua ex, nunca soube lhe dar. Alex tem uma situação financeira ótima, tudo fruto de seu trabalho e dedicação, mas apesar do dinheiro que possui, seu coração é humilde, ele é um homem bondoso que não mede esforços em ajudar ao próximo. Foi justamente por possuir esse instinto de sempre tentar ajudar a todos a sua volta, que ele acaba conhecendo Elisa. Enquanto voltava de uma festa, ele a salva de ser violentada, e esse encontro muda completamente o caminho dos dois. Elisa é uma mulher misteriosa, que carrega muitas marcas no corpo e na alma. Seu passado é marcado de violência, dor, tristeza, medo e arrependimentos, e isso a fez perder a fé na humanidade. Lis é uma pediatra aplicada, que dedica a sua vida a salvar a dos outros trabalhando no médicos sem fronteiras, e já viu e vivenciou muito sofrimento. Ela é uma pessoa tímida, inteligente, desconfiada, meiga, altruísta e possui um coração generoso. Nunca em seus sonhos ela imaginou que poderia encontrar uma pessoa como Alexander, ou tão pouco imaginar que despertaria nele algum interesse. Homens como Alex não são para ela, mas como resistir ao lindo príncipe que veio resgatá-la de seu mundo tão sem cor, e ainda por cima, veio com uma linda garotinha à tiracolo? Alexander está determinado a desvendar todos os mistérios dessa bela doutora, está decidido a salvá-la de si mesma, e a ser tudo o que ela precisa, seu porto seguro, seu amigo, seu companheiro e seu amor. Juntos, eles provarão que o amor tem a capacidade de curar qualquer coração quebrado, e que este sentimento é capaz de apagar todas as dores do passado.

“― Eu acredito em destino Alexander. Acredito que as pessoas certas aparecem quando mais precisamos. Eu ainda acredito, apesar de tudo.”
“(...) eu passei por tanta coisa na vida que cheguei a desacreditar que a felicidade realmente existisse, mas você apareceu e resgatou minha fé na vida, nas pessoas e no amor. Você me mostrou que existe realmente alguém lá em cima olhando por nós e preparando o caminho para que possamos seguir. Obrigada por ter sido a pessoa certa, na hora em que eu mais precisava.”

“A felicidade cura”; como pode uma frase tão pequena carregar tanta verdade? O mundo é mais bonito quando há felicidade. Quando se está feliz tudo fica mais fácil, mais leve, o dia fica mais belo, as dificuldades parecem menos complicadas. A vida triste e solitária de Elisa toma um novo rumo quando Alexander se compromete a fazer seus dias mais felizes, e esse é o combustível que ambos precisavam. Os personagens dessa trama são bem construídos e marcantes. Lis era tudo o que Alex idealizada, uma mulher companheira, doce, determinada e bondosa, e ele era tudo o que ela precisava para poder voltar a crer nas pessoas. A história é um verdadeiro conto de fadas, daqueles que te fazem suspirar a cada capítulo. Deveria existir mais Alexanders no mundo! E Elisas também! O livro ainda possui momentos de muita emoção e intensidade, que me levaram as lágrimas muitas vezes, mas, mesmo assim, a autora conseguiu manter o enredo super leve, fluido e delicado. As cenas de paixão entre o casal são elegantes, nada explícito, tudo narrado com muito cuidado e delicadeza. A Márcia é uma escritora talentosíssima, carismática e dedicada, por isso não esperava menos dessa obra. Nessa trama, ainda poderemos matar a saudade dos personagens das histórias anteriores (Tão Perto, leia resenha aqui; Ainda Mais Perto, leia a resenha aqui): Adrian com toda a sua arrogância, charme e elegância, Laura sendo Laura, doce, receptiva e carismática, John sendo um mini Adrian, galanteador e bondoso, entre os muitos outros que amamos. 

“(...) quando eu a vi pela primeira vez fui pretensioso, achei que a estava salvando. O tempo passou e me mostrou que na verdade você é que havia vindo para me salvar. Você me salvou de tantas maneiras que eu só posso ter a certeza de que todas as vezes que pedi por um anjo foram ouvidas. Você foi mandada do céu para me mostrar que a felicidade é real.”
“(...) eu quero viver com você aquele amor com o qual as pessoas sonham a vida toda. Aquele dos romances de Hollywood. Eu quero sentir meu coração em paz a cada dia, quando voltar para nossa casa e souber que você estará lá. Eu quero ser seu melhor amigo. Seu amante. Seu namorado. Seu cúmplice. Eu quero ser o homem que vai fazê-la esquecer de que algum dia eu não estive lá.”

Tão Minha é aquela história que te conquista, te cativa e te marca, que te proporciona muito romantismo e te faz suspirar apaixonadamente.  Eu tenho certeza de que ao chegar ao final deste livro, você estará com o coração transbordando de bons sentimentos e acreditando em destino, em príncipes encantados e em um mundo melhor. E para finalizar, gostaria de terminar essa resenha com uma das frases que mais me marcou nesse livro: “O bem que fazemos aos outros, gira o mundo espalhando amor e volta para nós ainda maior e mais seguro de si”. O mundo seria muito melhor se todos adotassem essas sábias palavras como filosofia de vida!






Sobre a autora:

Márcia Lima, paulista do interior com muito orgulho e arquiteta, com muita paixão. Minha história com livros começou aos sete anos, quando aprendi a ler e ganhei da minha mãe um livrinho chamado “Plic, Plic, o Barulho da Chuva”, desde então tudo isso só cresceu e cresceu. Acho que fui à única menina de onze anos á andar carregando um exemplar velho e surrado de “A Divina Comédia” por aí! A paixão por escrever nasceu, obviamente, da paixão por ler. Eu fechava os olhos e imaginava outras vidas, vidas parecidas com as que eu lia nos livros. Sempre quis ganhar o mundo, e escrever foi minha primeira grande viagem. No começo, eu escrevia fanfics e postava na internet. Um dia parei e pensei: “Preciso escrever algo que seja meu” e assim começaram a nascer às histórias que escrevo. Em tudo que escrevo, deixo um pedacinho de mim, seja em algo feliz, seja em algo que me fez sofrer e aprender. Não consigo escrever algo com o quê não me identifique. Talvez por isso minhas histórias sempre tenham pais e irmãos tão dedicados e amorosos – minha família sempre foi a minha base, e hoje, repetimos isso aqui em casa. Minha vida nunca foi um conto de fadas, e por isso meus livros também não são. Gosto de descrever as dificuldades e barreiras que as pessoas vencem por amor. Amor fraternal, amor carnal, amor maternal, paternal. Eu acredito que amar é a base da felicidade e tenho ao meu lado o melhor companheiro do mundo. Aliás, não fossem as louças lavadas e os miojos preparados por ele, eu não conseguiria escrever tanto! Meu marido sempre foi meu grande incentivador, e até quando discorda, ele me ensina a aceitar as diferenças e agora com o nosso pequeno Luiz as coisas ficaram ainda mais completas. O livro Tão Perto, primeiro que publiquei no Wattpad e que logo terá uma versão física, ganhou tanto espaço que se transformou em série, e agora são os Homens de Roterdã. Todo esse universo surgiu em uma viajem para Holanda e Bélgica, quando me apaixonei pelos lugares e pelo povo. Acima de qualquer coisa, meus livros são histórias de superação. De amor incondicional e de aceitação. As pessoas sempre me perguntam se eu me vejo nas mocinhas e eu sempre respondo que me vejo ainda mais nos mocinhos. Eu sou um pouco Adrian, um pouco Alex, um pouco John e tantos outros e eles são um pouco de mim. Estamos aprendendo juntos a lidar com os nossos gênios!

Acompanhe o seu trabalho: Facebook  | Grupo no Facebook  | Wattpad | Site













2 Comentários

  1. Ana Maria Bresnardes8 de junho de 2016 07:50

    Ainda não tive a oportunidade de ler esse livro, mas essa resenha me deixou ainda mais doida para ler. Na verdade, nem o segundo. Adorei o primeiro livro, Tão Perto. Farei a leitura em bereve, se tudo der certo.

    ResponderExcluir
  2. Não conheço os livros dessa autora, mas curti muito essa resenha e a premissa do livro. Vou pesquisar mais sobre esses Homens de Roterdã. rs

    ResponderExcluir