Personagem central da história, a jovem Sherazade se candidata ao posto de noiva de Khalid Ibn Al-Rashid, o rei de Khorasan, de 18 anos de idade, considerado um monstro pelos moradores da cidade por ele governada. Casando-se todos os dias com uma mulher diferente, o califa degola as eleitas a cada amanhecer. Depois de uma fila de garotas assassinadas no castelo, e inúmeras famílias desoladas, Sherazade perde uma de suas melhores amigas, Shiva, uma das vítimas fatais de Khalid. Em nome da forte amizade entre ambas, Sherazade planeja uma vingança para colocar fim às atrocidades do atual reinado.
Noite após noite, Sherazade seduz o rei, tecendo histórias que encantam e que garantem sua sobrevivência, embora saiba que cada aurora pode ser a sua última. De maneira inesperada, no entanto, passa a enxergar outras situações e realidades nas quais vive um rei com um coração atormentado. Apaixonada, a heroína da história entra em conflito ao encarar seu próprio arrebatamento como uma traição imperdoável à amiga.
Apesar de não ter perdido a coragem de fazer justiça, de tirar a vida de Khalid em honra às mulheres mortas, Sherazade empreende a missão de desvendar os segredos escondidos nos imensos corredores do palácio de mármore e pedra e em cenários mágicos em meio ao deserto.


 Onde comprar:


Ficha Técnica do Livro
Título original: The Wrath and the Dawn | Gênero: Romance; Ficção; Fantasia;
Young Adult | Páginas: 336 | Formato: Impresso; E-book | Editora: Globo Alt | ISBN: 9788525060358 | Idioma: Português | Ano: 2016





Não existe nada melhor para um leitor do que encontrar um livro que o transporte completamente para dentro de suas páginas; que o deixe deslumbrado, fascinado e totalmente entregue a leitura. Bem, para mim é satisfatório quando uma história me proporciona momentos inesquecíveis, e esta me garantiu muitos. Quando vi o lançamento de A Fúria e Aurora, fiquei encantada, e não tardou muito para que eu garantisse um exemplar. Contudo, eu realmente não estava esperando que a história fosse tão envolvente, e esta agradável surpresa me deixou exultante. Sem sombras de dúvidas esta foi uma das melhores leituras desse ano, e mesmo depois de quase duas semanas após o seu término, continuo extasiada com tudo o que li, e muito ansiosa também, já que o livro terá sua sequência laçada somente o ano que vem. Por isso, se você é do tipo de leitor que fica desesperado pela continuação de um livro, aguarde sair o próximo volume. Porém, se assim como eu você gosta de se arriscar, mesmo sabendo que vai dar “sofrência” no final, se joga na leitura, porque eu tenho certeza de que não irá se arrepender. E que nossa Senhora dos leitores desesperados tenha piedade de nós (rs)!

“Uma centena de vidas por aquela que você tirou. Uma vida a cada aurora. Se você falhar uma única vez, eu lhe arrancarei seus sonhos. Vou tirar sua cidade de você.
E lhe subtrairei essas vidas, milhares de vezes.” 

Inspirado no clássico As mil e uma noites, A Fúria e a Aurora nos envolve em um enredo sedutor e cativante, permeado de mistérios, fantasias, cenários deslumbrantes e uma escrita viciante. Khorasan é um reino governado por Khalid, um rei de apenas dezoito anos que é conhecido por sua fúria impiedosa. O menino rei é um assassino frio, que após escolher sua noiva, casa-se com ela e na manhã seguinte a jovem é encontrada sem vida com um lenço de seda amarrado em seu pescoço. Uma de suas recentes vítimas é Shiva, a melhor amiga de Sherazade, uma jovem intrépida de dezesseis anos, que após essa grande perda, resolve se voluntariar para ser a nova esposa do califa. Shazi, motivada pelo ódio e pela vingança, está determinada a manter-se viva e a acabar com a vida de Khalid. Com isso em mente, ela começa a colocar o seu plano em prática, e assim, a cada noite que chega, ela seduz o califa contando-lhe histórias envolventes e fascinantes, que só terão continuidade caso lhe for concedido mais um alvorecer. Desta maneira, Shazi consegue se manter viva, aproveitando cada oportunidade para estudar seu oponente, e tentando de todas as formas encontrar um ponto fraco para detê-lo, mas ela sabe que, a cada aurora que nasce poderá ser também o seu último dia de vida.

“Viverei para ver o pôr do sol de amanhã. Não de deixe enganar. Juro que viverei para ver tantos pores de sol quanto for necessário.
E eu o matarei.
Com minhas próprias mãos.” 
“Uma verdadeira praga de moça. E ainda sim uma rainha em cada sentido da palavra.
Sua rainha.” 

Com o passar dos dias, Sherazade começa a perceber que nem tudo é o que parece ser. Muitos mistérios rondam a vida do califa, e assim como as paredes do castelo, a alma do rei de Khorsan é repleta de segredos. Decidida a desvendar cada um deles, Shazi percebe que está ligando-se à Khalid de uma maneira irrevogável, e não há mais como negar que ele lhe atrai, que ela deseja estar em sua presença a todo o momento. Sendo assim, Sherazade se vê diante de uma grande batalha: os novos sentimentos que passou a nutrir pelo marido e a sede de honrar a morte de sua melhor amiga. Paralelo a estes fatos, os amigos e a família de Shazi tentam de todo o jeito desenvolver uma estratégia para livrá-la das garras do menino rei. Entre muitos dilemas, incertezas, intrigas, ódio, jogos de poder, vinganças, amizades e amores, nós seremos sugados para dentro do livro de uma forma irreversível. E assim como Sherazade, estaremos divididos entre o que parece ser certo e o que parece ser errado, entre dúvidas e incertezas, entre a paixão e a lealdade.

“(...) Amor é uma força poderosa, Sayyidi. Por amor, as pessoas pensam no inconcebível... e muitas vezes fazem o impossível. Eu não menosprezaria seu poder.” 
"- Você é... extraordinária. Todos os dias penso que ou ficar surpreso com quanto você é extraordinária, mas não fico. Porque isso é o que significa ser você. Significa não conhecer limites. E viver sem limites é tudo o que você faz."

Renée desenvolveu de forma majestosa esta história arrebatadora, rica em detalhes e que foi capaz de me deixar totalmente enfeitiçada. A trama é inteligente, instigante e muito fluida, daquele tipo que lemos em um fôlego só. Os personagens criados pela autora são marcantes; tantos os principais como os secundários vão deixar você cativado e intrigado. Khalid, o nosso menino rei, é uma grande incógnita até que passamos a compreender o que acontece de fato com ele, e o há por trás de tantas mortes. É estranho tentar entender em que ponto eu deixei de odiá-lo e passei a amá-lo. Pode ser que você não entenda agora, afinal, o califa é um assassino, como eu poderia passar a nutrir bons sentimentos por ele? Mas com o decorrer das revelações você estará na mesma posição que eu, e vê-lo adotar uma nova postura por causa de seus sentimentos recém descobertos por Sherazade, deixa tudo ainda mais empolgante. Shazi, é uma personagem destemida, forte, corajosa e valente, impossível não se render aos seus encantos desde o começo. O romance realmente me deixou apaixonada, todo o conjunto da obra é perfeito, Ahdieh tem uma sagacidade admirável. Espero que o próximo volume seja tão bom quanto este, por que estou cheia de expectativas. A parte física do livro está um arraso, mais uma vez a Editora Globo fez um trabalho caprichado e de qualidade. A obra possui um glossário muito útil, que não nos deixa perdido ou confuso com as palavras utilizadas pela autora. Por fim, só posso te dizer que indico essa trama “pra caramba à beça”, vai por mim, você ficará tão rendido quanto eu.

“Eu amo você, milhares de vezes. E nunca pedirei desculpas por isso.”





Capa Original








Sobre a autora:





A fúria e a aurora é o primeiro romance de  Renée Ahdieh e foi selecionado como um dos melhores lançamentos do ano pela crítica norte-americana. Quando não está escrevendo. Renée gosta de cozinhar, de dançar salsa e criar conflitos para  seus personagens. Ela mora com seu marido persa e seu cachorro Mushu na Carolina do Norte.

Acompanhe o seu trabalho:  Facebook | Twitter  | Instagram  | Site 











  


19 Comentários

  1. Olá!! Que resenha linda...A história me chamou muita atenção...É tão bom quando um livros nos prende do começo ao fim né rsrs Amo histórias de amor. Com certeza já estará na minha listinha...Bjinhos :*

    ResponderExcluir
  2. Antes mesmo de você falar, já pelo enredo, pensei que Shazi era uma personagem muito corajosa mesmo. Estava meio em dúvida quanto ao livro, mas você fez tantos elogios que senti vontade de lê-lo, me deu certa curiosidade, será que eu vou me enfeitiçar também? Adorei, simplesmente adorei o início da sua resenha, elas nos faz querer ler o restante, que também está maravilhoso. Parabéns!
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Ola
    esse é um daqueles livros que te envolve aoe poucos e quando você percebe não consegue mais parar e já chegou ao desfecho. Para mim se tornou uma das melhores tramas lidas nesse ano, até o momento. Sua resenha ficou ótima <3
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  4. Oie! Novo por aqui! :)

    Adorei sua resenha! Não conhecia o livro que tem uma capa muito fofa e pelo modo que você desenvolveu a resenha que se passa em um cenário distante, e uma cultura que muito aprecio, com certeza irei ler esse livro. A Globo Alt está arrasando nos lançamentos! :)

    Beijos,
    Danny
    Irmãos Livreiros

    ResponderExcluir
  5. Olá
    Que obra magnífica... eu não imaginava que era assim. A capa e o título não me chamam a atenção, por isso nunca me dei ao trabalho de consultá-lo. Percebo que isso foi um erro. A sua resenha está linda e me encantou, tanto suas palavras quanto a história desse livro (que não desprezarei mais). Anotada a dica... obrigado por compartilhar. Abraços

    ResponderExcluir
  6. Olá Dai,
    Já li tantas resenhas apaixonantes sobre esse livro que pergunto porque não comprei e li ainda! Se toda a sua resenha não tivesse me encantando e deixado mais curiosa a parte que diz que a trama é inteligente, instigante e fluída teria feito isso sem maiores problemas.
    Pena que não tem nenhuma livraria aberta agora para eu comprar :(
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  7. Só de saber que esse livro é uma releitura de Mil e Uma Noites já é motivo suficiente para eu querer ler. Mas forma como você se expressou sobre os sentimos que o livro te trouxe. E ficou nítido a forma como ele te envolveu. Espero poder ler em breve.
    Bj

    ResponderExcluir
  8. Depois de uma resenha dessa, como é que não quer esse livro? Já sabe, vai para lista e ainda vai furar a fila kkk

    ResponderExcluir
  9. Ooi,
    Já tinha visto o livro nas vitrines mas não me atentei muito nele, sua resenha com toda certeza me convenceu da necessidade que eu tenho de ler esse livro e não sabia! Achei incrível a forma que você descreveu como se sentiu durante a leitura e espero gostar do livro tanto quanto você.
    Corujas de Biblioteca

    ResponderExcluir
  10. Oi!
    Eu quero muito ler esse livro, ele está na minha meta de leitura. Eu nunca li nada que se passasse em um universo árabe, então eu to bem interessa sabe? Eu acredito que o autor tenha desenvolvido mesmo a história, porque só vejo coisas positivas. Eu adorei a forma como você escreveu essa resenha, muito boa mesmo. Parabéns!


    bjs =)

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Apesar de não gostar muito da história de As Mil e Uma Noites, esse livro me chamou bastante a atenção por ter uma abordagem um pouco diferente da original, adoro releituras. Gosto muito da cultura árabe e acho que esse livro deve ser repleto de elementos dessa cultura. Muito legal essa sua resenha, destacou ótimos elementos da obra.
    Beijos.
    arsenaldeideiasblog.wordpress.com

    ResponderExcluir
  12. Eu to adorando os lançamentos da Globo Alt!
    Eu já tava querendo ler esse livro, mas saber que te surpreendeu tanto, que é instigante e o romance é tão bom assim, me animou mais ainda!
    E que legal que tem um glossário pra ajudar o leitor!

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  13. ~~~~~suspira~~~~~~~
    Gente, esse livro é realmente incrível.
    Eu me senti surpreendida o livro inteiro, e confesso que amei cada detalhe, cada personagem criado pela autora.
    Espero que a editora lance logo o segundo livro porque eu não vejo a hora de saber o que vai acontecer depois daquele final bombastico

    ResponderExcluir
  14. Eu já vi algumas pessoas falando desse livro, no início até me atraiu, mas depois achei que era por demais parecido com As Mil e Uma Noites. E isso não me agradou, por que pra mim parece uma cópia. Não consigo ver muita diferença na história. Infelizmente, por esse motivo eu não tenho interesse nessa leitura. Ah, e a capara original é muito mais bonita.

    ;D
    Nelmaliana Oliveira

    ResponderExcluir
  15. olha, eu tenho certo receio de ler adaptações ou releituras de obras clássicas, pois podem me soar destoantes demais... com A fúria e a aurora não foi diferente.. =T e ele me parece bem cópia mesmo, com pouquíssimas variações...
    dessa vez, deixo a dica de leitura passar batida...
    bjs....

    ResponderExcluir
  16. Oiee ^^
    Eu ainda não consegui ler "As mil e uma noites", mas é uma história que eu tenho muita curiosidade de conhecer, principalmente por ser um clássico tão aclamado. Tenho visto coisas maravilhosas sobre "A Fúria e Aurora", fico feliz em saber que o livro te agradou, e mais ainda em saber que a história é arrebatadora e surpreendente, aparenta ser um livro muito rico e belo. Gostei.
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. Oi, Dani!
    Estou louca para ler esse livro, a premissa me deixou bem curiosa desde que li a primeira vez. Acho que é o tipo de leitura que me conquistaria facilmente, o problema é que já tenho tantos desejados no momento que fica difícil qual as prioridades. Mas a dica já está anotada para quando tiver a chance de ler!

    Beijos,

    Rafa [ blog - Fascinada por Histórias]

    ResponderExcluir
  18. Curta e maravilhosa, é assim que descrevo a resenha, que logo no primeiro paragrafo já me fez querer saber mais sobre o livro, que me interessou por ser uma releitura moderna de As mil e uma noites, até porque não li o conto, percebo que o leitor é bem inserido no espaço do livro e se envolve com os personagens. Gostei da desenvoltura do livro, que deixa o personagem e o leitor curiosos para descobrir o final da história e o ponto fraco do rei

    ResponderExcluir
  19. Oi Dai, tudo bem?
    Eu sempre ouço maravilhas sobre esse livro e ver sua resenha me animou mais ainda, eu nunca li As mil e uma noites, mas tenho certeza que o enredo é ótimo, e estou super curiosa para ler A fúria e a aurora, que parece ter uma trama mais maravilhosa ainda. Fiquei muito feliz em ver um coração na sua resenha e ver que o livro te encantou, eu tenho certeza que irá me encantar igual!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir