Ava Silva, era uma mulher trabalhadora e determinada, que dividia sua vida entre a produção das suas roupas, sua mãe e seus amados bailes funks. Ela era uma pessoa orgulhosa da vida que tinha, que não havia deixado a saúde frágil da sua mãe e as adversidades da vida de uma mulher da periferia intimidá-la.
Ela já havia sonhado com seu conto de fadas, mas desde que seu namorado a traiu, havia encontrado a melhor pessoa que poderia querer: a si mesmo. Hoje ela vivia como queria, trabalho, farras, pegações e não tinha medo de se assumir uma periguete.
Lorenzo Bernardi, um dos nomes mais influentes que o país já viu e cafajeste assumido, tinha tudo que um homem poderia querer: uma carreira bem sucedida, dinheiro e todas as mulheres que quisesse ter.
Uma confusão faz com que Ava vá parar na prisão e Lorenzo é o “príncipe” que irá libertar a princesa de trás das grades. Mas ele não é um príncipe e ela definitivamente não é uma princesa que precisa ser salva. Essa história de amor poderia ser como outra qualquer, um pouco clichê até. Dois lados opostos. Duas pessoas com vidas e mundos diferentes. Mas definitivamente de clichê não tem nada.
Nessa louca história de amor, Lorenzo e Ava vão mostrar que o amor não pede licença para chegar, ele apenas chega e toma conta de tudo, não adianta lutar.
Surpreenda-se com essa historia e se prepare para dar boas gargalhadas com as loucuras e desventuras desse casal.

Ficha Técnica:

Páginas: 248 | Gênero:  Romance;  Literatura Brasileira | Formato: Físico; E-book | Edição: 1ª | ASIN: 978-85-922349-1-1 | Idioma: Português | Ano: 2016

Onde Comprar:   AMAZON      SITE DA AUTORA    


 


Gente, que livro gostoso! Quando iniciei a leitura dele, não contava que teria uma leitura tão deliciosa. Esse é aquele tipo de história que lemos em uma sentada só; é impossível abandonar o livro antes de ter devorado ele completamente. E eu que o diga, pois quando comecei, ia dar só uma lidinha no prólogo, e quando dei por mim, estava de cara com a palavra “FIM”. E eu ainda queria mais!


“Joguei o despertador na parede e mesmo que sentisse como se um elefante estivesse sentado na minha cabeça, me levantei no momento exato em eu Hoje começou a tocar. Rebolei até o chão, porque o dia não é dia se você não dá uma boa requebrada na cara da preguiça.”

De um lado dessa trama temos Ava Silva, uma mulher batalhadora, independente, alto astral e que não tem papas na língua e nem leva desaforo para casa não. Nascida e criada na favela, ela tem orgulho de suas raízes, vem de uma família humilde e não tem medo e nem preguiça de colocar a mão na massa. Ava é uma estilista super talentosa, mesmo sem formação, e em sua lojinha vende as roupas que cria e costura, é de lá que tira o seu sustento e de sua mãe. Orgulhosa e de bem com a vida, ela não deixa os problemas diários a abaterem, sempre está disposta a fazer o seu dia ser melhor do que o anterior. Roupas curtas e decotadas, saltos altos e seu inseparável batom vermelho são suas marcas registradas, e não há um que não fique encantado com sua beleza. Depois que foi traída por seu namorado, ela decidiu não se envolver com mais ninguém, a melhor coisa era proteger seu coração de outra desilusão. Mas isso não quer dizer que ela morreu para o mundo! Ava adora frequentar bailes funks e pagodes; é ao som do batidão que ela extravasa e joga todos os seus problemas para o alto.


“A vida é cheia de escolhas e eu escolhi não ser obrigada a ser quem eu não quero e muito menos estar com quem não me merece! Porque para um homem me merecer, ele tem que ser muito bom e em todos os sentidos da palavra!”

Do outro lado da história temos Lorenzo Bernardi, um advogado influente, que vem de uma família tradicional e muito abastada. Ele tinha as rédeas de sua vida, tudo muito tranquilo e organizado. Lorenzo é o típico garanhão, pega todas e não se apega a nenhuma, o que ele queria era viver sua liberdade e solteirice, sem problemas ou chateação. No entanto, sua mãe já estava contando os minutos para colocar fim nessa pegação, e para arrumar uma mulher de boa família para o filho, vale até promessa para Santo Antônio. Porém, o mundo de Lorenzo estava prestes a virar de cabeça para baixo, quando uma certa bandida cruza o seu caminho. O furacão Ava passou levantando tudo que tinha pela frente!


“(...) como eu, um cafajeste da melhor categoria, um cafajeste com Pedigree, acabei me envolvendo com uma das piores raças de todas: A dela.
O que aconteceu? Aconteceu a última coisa que poderia acontecer com um homem como eu: Me apaixonei por uma periguete.”

Depois de ser presa injustamente, Ava vai parar atrás das grades. E, nesse momento, Lorenzo passava no local e foi atraído pela situação e pela beleza da desconhecida. Quando percebeu, já estava na delegacia, apresentando-se como seu advogado e pronto para defendê-la. Passado o episódio, era nítido que atração que rolava era mútua, e nenhum dos dois queria esconder tal fato. Na verdade, queriam mesmo eram cair um de boca no outro. O problema é que com o passar dos dias esse sentimento começa a mudar, e o improvável acontece: o cafajeste de carteirinha se apaixonou perdidamente por uma periguete. As vidas dessas duas pessoas não tinham nada em comum, seus mundos, situações financeiras e a forma de enxergar a vida eram completamente diferentes uma da outra. Mas, quem foi que disse que os opostos não se atraem? Esse casal muito louco nos prova em meio a muita confusão e trapalhada que o amor chega sem pedir licença, pronto para bagunçar tudo o que ver pela frente. Contudo, não espere encontrar o mais do mesmo, porque de clichê, essa história passa longe.


“– O que você fez comigo, sua bandida? Por que me deixou tão louco por você? Que macumba braba foi essa?”

Divertido, autêntico e sensual! O Executivo e a Periguete é uma trama que proporciona muitas gargalhadas e muitos suspiros. Uma história viciante, que prende a atenção do leitor logo nas primeiras páginas. Narrado em primeira pessoa, a narrativa alterna entre o ponto de vista do casal. É impossível não se apaixonar por Lorenzo e se divertir com seus diálogos internos ou seus devaneios; não se identificar com a Ava e morrer de rir de seus barracos e sua boca suja. Adorei acompanhar a trajetória desse casal, as descobertas e as trapalhadas, e olha que tiveram muitas delas. A grande verdade é que não tem um personagem normal nesse livro, ou seja, é diversão garantida. Ah! Não posso esquecer de mencionar o mistério que gira em torno do nome da Ava. Durante todo livro, isso é mantido em segredo, ela não gosta de falar o seu nome completo, é apenas Ava G. P. da Silva e ponto. Mas quando ele é revelado, é de se torcer de rir. Não era a toa que ela sofria bullying na escola!


“Tudo era tranquilo, tedioso. (...) Eu não quero mais a vida vazia e organizada que você bagunçou completamente, quero você. Você me completa. Me faz sentir inteiro. Me ensinou a mar com todas as forças que o coração oferece, me fez me sentir como nunca, me fez viver.”

Bem, fica aqui a minha dica de um livro surpreendente, capaz de prender sua atenção do começo ao fim e ainda te proporcionar momentos de muita descontração.


❤ 


Sobre a autora:


Filha única e nada mimada. Mas ainda assim era aquela menina que trocava um quarto de brinquedos por uma caneta e um papel mesmo antes de aprender a escrever. Era aquela que escrevia no diário sobre o seu dia-a-dia, mas também sobre seus medos, sonhos e desejos. Aquela que odiava Matemática, mas adorava Redação. Hoje, Mãe, esposa, amiga, viciada em maquiagem e sapatos. Aquela em que sua fiel companheira para a Insônia são os livros e por essa paixão resolveu usar a imaginação e escrever suas próprias histórias. Autora Best-seller da Amazon, com oito livros publicados, mais de 7 milhões milhões de leituras na plataforma do Wattpad.
Acompanhe o seu trabalho: Fanpage | Site Wattpad











Um Comentário

  1. Confesso que esse título é estranho rs, mas lendo a sua resenha fiquei bem interessada em conhecer a história. Anotei a dica!

    ResponderExcluir