A vida nunca foi fácil para Benny. Pais abusivos, maus-tratos, uma infância interrompida pelas constantes mudanças de orfanato, Benício nunca pensou que encontraria motivos para sorrir. Até conhecer Cat.
Catarina foi largada na porta de um orfanato aos seis anos, quando perdeu a audição e deixou de ser a filha perfeita que seus pais desejavam. O silêncio que a cercava se tornou mais tolerável ao conhecer o garoto protetor que carregava nos braços seu passado sofrido, mesmo que essa felicidade durasse muito pouco.
Quatorze anos depois, seus caminhos se cruzam de maneira inesperada, e o ex-baterista dos Fury Hunters não permitirá que eles se separem novamente. Ele nunca esqueceu Cat e ela sempre sonhou em reencontrar seu melhor amigo. A linha entre o amor e a amizade é muito tênue, e uma vez cruzada, não há deficiência que possa separar duas almas destinadas a ficarem juntas.

Onde comprar:  E-book    Físico    Físico com a autora   

Ficha técnica do livro:
Páginas: 340 | Gênero: Romance; Literatura Brasileira | Formato: Físico; E-book  | Edição: 1ª |  ASIN: B06WP26WG1 | Idioma: Português | Ano: 2017




Depois de ler Letra & Melodia, e amar cada pedacinho, foi impossível não criar expectativas em relação aos próximos livros que viriam em seguida. Por isso, iniciei a leitura de A Melodia do Coração, ansiosa para conhecer a história de Benny e Cat, e para minha total surpresa e satisfação, ela não só superou as expectativas iniciais, como também me fez perder meu coração para esse casal. E eu achando que nada superaria a Mel e o Edu! Mais uma vez, a Michelle conseguiu me tocar de uma maneira tão natural, que foi fácil, fácil me envolver por essa trama tão linda. Se você se apaixonou pelo primeiro livro da trilogia, prepare-se para se apaixonar ainda mais por esse, vai por mim. ;)

Bennício, ou Benny, como prefere ser chamado, conheceu Catarina no orfanato em que vivia, um pouco antes de ser adotado, e a conexão entre eles foi imediata. Tão novos, e já dividiam a dor e o sofrimento de terem sido negligenciados por aqueles que deveriam lhes dar amor incondicional: seus pais. Benny foi retirado dos pais quando ainda era um bebê, devido aos maus-tratos que sofria; já Cat, foi abandonada pelos seus aos seis anos, após perder a audição. Pelo pouco tempo que conviveram, os dois tornaram-se amigos e um ajudava o outro a enfrentar as dificuldades diárias do orfanato. Quando Benny foi adotado, aos quatorze anos, ele teve que deixar Cat para trás, mas jurou que voltaria para encontrá-la. Logo após sua partida, Catarina é enviada a um orfanato especializado em crianças com deficiência, e devido aos desencontros, os dois acabam perdendo o contato, mesmo que Benício tenha tentado muito encontrar o seu paradeiro. Anos se passam, até que o destino decide que está na hora juntar novamente essas duas almas perdidas.

“Apesar de todos os percalços que encontrei no caminho, não podia deixar de pensar que, graças a eles, eu havia encontrado dentro de mim uma força que me fez continuar a lutar pela minha felicidade.”

Ao ser adotado, Ben conheceu enfim, a felicidade de receber o amor de pais amorosos, e devido a eles, conquistou muitas coisas em sua vida. Para esconder as marcas que carregava no corpo, provocadas pelo abuso dos pais biológicos, ele fez várias tatuagens, o que o deixou com um ar de bad boy e o tornou conhecido como o baterista tatuado da Fury Hunters. Seus companheiros de banda se tornaram mais do que amigos, eles eram sua família, principalmente Tales, com quem tinha uma forte ligação. Por outro lado, Catarina nunca conseguiu ser adotada, ela ficou no orfanato até os vinte dois anos, onde começou a trabalhar depois que conquistou a maior idade. Quando recebe uma proposta de emprego, resolve sair de sua cidade e enfrentar o mundo, e mal sabe ela que estaria indo direto para cidade onde Ben mora.

“Depois de tantos anos, eu tinha a minha melhor amiga de volta. Como era possível? Seria isso uma dessas brincadeiras misteriosas do destino? Aquelas coisas que eu sempre tinha considerado balela, de que existe um futuro escrito para cada pessoa e que nada, nem ninguém, é capaz de modificar o que já temos planejado pra gente? Se isso fosse verdade, então aquela menina de nove anos que tinha conhecido no orfanato era realmente uma parte do meu futuro e ela estava agora aqui na minha frente.”

O reencontro deles é marcado por uma coincidência (ou seria o destino?!), e Benício acaba ajudando Catarina no momento que ela mais precisava. Quando se reconhecem, a surpresa é indescritível, e a partir deste encontro, eles prometem nunca mais se separarem. E não demora nada para perceberem que o que sentem um pelo outro era muito mais do que amizade. Rendidos a este amor que se solidifica cada dia mais, eles encontram nesse sentimento o motivo para voltar a ser feliz, a força para enfrentar as dificuldades, superar seus traumas e curar as feridas que suas almas escondem.

“– Você sempre foi a minha melhor amiga e a melhor coisa que aconteceu na minha vida cheia de desgraças, mas eu quero que você se torne muito mais do que isso, gatinha. Eu a quero permanentemente na minha casa, nos meus dias e, principalmente, no meu coração. Eu sinto que nunca amei ninguém porque esse sentimento estava guardado para você. Eu acreditei que a reencontraria durante todo esse tempo e agora eu não quero perdê-la nunca mais. Me aceita, Cat. É tudo o que eu mais quero. Me aceita.”

A Melodia do Coração é aquele tipo de leitura que nos deixa suspirando do começo ao fim, que nos faz ter convicção na magnitude do amor e que transmite uma bela mensagem aos seus leitores. A obra proporciona muito romantismo, exalta o valor da amizade, da família, do amor verdadeiro e da bondade humana. Dizer que me envolvi com a leitura é pouco, eu fui arrebatada por cada detalhe dessa história tão emocionante que me deixou com lágrimas nos olhos, com o coração apertadinho e com sorrisos de pura felicidade. Michelle Mariani tem uma enorme sensibilidade, e de forma tão simples consegue expressar tantas emoções e sentimentos. 

“Quando se sofre tantas perdas e desilusões como eu sofri, aparentemente nos tornamos mais corajosos e resistentes às pancadas e decepções. (...) Eu queria tê-la para cuidar e proteger. Tudo isso que borbulhava em meu peito era o mais puro e verdadeiro sentimento que acontece quando se ama a outra pessoa.”

Catarina e Benício me conquistaram com suas histórias de vidas e com suas personalidades, esses personagens possuem características tão reais e enfrentaram situações tão condizentes com a realidade de muitos, que tornou tudo ainda mais especial. Eles passaram por tantas coisas, sofreram e perderam tanto, e, mesmo assim, não são amargurados, esperavam apenas o momento que enfim viveriam a felicidade plena. Os dois se completam tão perfeitamente que é praticamente impossível não se render a eles. A Catarina é uma menina tão doce, tão meiga, que a primeira vista para ser frágil, mas ela é tão determinada e batalhadora, que nem sua deficiência foi capaz de impossibilitá-la de lutar por aquilo que queria. Benício (suspiros eternos pelo Ben) é um cara sofrido e que carrega muitos traumas. Sua aparência acaba até intimidando as pessoas e passando aquela imagem de bad boy, mas a grande verdade, é que tudo não passa de uma fachada. Ben é um verdadeiro príncipe encantado, dono de um coração gigante, e ele nos prova isso quando Cat retorna para a sua vida. Benny nunca a esqueceu, e durante a leitura, vocês terão a prova disso. O romance dos dois é digno de contos de fadas, daquele tipo nos deixa ainda mais apaixonada a cada novo capítulo e sonhando encontrar um amor assim também.

“– Ben, aconteça o que acontecer, muito obrigada por tudo. Uma vez, pensei que nunca encontraria o amor por achar que ninguém seria capaz de superar a minha deficiência, mas você me ensinou o contrário. Eu sinto nos seus beijos, nos seus toques, quando fazemos amor e quando você fala comigo, o quanto você me ama. Hoje, eu sei o que é o amor porque, através dele, você foi capaz de superar a minha falta de audição. (...) eu não vou me arrepender, porque você me aceitou quando não havia esperança, e me amou.”
“Eu não tinha mais nenhuma dúvida de que todas aquelas tatuagens e o corpo malhado eram apenas uma armadura para esconder o coração bom e sensível que ele guardava a sete chaves. Era uma coisa boa, porque eu provavelmente era uma das poucas pessoas que conhecia o verdadeiro Benício.”

Com uma trama envolvente, sensível, delicada e emocionante, a obra apresenta uma narrativa em primeira pessoa, ora narrado por Benício, ora por Catarina. Além de nos encantar com os novos personagens apresentados aqui, ainda iremos rever alguns do primeiro livro, nos encantar um pouco mais com a pequena Julie e já entrar no clima da história de Tales e Samantha. Por fim, só posso afirmar que esse livro me encantou demais e por enquanto, se tornou o meu favorito da trilogia. Parabéns a autora pelo belíssimo trabalho, e muito obrigada por me conceder a oportunidade de ler a obra antes do lançamento, pode ter certeza de que eu ganhei um presentão. Leiam e se apaixonem também por Ben e Cat!

“Depois de tanto tempo, eu finalmente achava que tinha chegado a minha vez. As tragédias da vida eram inevitáveis e a perda dos meus pais nunca seria completamente superada, mas eu sentia que eles haviam me enviado Cat para amenizar a minha dor e me tirar dessa solidão que, mesmo rodeado de amigos, não sumia. Eu seria o seu melhor amigo, seu protetor e tudo mais que ela precisasse, mas eu a convenceria de que nós dois poderíamos ser muito mais do que apenas isso. Eu era um cara legal mesmo com meus defeitos e minhas cicatrizes – algumas mais profundas do que as outras. Eu podia ser tudo o que ela precisasse que eu fosse. Ela era uma parte de mim, a minha melhor metade.”





Sobre a autora:



Michelle Mariani é formada em Publicidade e Propaganda, mas seu dia a dia é dividido entre editar vídeos para a TV, criar peças publicitárias e escolher o próximo livro da sua lista infinita de leituras. Natural de Belo Horizonte, Minas Gerais, tem uma paixão enorme por romances água com açúcar, o que já arrancou risadas das amigas por odiar ler dramas exagerados e por amar saber o que acontece no final de cada livro antes mesmo de começar a leitura. Desde a infância é uma leitora compulsiva, mas só se arriscou a escrever depois de adulta, decidindo que já estava na hora de colocar no papel o seu romance dos sonhos.


Acompanhe o seu trabalho:   Fanpage      Wattpad  







7 Comentários

  1. Amor eterno por essa resenha!!! Muito obrigada pelo carinho, Dai!

    ResponderExcluir
  2. Depois dessa resenha não tem como esse livro não entrar para a minha lista de leitura. Já fiquei apaixonada pelo casal *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mari, espero que vc goste de Benny e Cat!!! Me conta depois o que achou deles! <3

      Excluir
  3. Outra resenha para me deixar cheias de expectativas, Dai. Que linda a premissa desse livro, já estou super ansiosa para conhecer esse casal também. Tenho certeza que vou amar o Benny (amo príncipes) e a Cat.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alice, Benny é o príncipe mais inusitado que vc vai conhecer!
      kkkkkkkkkkkkk
      Espero que vc goste e não deixe de me contar depois o que achou! <3

      Excluir
  4. Mais um lindo trabalho feito por vocês meninas! Resenha perfeita!

    ResponderExcluir