O atentado no trem de Londres em 2005 marcou a sociedade inglesa. Anos se passaram, e o receio de novos ataques mantém o país em cautela. Todos os dias, novos idealistas são recrutados para integrar essa ameaça invisível ao mundo. Em meio à dor e à tentativa de continuar a viver após as perdas, pessoas diferentes têm seus caminhos cruzados.
Lisy teve seu nome mudado e adotou uma nova identidade para fugir de ameaças, comprometendo-se a uma vida com regras mais rígidas e menos liberdade, porém segura.
Katzen é uma jovem inconformada com prisões impostas, então em atos de rebeldia, abandona a proteção e diverte-se anonimamente em festas de um clube, tentando viver intensamente essa liberdade roubada. Torna-se objeto de desejo de um famoso jogador de futebol da cidade. E, disposta a viver o momento, entra nesse romance quente sem exigir nada de volta, guardando para si suas expectativas e emoções. Kat só não contava que o desprendido "pegador" não a permitisse mais sair de sua vida e complicasse seu ordenado esquema de segurança física e emocional.
Brilhante esportista e estudante de Ciências Nucleares, Nicholas Spencer vê seus mundos entrarem em conflito ao envolver-se com a enigmática ruiva Kat, que aparece e desaparece do seu mundo misteriosamente, e ao desenvolver amizade com Lisy, que de um modo sutil passa a integrar seu mundo e torna-se necessária nele.
O arrogante e superior jogador enreda-se num mundo de intrigas, ameaças, preconceito, violência e perigo ao envolver-se com mulheres que o atrai de maneiras diferentes, mas lhe são inalcançáveis.
O quanto um homem é capaz de dividir-se?
Sedutor, fascinante e cheio de reviravoltas, A Protegida irá despertar emoções de sorrisos a revolta no leitor, também é garantia de muito romance, entrega e companheirismo.

Onde comprar:  Arwen Store  

Ficha técnica do livro
Páginas: 705 | Gênero:  Romance; Literatura Brasileira | Formato: Físico | Edição: 1ª | ISBN: 978-85-68255-00-0 | Idioma: Português | Ano: 2016






Nicholas Spencer é um excelente jogador de futebol e estudante de Ciências Nucleares, além de rico, lindo e mulherengo. Está acostumado a ter tudo o quer, sem precisar fazer esforço algum, a sua família cuida de sua publicidade e administra o seu dinheiro e ainda tem a mulher que quer em sua cama, do que mais ele precisa? E levando a vida assim, Nicholas não se envolve sentimentalmente com ninguém, nem com seus amigos do time. Em campo, ele acredita que pode fazer todas as jogadas sozinho e se esquece que são uma equipe. Mas sua vida começa a mudar a partir do momento em que encontra uma linda ruiva em uma das festas do clube.

“Era o filho caçula, e sua mãe, demasiadamente condescendente, sempre o cobriu de manias e mimos. Ela lhe deu tudo. Seus irmãos então, sempre o protegeram. Talvez por isso ele não tivesse criado laços maiores com o mundo ao seu redor. Nunca ninguém ousou a lhe negar algo, ofender, criticar ou lhe machucar, pois Lílian sempre o protegeu, além de Melissa, que sempre foi sua cúmplice. Até mulheres, ele sempre teve fácil; vinham de badeja. Talvez essa fosse a explicação óbvia pelo seu estado vago e egoísta. ”

Katzen só quer aproveitar a liberdade, divertir-se sem medo e sem ter que se esconder das pessoas. A sua vida, no momento, está de cabeça para baixo e quanto menos ela se envolver com alguém melhor, tanto para a sua segurança quanto para a segurança da pessoa envolvida. Mas nem tudo sai como esperado, agora ela precisa resistir veementemente a um lindo jogador. 

Na faculdade Nicholas começa uma amizade com uma muçulmana que é desprezada pelo resto de seus colegas de sala, toda essa hostilização é devido ao atentado no trem de Londres em 2005 e ao ataque em uma reunião com a intenção de assinar um tratado de paz com os Palestinos. Como toda a perseguição que Lisy sofre, Nicholas acaba se tornando um protetor e com isso a amizade entre eles começa a ficar cada vez mais forte.

E nesse desenrolar Nicholas acaba se envolvendo com Katzen e a amizade com Lisy já começa a se tornar algo maior. E agora, quem escolher? Aquela que bagunça a sua cabeça e faz com que seu corpo só a deseje ou aquela que o compreende, o aconselha e acaba se tornando uma companheira? Entretanto, qualquer escolha resultará em confusão, tristeza, perdão, atritos e acima de tudo, amadurecimento e amor.

“... – Seu conceito de sentimentos está interligado a seu carro e bola de futebol, como você disse outro dia. Posse e ego, Spencer. Você não aceita contrariedade. E se é apossar-se de mim que você precisa para afirmar-se, estou disposta. Será concessão de corpo, não de coração. ”
“Talvez seja sua hora de fazer a diferença. Não é sempre que você vai poder fugir de compromisso. Você não pode ser este caçula displicente para sempre, com sua mãe cuidando do seu dinheiro e as meninas cuidando de sua agenda e imagem pública. Uma hora você vai sentir necessidade de tomar a rédea de sua própria vida. ”
“...Katzen fechava-se, não confiava nele. Chamou sua paixão de luxúria. E, bem, podia ser isso mesmo. Tê-la era uma necessidade básica, física. Já Lisy, era uma ligação distinta, indefinível. Ao pensar nela, sentia ternura adicionada agora de atração. ”

Bia Braz nos promete uma leitura com “muitas emoções, desde gargalhadas a revolta...” além de “muito romance, entrega e companheirismo.” E ela consegue cumprir cada uma dessas promessas. Mesmo o livro sendo grande, o enredo é tão fascinante, instigante e a autora tem uma escrita tão leve, que você se vê envolvida de tal maneira que a leitura não fica maçante e quando percebe, já está nos capítulos finais. O livro possui 705 páginas, pois é dividido em três em partes (para a minha felicidade, não precisei morrer de ansiedade esperando a sequência). Na primeira parte temos “Dupla Personalidade”, a segunda parte é “A Protegida” e a terceira parte “Ameaças”. 

Uma narrativa escrita em terceira pessoa e que sai completamente dos clichês, não é só um mocinho arrogante e uma mocinha que o esnoba. Além de todo o romance, a trama envolve a questão do genocídio e nos faz refletir sobre todo o preconceito e intolerância que os muçulmanos sofrem. O que não pode ser confundido são muçulmanos com extremistas Islãs. Não é porque um extremista é muçulmano que todos os muçulmanos serão extremistas. E eu fico pensando onde está o amor e o respeito pelo próximo? O que falta nesse mundo é amor, empatia e respeito, concorda?

Logo no inicio, os personagens já me cativaram, claro que alguns vocês terão raiva assim “de cara”, porém nada como uma segunda chance para a gente mudar de ideia, né?! Nicholas pode ser um mimado e arrogante, mas ele é engraçado, romântico e compreensivo, como eu amo homens engraçados, durante a leitura eu me pegava gargalhando com as ironias e piadinhas dele. Já a Katzen e Lisy são encantadoras, cada uma à sua maneira, e eu não vou me estender com comentários sobre elas, porque senão, eu acabaria com todo o mistério que as cercam. Mas tenho certeza que você irá amar desvendá-las por si mesmo.

Então para finalizar, quero parabenizar a Editora Arwen pela diagramação que ficou linda e pela capa que ficou muito atrativa. Claro que, não posso deixar de falar da autora que nos presenteou com uma história excepcional, que venham mais e mais livros assim. Bom, só senti que ficou faltando uma última revisão porque encontrei um ou outro errinho de português, mas nada que tire a essência e a leveza da história. Recomendo bastante a leitura!

“Por que querer as duas, se não podia tê-las? E se pudesse ficar com alguma delas, quem escolheria? O que faltava em uma que a outra completava? Duas mulheres intrigantes e misteriosas, porém com diferenças extremas. Uma o deixava eufórico, alvoraçado; outra o apaziguava. ”




Beijos, babys!









Um Comentário

  1. Que resenha show! Foi emocionante ler por sua visão. Obrigada por ter entrado na história. Beijos

    ResponderExcluir