Oii, gente!

Hoje é dia de conferir uma entrevista super bacana com a autora Shay Nuran. Vamos lá?!




Entrevista 

1 – Quem é Shay Nuran? E o que ela mais ama fazer? O que a faz feliz?
Shay Nuran é uma autora que adora escrever romances e usar vários elementos como plano de fundo de suas histórias. Eles podem ser culturais, sócias, políticos, isso depende muito da disposição que estou para falar sobre determinado assunto e o quão influente ele pode ser em nossas vidas.
Escrever, isso me completa e me trás felicidade.
Começar e finalizar uma história, adoro o sentimento de algo empolgante pela frente e também adoro sentir o gostinho de dever cumprido.


2 – Durante o processo de criação/produção, qual o momento mais difícil para você?
O meio da história que é onde começamos a fechar os pontos abertos no inicio e abrir outros para o final. Costumo dizer que o movimento da história e o meio. Ele é o núcleo.


3 – Você possui algum ritual (Para antes, durante ou depois), da escrita? Se sim, qual?
Agradecer! Antes, durante e depois ajuda a canalizar boas vibrações e ter mais inspiração.


4 – Escrever para você significa?
Uma das formas que Deus tem para nos mostrar o quanto o trabalho dele é difícil. Se é complicado decidir sobre a vida de poucos e fictícios, imagina para ele como deve ser ter nas mãos a vida e o destino de todos nós, bilhões e reais.


5 – Entre seus livros, qual foi o mais divertido, gostoso de escrever e qual foi o mais difícil, mais complicado?
Amor em Istambul foi o mais gostoso e super fácil, estava falando de algo que eu conhecia pessoalmente, que estive envolvida durante muitos anos, então fluía com mais facilidade.

A Fortaleza, com certeza é o mais difícil, ele é um grande desafio. Falar sobre política, pessoas gananciosas, brincar com sentimentos dos leitores, tirar personagem principal de foco, levar o publico do ódio ao amor é muito complicado. Ele é um giro de emoções e precisa de muita atenção. Cobra muito de mim, mas não posso dizer que é menos gostoso escrevê-lo, adoro desafios.


6 – Se pudesse dar vida a um dos seus personagens, a qual daria? E por quê?
Mustafá Erdogan de Amor em Istambul. Por que ele tem uma sabedoria maravilhosa, grandes conselhos e visão do que está sempre ais além dos nossos olhos. Adoraria ter a sagacidade e experiência dele comigo.


7 – Você possui algum lema, alguma frase que te inspire?
“Na dúvida, opte por aquilo que faz seu coração vibrar, apesar de todas as consequências.” – Osho.


– Shay, ama ler...
Zibia Gasparetto


9 – Se não fosse autora, você seria?
Historiadora.


10 - Pense e responda:

Amor: Deus.
Paixão: Livros.
Desejo: A paz.
Vida: Aprendizado.
Morte: Formatura.
Sonho: Ter meus livros em várias línguas.
Liberdade: Ser quem eu desejar.
Tristeza: Um momento para refletir.
Saudade: Istambul.
Felicidade: Minha família.

Seu lugar favorito no mundo: O colo dos meus pais.





Gostou da entrevista, quer conhecer o trabalho da autora? Adquira uma de suas obras na AMAZON.
Amanhã é o último dia dessa semana mais do que especial, e você não pode perder. Te espero, heim?!

Beijos,




Deixe um comentário: