Sinopse: Apesar da aparência frágil, Lívia é perigosa.
Aprisionada em uma torre por uma bruxa cheia de segredos e um passado obscuro, Lívia e ela estão mais entrelaçadas do que gostariam.
Contudo, a chegada de um misterioso caçador ao reino de Corvina pode pôr tudo a perder e trazer à tona medos e desejos há muito esquecidos.
"Não existem leis, somente 3 regras: Nunca brinque com a vida, a morte e o destino. Principalmente se eles estiverem de mãos dadas com o amor."

Onde comprar:  Amazon  

Ficha técnica do livro
Páginas: 214 | Gênero:  Romance; Fantasia; Literatura Brasileira | Formato: E-book | Edição: 1ª | ASIN: B01M4Q4DL6 | Idioma: Português | Ano: 2016





“A escuridão existe para que a luz possa brilhar”

Me encantei pelo trabalho da Bianca Sousa desde o meu primeiro contato com sua escrita. “Eterna: O som do amor” foi o responsável por eu ter me tornado fã dessa autora tão talentosa, e de quebra, tornou-se o um dos meus livros favoritos da vida. Desde então, leio tudo o que ela escreve, e eu não me decepcionei nenhuma vez. A resenha de hoje é do seu mais novo lançamento, que já chegou arrebatando o meu coração. Laços é um romance com uma pegada dark, regado com muita fantasia e dono de um enredo instigante. Nele vamos conhecer Lívia, uma jovem vampira que foi trancafiada por Brianna, uma bruxa da Floresta, no alto de uma torre. 

“(...) sentia que lhe faltava um pedaço. Não sabia qual, mas ali, estirada no chão encarando o telhado da torre, Lívia adiou para a noite seguinte ser a fênix que renascia das cinzas. Por ora, permitiu que a ira desse lugar à tristeza sufocante e chorou.”

Lívia não sabe nada sobre sua descendência ou seu passado, tão pouco como foi transformada. Há vinte e um anos ela vive cativa na Floresta de Corvina, em uma construção protegida por magia, e nunca conheceu o mundo fora das paredes de seu cativeiro. Uma vez por semana, a vampira entoa o mais belo e melancólico cântico a fim de atrair uma presa para se alimentar. A jovem não sabe por que é uma prisioneira, mas a cada instante que passa, alimenta ainda mais rancor por seu algoz, aquela que roubou sua liberdade, lhe privou dos prazeres da vida, manipulou o seu destino e lhe causou as mais dolorosas torturas. Seu único amigo é Felipe, o Príncipe de Corvina, com quem só consegue se comunicar telepaticamente, mas, a amizade que cultivam é intensa e especial. Eles possuem uma forte ligação, algo que os mantém conectados; laços invisíveis e misteriosos unem suas vidas. Assim como Lívia, Felipe era mantido confinado, além de também ser vampiro, fato que somente o Rei e os criados mais próximos sabiam. O jovem príncipe nutria um único objetivo: ter a força necessária para destronar seu “pai”, libertar Lívia e salvar seu povo da crueldade do Rei perverso e desumano. 

“O caçador mirou o céu, mas avistou um anjo de cabelos tão negros quanto a noite fria. Ela cantava com todo seu coração, o olhar vazio e perdido na imensidão das estrelas acima de sua cabeça, como se sonhasse com algo que mesmo naquela torre seria incapaz de alcançar. Lá de baixo, do ângulo de visão que o caçador tinha, ele via a personificação de algo divino, mesmo que sombrio e macabro. Ela era como Perséfone no submundo; mesmo envolta em trevas havia algo de lindo e triste nela. A canção que entoava era um pedido de socorro.”

Contudo, a vida de Brianna, Lívia e Felipe estão prestes a mudar, quando Gabriel, um destemido e valente caçador, chega ao vilarejo com uma missão importante em mãos. Gab não descansará enquanto não encontrar aquilo que foi procurar em Corvina, e quando conhece Lívia e rende-se aos encantos da jovem, não medirá esforços para libertar aquela que roubou seu coração. No interior da floresta muitos segredos estão escondidos, o medo paira no ar, um amor puro nasce da escuridão, o futuro é incerto, mas a verdade é única e certeira: nunca tente manipular o destino, a não ser que esteja disposto a enfrentar as consequências...

“O coração batia fervorosamente. Só não sabia se por medo, empolgação ou paixão na sua forma mais selvagem. O que sabia era que aquela sensação o fez se sentir vivo como havia muito tempo que não sentia.”
“Nunca brinque com a vida, a morte e o destino. Principalmente se eles estiverem de mãos dados com o amor. Esse laço é forte e inquebrável.”

Destacar o que eu mais gostei nesse livro é bem difícil. Como sempre, a Bianca dosou tudo com muita perfeição, e desenvolveu uma história inteligente, mágica, leve e cativante. A leitura flui com tanta facilidade, que li o livro em apenas algumas horas, e ao finalizá-lo, eu queria que não tivesse terminado. Impossível de não se apaixonar pela história, por seus personagens, pelos mistérios e pelos cenários descritos pela autora. E como não se encantar por Lívia? Ela, Felipe e Gabriel são os meus queridinhos em toda a trama. Mas não posso deixar de dar a Brianna toda a minha compreensão. Apesar dos pesares, eu consegui entender algumas de suas decisões, e não consigo condená-la completamente. Falando nisso, uma coisa que gostei muito, foi como a autora abordou a questão do vilão e do mocinho nesta trama. A grande verdade aqui, é que não existe personagem bem ou mal (tirando o Rei Ferdinando, esse é ruim até os ossos), depende muito da forma que você enxerga as atitudes tomadas por eles. Ninguém é completamente bom ou ruim, e como a própria Bianca descreve em suas notas finais: “(...) há luz e trevas dentro de cada um de nós, e, que cabe a nós escolher nosso próprio destino. Aceitar as consequências de nossos atos e viver da melhor maneira possível.”.

Laços tem uma leve inspiração em Rapunzel, mas não é uma releitura, passa longe disso. Alguns elementos remetem ao clássico conto de fadas, e eles foram utilizados com muita sutileza, mas que serão notados se você prestar a atenção, e, claro, conhecer a história (difícil alguém não conhecer). Mas esta história está mais para um conto de fadas trevoso do submundo (rs)! 

“Admirando mais uma vez as estrelas, agora Lívia entendia por que elas brilhavam tanto. Descobrira naquela noite um novo significado para amor. Seu coração dançava com a canção do sangue dele.”

Misture fantasia, personagens intrigantes, mistérios, segredos, amor verdadeiro, emoções, dilemas, um casal lindo e uma escrita fabulosa. Pronto, você terá um incrível livro em mãos. Gostei de tudo que envolve essa história, mas não posso deixar de comentar sobre essa capa linda ao extremo, ela casa perfeitamente com o enredo, sem contar que é só olhar para ela e idealizar a Lívia. Mais perfeito impossível! Agora só me resta parabenizar a Bianca pelo lindo trabalho. Bi, você sabe que sou sua fã de carteira assinada, e a cada novo projeto, você me conquista mais e mais. Que você possa continuar nos agraciando com seu talento grandioso! 

“(...) observando o amor fluir entre eles quase como uma presença física no cômodo, como um laço que nunca seria desfeito outra vez.”





Sobre a autora:



Autora do romance best-seller da Amazon "Eterna: o som do amor" publicado em 2014, também escreveu a releitura de um clássico em forma de comédia romântica, o livro "O canto do cisne".
Adora séries, filmes, músicas e livros de todos os tipos, mas tem uma quedinha a mais por histórias de amor. Casada e mãe de dois cachorros e um gato, atualmente mora em São Paulo.








 


2 Comentários

  1. Quando li que o casal tinha uma pegada dark fiquei logo receosa, não sou muito adepta ao genero, mas com o decorrer da leitura percebi que é levinho kk Adorei a proposta e já coloquei no meu Skoob e na minha listinha para meta de leitura para 2017.

    ResponderExcluir
  2. Como sempre, resenha perfeita! Obrigada pelo carinho, Dai! <3

    ResponderExcluir