Sinopse:
Nada poderia ter afetado tanto Débora Albuquerque quanto ter de enfrentar seu ex-namorado como padrinho de casamento do irmão.
Como se não bastasse, acompanhado por sua nova namorada, ninguém menos que Letícia, a quem Débora um dia chamou de amiga.
A situação já parecia bastante ruim quando Débora teve a brilhante ideia de não ir à festa sozinha. Para isso, contratou um garoto de programa, Théo, para fingir ser seu namorado e juntos serem o casal mais feliz do mundo.
Por sorte, ou não, a inseparável melhor amiga de Débora, Carol, resolveu dar uma ajudinha, e o que antes era uma loucura tornou-se algo mais complicado do que nunca: Théo foi de namorado a noivo num piscar de olhos.
Débora estava disposta a pagar quanto fosse para não aparecer sozinha na festa.
Théo seria o namorado ideal: lindo, sofisticado, com sotaque italiano e extremamente sedutor.
O plano era perfeito... até Débora se apaixonar.

Ficha Técnica:
Páginas: 352 | Gênero: Romance; Literatura Brasileira | Formato: Físico | Edição: 1ª | ISBN: 9788568056455 | Editora: Charme | Idioma: Português | Ano: 2017 | SKOOB

Onde comprar:      AMAZON         LOJA CHARME    



Sou do tipo de leitora que adora se divertir durante a leitura, e quando o livro consegue unir humor, romance, erotismo e um bom enredo, ele tem tudo para me conquistar. E esse livro me conquistou várias vezes, diga-se de passagem. A primeira vez que li Aluga-se um Noivo, da carioca Clara de Assis, foi quando a autora publicou a obra de forma independente na Amazon. E agora, ao reler a história, eu me senti como se estivesse lendo pela primeira vez, me diverti novamente e amei na mesma proporção. O livro foi publicado recentemente pela Editora Charme, então você já sabe, está todo trabalhado na lindeza. A capa é a "cara" da história e a diagramação está super delicada. Um lindo trabalho, como sempre!

Não vou me estender muito falando sobre a história, qualquer coisa a mais e eu acabarei soltando um spoiler, e isso é uma coisa que nós não queremos. O leitor tem que ir descobrido as coisas aos poucos, essa é a chave da coisa, e o nosso Théo tem muito o que revelar no decorrer da história. Então, vamos lá...


Débora é uma mulher independente, inteligente, sarcástica, determinada e muito atrapalhada. Ela é uma pessoa extrovertida, simpática e também muito reservada, seu ciclo de amizades é bem limitado. Mas tem uma pessoa que está sempre ao seu lado para o que der e vier, principalmente quando o assunto é pagar mico: Carol, sua melhor amiga. Essas duas são unha e carne, e quando uma decide fazer alguma coisa, a outra apoia na hora, mesmo sabendo que pode dar tudo errado. E é por isso que Carol decide apoiar o plano maluco de Débora para alugar um namorado. É, isso mesmo, alugar!

Tudo começa quando Débora descobre que seu irmão convidou seu ex-namorado, João, para ser seu padrinho de casamento, e ainda por cima com a atual namorada de acompanhante. Mas essa namorada não era qualquer pessoa, ela era Letícia, uma pessoa que Deb considerava uma boa amiga no passado. Depois que descobriu a traição dos dois bem nas suas costas, ela não pretendia vê-los nem pintados de ouro, mas a situação exigia tal – desagradável – encontro. O problema é que Débora se recusava a comparecer ao casamento desacompanhada, ela queria chegar por cima, com um belo namorado a tiracolo, mostrando aos traíras que ela estava muito bem, obrigada.


"– Esse cara não é de agência, não sabemos nada sobre ele, mas juro que, se você não ficar com ele, eu fico! Dou me salário inteirinho na mão dele.
– Nem sei o que dizer.
– Amiga, pelo amor de Deus! Esse cara é tudo! Não só combina com você, como põe o João no chinelo. E a Letícia, aquela ladra de namorados, vai se rasgar inteira.

Seu plano de alugar um namorado não estava indo como esperado, e depois de procurar muito e só encontrar furada, ela já estava ficando frustrada. Até que, sem querer, ela dá de cara com um anúncio muito atrativo na internet. E é assim que Théo, um garoto de programa, entra em sua vida. Ele era simplesmente perfeito para o papel: lindo, sexy, inteligente, cheiroso, bem vestido, sedutor, seguro de si e ainda tinha um charmoso sotaque italiano. E com tantas qualidades, o precinho não era nada agradável, mas valeria cada centavo, assim ela esperava. Depois de tudo combinado, agora era só colocar o esquema em prática... até que Carol, em um acesso "língua solta", acaba tornado esse plano maluco em algo astronômico. E, de um dia para outro, Théo passa de namorado para noivo.


"Débora: Precisamos rever valores. Preciso de um noivo.
Théo: Como é? Você quer alugar um noivo?
(...)
Débora: Você aceita parcelar? Faz desconto pra pagamento à vista? Ou crediário?
Ele respondeu instantaneamente:
Théo: Você me mata de rir, Débora! Eu tenho cara de Casas Bahia?"

O grande problema disso tudo, era que para tornar as coisas mais convincentes, eles precisariam passar mais tempos juntos, aparecer nos eventos com um casal apaixonado, entre outras coisinhas. E quanto mais tempo Deb passa ao lado de Théo, mais ela fica envolvida por seu charme e seus mistérios. Agora Débora se vê no meio de outra enrrascada: tinha se apaixonado pelo garoto de programa, seu noivo de mentirinha. E as coisas podem ficar piores? Ah, elas podem sim!


"Tudo parecia tão simples no início. Contratar um michê como acompanhante, aparecer com ele em alguns eventos, no casamento e fim. De repente, a coisa se complicou absurdamente. E o que deveria ser um namoro de fachada virou um noivado de mentira e um caso de verdade."

Perceberam que eu quase não falei do Théo, né?! A intenção era essa mesma. Esse personagem misterioso é uma verdadeira incógnita, não só para a Débora, para para a gente também. Conforme a história vai se desenrolando, mais fascinadas e curiosas nós vamos ficando pelo Théo. Ele é um homem intenso e que guarda muitos segredos. Segredos esses que ficamos loucas para desvendar. Já a Débora é uma doida, uma personagem carismática e divertida, que fosse uma pessoa de verdade, eu com certeza adoraria tê-la como amiga. As situações que ela passa são cômicas, mas ela também foi responsável por me fazer derramar algumas lágrimas. É meio louco como ela se apaixona tão rápido pelo Théo, mas quando a questão é o coração, não há muita explicação. O romance entre eles é louco, é quente, é envolvente, é uma delícia. Esse casal é puro fogo, paixão e confusão!


"A insanidade acenava para mim sempre que Théo tocava meu corpo. Ele invadia meu sistema e destruía minhas defesas. Render-me  a ele não era negociável. Com Théo, eu abandonava qualquer conceito de pudor. Ele arrancava o controle das minhas mãos. Fazia-me saltar em queda livre, ansiando pela queda. Théo era a punição e a redenção em forma de homem. Sua saliva era psicotrópica e seu cheiro, inebriante. Um pujante soberano na arte da luxúria."

Mas a autora também trabalhou bem os personagens secundários, tornando-os essenciais à história. E, para mim, a personagem que mais me conquistou, que trouxe aquele brilho todo especial para a trama foi a doida e nada convencional, Carol. A amizade dela com a Débora é linda e louca! Como eu ri com essas duas!


Aluga-se um Noivo é um livro altamente divertido, apaixonante e cativante. Possui doses de romantismo, de humor, de amizade, de emoção e de sensualidade, tudo bem balanceado para manter a leitura prazerosa do começo ao fim. Ele me fez passar raiva também, me fez querer esganar alguns personagens cabeças-duras, mas isso só serviu para adicionar um tempero a mais. Então, se esse é o tipo de livro que você gosta, tenho certeza que ele vai te conquistar logo de cara. A trama é relativamente grande, possui um pouco mais de 300 páginas, mas a história flui tão bem, ela é tão envolvente, que as horas passam voando, e quando percebe, chegou ao fim. A escrita da Clara é sempre deliciosa, e nesse livro não foi diferente. Esse não é o primeiro contato que tenho com o trabalho da autora, e a cada nova obra que leio de sua autoria, mais ela me conquista como leitora. E não vejo a hora de conhecer o próximo livro da série Os Di Piazzi.


"A vida não era fácil, nem calma; pelo contrário, era repleta de altos e baixos, alegrias, tristezas e incertezas, mas seríamos felizes, ou morreríamos tentando."

A maioria dos capítulos são narrados pela Débora, mas lá pra frente, depois de mais da metade do livro, teremos alguns narrados pelo Théo também. Quero só lembrar que o livro possui sim algumas cenas picantes. Para mim elas foram bem trabalhadas com a história, não foram vulgar e a autora não pecou pelo excesso. Eu sou bem chata nesse quesito.

Por fim, só posso deixar aqui a minha dica de um romance descontraído, prazerosa, alto astral. Se interessou? Então se joga sem medo de ser feliz!






Sobre a autora:

Clara de Assis nasceu na cidade do Rio de Janeiro, estudou arquitetura e urbanismo, comércio exterior e está em busca de mais uma graduação, letras – literatura.

Ainda atua na área de engenharia, mas sua paixão por livros, que começou aos cinco anos, tem mais destaque e peso em sua vida. Ensaiou sua primeira escrita aos 10 anos e publicou seu primeiro livro de maneira independente aos 28 anos.

Sua leitura preferida é romance policial e ama escrever comédia romântica, gênero que lhe rendeu figuração entre os 10 autores independentes mais lidos no Brasil.

Pragmática e de riso fácil, mora no Rio de Janeiro com sua família.











 


7 Comentários

  1. Olá, tudo bem? AAAAAAAAAAH socorro quando soube deste lançamento da Charme, fiquei DOIDA. Ainda, infelizmente, não tive oportunidade de ler, mas minha vontade só aumenta cada vez mais. Já vi que tem elementos que vou adorar e que com certeza irão me conquistar também. Ótima resenha <3
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Menina! Que resenha mais linda!!! Eu adorei! Você não deu spoiler, como prometido lá em cima rsrs. E fiquei muito feliz que tenha curtido a leitura do começo ao fim ♥
    Espero que continue amando os outros Di Piazzi. Enzo chega em 2018 para a nossa alegria rsrs
    Muitos beijos!
    Parabéns pela linda resenha e obrigada por ser tão delicada e amorosa com meus personagens.

    ResponderExcluir
  3. HElloooo!!
    Hahaha, pela sinopse eu ja vi que ia ter confusão no meio disso tudo e amooo também qdo o romance tem humor no meio, deixa a leitura mais divertida e mais leve.
    Adorei a resenha e vou tentar ler depois, tenho lido poucos livros da Charme e vou ler mais depois.

    ResponderExcluir
  4. Oi, Dai! Curti bastante a trama, o livro parecer ser mesmo leve e divertido, mesmo tendo algumas cenas picantes - e que bom que são de bom gosto rsrs.
    Vou deixar como dica de leitura!
    Bjs!
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  5. Oie!

    Achei a capa dessa obra muito linda, a proposta é bem interessante, mas faz tanto tempo que não leio um romance que vou acabar passando a dica, com certeza deve ser uma leitura muito boa, mas por enquanto estou em outra vibe!

    Bjss

    ResponderExcluir
  6. Amei sua resenha, não conhecia o livro nem o autor, mas já amei e já estou louca para ler. Amo livros que sabem mesclar o romance e o erotismo.

    Beijos.
    TrÊs Livrólatras
    www.treslivrolatras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Oieee, tudo bem? É a primeira resenha que leio sobre Aluga-se Um Noivo e, apesar de não estar tão no clima para histórias de romance, fiquei interessada na leitura depois de ler suas impressões. Parece um livro bem envolvente mesmo :D Espero gostar.

    Beijos!

    ResponderExcluir