No último volume da trilogia Rock & Pie, os integrantes da banda se unem para desvendar o mistério do sumiço do baterista. A verdade, entretanto, não é nada do que eles poderiam ter imaginado.
Após tantas desventuras, Vivi finalmente ouve seu coração e escolhe o homem que ama.
Embarque nessa nova jornada e viva os minutos decisivos dessa banda que conquistou o coração de muitos fãs.

Ficha Técnica:
Páginas: 181 | Gênero: Romance; Literatura Nacional | Editora: Planeta Literário | Formato: Físico; E-book | Edição: 1ª | ASIN: B0170Y9KYA  | Idioma: Português | Ano: 2015

Onde Comprar:   AMAZON     LOJA DA EDITORA   




“(...) O sequestro do Tim está estranho, essa atitude patética do Brian está estranha, o fato de ninguém estar me ligando para me manter atualizada em relação ao sumiço do Tim também está estranho. De duas, uma: ou todo mundo acha que sou idiota ou todo mundo acha eu sou fácil de dobrar, o que dá quase na mesma.” 

E chegamos ao fim da série Rock & Pie! Então, se você ainda não leu os livros anteriores, pare a leitura da resenha por aqui. Bem, iniciamos a terceiro livro com a continuação dos acontecimentos do segundo: o pessoal da banda procurando nosso amado Tim após um possível sequestro e Vivi e Brian divulgando o filme. 

Bom, acho que não compensa contar mais da história para vocês, porque o enredo continua o mesmo e o triangulo amoroso também. Como diz Sabrina: “- Ai, Vivi. Você não cansou desse triângulo ainda? Porque meus ouvidos já cansaram.”. Os meus também Sabrina! E temos o desenrolar da história dos outros personagens; cada um contando a sua parte. 

Nunca fiquei tão puta com um casal. Poxa vida, casal mais difícil que li nesta vida! Comecei o terceiro livro torcendo já para Tim se apaixonar por outra pessoa, porque olha... Já queria mandar a Vivi se ferrar, mulherzinha chata, viu. Ok, o Tim não é o mais santo de todos, mas ele tinha seus motivos, tadinho. 


“Se tem uma coisa que aprendi nesses últimos meses foi que não devemos deixar para amanhã o que podemos fazer hoje. Assim que acordei, na manhã de sexta-feira, eu já tinha um plano. A partir de hoje minha vida mudaria. Pelo menos era isso que eu estava visualizando em minha mente, na esperança de que o universo tomasse gosto pelo meu sonho e permitisse que eu o concretizasse.” 

Confesso que terminei a leitura e fiquei aliviada porque todos encontraram seu final feliz. E neste último livro, temos mais a visão dos outros personagens, a narrativa não fica tão concentrada em Vivi e Tim. Até porque se fosse só dos dois, eu ia dar um jeito de entrar nesse livro e dar na cara deles (kkkk), para vocês entenderem o quanto fiquei “P da vida” com a enrolação. Poderiam ter sido somente dois livros, essa embromação me deixou cansada dos personagens. Contudo, a autora tem uma escrita impecável e não tenho do que reclamar, tanto que no primeiro livro eu fiquei encantada com a trama. Aquele caso clássico de “quero largar, mas não consigo”. Rs 

A resenha desta vez vai ficar pequena mesmo, porque vocês conhecem a história e esse terceiro livro é mais para fechar tudo. Então, espero que vocês apreciem este livro e que tenham uma visão melhor do que a minha sobre a trilogia. Beijos!! 


“E foi por isso que nunca desisti dele, mesmo com tudo que ele fez contra mim. No fundo, eu sabia que acabaríamos juntos, era para ser. Estava escrito. Escrevemos naquele momento, em cima do palco. E o que está escrito, ninguém apaga. Eu pertenço a ele e ele pertence a mim.”


Trilogia Rock & Pie


RESENHAS
Rock & Pie 03 - Para Sempre



Sobre a autora:

Essa paulistana formada em Direito começou a desenvolver seu talento pela escrita quando ainda era criança. Seu primeiro livro foi um conto sobre uma coruja mágica que vivia na floresta, e quando o escreveu tinha apenas nove anos de idade.
Foi na adolescência que ela descobriu que os livros não se limitavam apenas aos clássicos. Ela se viciou na leitura de romances de banca da Harlequim e da Nova Cultural. Penny Jordan se tornou sua autora de livros de bolso favorita. Os romances de banca estenderam o gosto literário da autora, que dedicou horas lendo desde fantasia até auto biografias.
Foi em um final de semana tedioso que ela decidiu fazer mais um rascunho maluco sobre um livro que relata a ascensão e o dia a dia de uma banda de rock onde a única integrante feminina é a narradora e personagem principal. O que deveria ser apenas um rascunho se tornou o primeiro volume da trilogia Rock & Pie.





 


Deixe um comentário: