Sinopse: Nem sempre a vida é colorida como um quadro ou suave como uma pincelada, às vezes é o contrário de tudo isso. Depois de perder os pais em um acidente de carro aos oito anos, a única coisa que Betina precisa fazer é encontrar o responsável por ter destruído sua família na noite que daria início à sua próspera carreira como pintora. Agora, longe dos pincéis e das paletas, ela está focada em terminar a primeira graduação e procurar na justiça um pouco de consolo para o caos que o seu passado ainda traz. Ao lado de seus amigos e sob o teto de uma tia que a detesta, ela perceberá de que cores as pessoas são feitas, e do quanto é realmente necessário olhar para dentro de tudo aquilo que a assombra, mesmo que para isso precise passar por uma inesperada decepção.

Ficha Técnica:
Páginas: 482 | Gênero: Literatura Brasileira; Romance |  Formato: Digital | Edição: 1ª | ASIN: B07649N4NH | Idioma: Português | Ano: 2017 | Publicação Independente | SKOOB

Compre o eBook na     AMAZON   




Eita que 2017 está sendo o ano das “estreias” e das surpresas. Em “Nunca Olhe Para Dentro”, meu primeiro livro lido da autora Amanda Ághata, você, assim como eu, vai se surpreender e se apaixonar. Vamos conhecer a encantadora história de Betina, uma garota de apenas oito anos que é uma prodígio quando o assunto é pintura. As cores é sua grande paixão, e por isso ela tem como pratica classificar a personalidade e humor das pessoas por cor. Abraçando essa ideia e por ser uma criança tão brilhante quanto o sol, ela ganhou o carinhoso apelido de Amarelinha. Por aí já dá para ter uma noção do quão fofucha é Betina.

Com uma família incrível, pais amorosos e dedicados, e apesar de ainda ser uma criança em desenvolvimento, já tinha alguns quadros em exposição, a vida da Amarelinha percorria em trilhos em direção ao sucesso em todos os sentidos de sua vida, porém, a vida é cheia de surpresas, e as vezes nada boas. Após Betina e seus pais saírem de uma exposição, eles sofrem um acidente de carro, onde apenas a garotinha milagrosamente sobrevive.


"Ninguém nasce preparado para perder, não importa o que seja. Todos nascem com o intuito de ganhar. Ganhamos mais experiências, mais desejos, mais momentos, ganhamos tudo o que todos ganham. Agora, quando nos deparamos com a perda, nunca estamos prontos para ela. Tentamos adiar ao máximo."

Sem mais ninguém em sua vida, a guarda de Betina é dada a sua tia Cecília, irmã de sua mãe. Nada que se espera de uma tia acontece. O amor, afeto, atenção, preocupação, nada disso é dado a pequena e, para piorar, a tia a trata com indiferença, chego a dizer que até com ódio, pois assim que ela chega em sua casa, ela tira de Betina suas tintas, todo seu material de pintura, arruína a carreira da garotinha. A megera tira toda a cor da nossa Amarelinha, e é assim durante todos os doze anos que ela vive com a tia. Gente, eu garrei um ódio tão absurdo dessa Cecília que me dava até palpitação quando lia as maldades que ela fazia. Bruxa é um apelido carinhoso para essa megera. 

Sem muitas alegrias, Betina tem duas pessoas que acabam colorindo um pouco sua vida que ficou tão cinza. Paola, que é sua amiga de infância, tudo que ela tem de mais importante, e Caio, que conheceu na faculdade e se tornou um grande amigo das duas. Os unicórnios vingadores (como são chamados por Betina), eles que alegram os dias de Betina e a fazem ter um pouco a mais de coragem e esperança.


"Depois de passar por todas as cores, dar de cara com a morte e viver na penumbra por muitos anos, a última coisa da qual eu preciso é voltar para o preto. O cinza é aceitável. O preto é o que eu mais abomino."

A cinza vida de Betina segue em sua “normalidade” até o belo dia em que conhece o deuso e médico Nicolas. A partir desse encontro sua vida começa a mudar e ela passa a perceber coisas que passavam despercebidas. Amerelinha, mesmo um tanto apagada, enfim encontra algo pelo qual vale a pena sonhar, ter esperanças e aceitar as vontades do destino. Muitas coisas acontecem, entre elas algumas mudanças que dão aquela agitada e reviravolta na trama. Mais uma vez a megera entra em ação, mas isso não vou contar, não.  Ai, eu adoro esse suspense rs.


“Crescer machuca. Crescer exige deixar muitas características pelo caminho. Você não pode crescer e carregar tudo consigo. Ou deixa para trás ou segue em frente”.

Não irei falar muito de Nicolas porque ele é o tipo de personagem que você precisa se apaixonar para ter suas próprias conclusões. Só digo que esse casal é super fofo e encantador. O amor deles é tão doce, tão suave, que mais parece uma tarde de primavera num bosque. Estou encantada pelo fato que o amor e o relacionamento deles se desenvolveu. Quero os dois pra mim.


Numa história linda de superação, garra, amizade e amor, a autora nos mostra de forma leve, mas totalmente compreensível, fatos que ocorrem muito em todo o mundo como: homofobia, igualdade de gêneros, discriminação sexual e violência doméstica. Assuntos tão sérios e abordados de maneira “sutil”, deu a trama o peso ideal e aquela mexida no coração e na consciência. Um trecho do livro que me apertou o coração e que acho de total valor, não só para essa bela história, mas para a nossa vida:


“O meu desabafo vem junto com um pedido. Um pedido por todos aqueles que sofrem abuso, violência, maus tratos das pessoas que deveriam amá-las.
Não sejam passivos. Não fechem os olhos. A violência está no meio de nós, dentro das casas, escondidas por trás dos sorrisos. Ninguém deveria estar vivo por sorte. Ninguém deveria viver sob condições assim”.

Amanda e seus personagens me cativaram e me emocionaram muito. Não deixem de ler essa história tão colorida e cair de amores por eles também.




Sobre a autora:



Amanda Ághata Costa nasceu em 21 de Outubro de 1993, em São João Batista, uma cidade do interior de Santa Catarina. Formada em Pedagogia e amante das palavras desde a infância, jamais imaginou que um dia sua voz seria ouvida. Com papel e caneta em mãos, espera poder tocar as pessoas com suas histórias, fazendo-as vibrar e amar cada fragmento das mesmas. De todas as coisas do universo, aventurar-se nos mares da fantasia é sua maior paixão. A Escolhida é seu romance de estreia.










11 Comentários

  1. Oiii linda tudo bem?
    Que demais essa resenha, estou bastante animada para ler o livro da Agatha e definitivamente parece ser uma ótima pedida, sua resenha ficou fascinada e não vejo a hora de também poder ler, diante de tanto mistério.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Amei a sua resenha, você escreve de um jeito tão lindo... me senti batendo um papo contigo! Me interessei muito pela história e já coloquei na lista de desejados la na Amazon <3 Uma citação mais linda que a outra *-* Continue valorizando a literatura nacional!
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Fiquei animado com o romance, já estava querendo ler só pela capa que já tinha visto. Ótima resenha. Bjos

    ResponderExcluir
  4. Olá
    Já vi muito sobre esse livro pela internet e confesso que tenho curiosidade em conhecer fico feliz que a história te agradou também.
    Beijo
    Raquel Machado
    Leitura kriativa
    Http://leiturakriativa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Eu baixei esse livros umas semanas atrás, mas ainda não senti vontade de ler. Mesmo com resenhas tão positivas. Sei lá, ainda não acendeu aquele alerta saca? Espero ler um dia e me surpreender tbm.

    Raíssa Nantes

    ResponderExcluir
  6. Oie!
    Eu ainda não conhecia esse livro, achei bem interessante esse livro.
    Não sabia que a história era assim, bem interessante, com uma narrativa emocionante. Gostei muito dessa dica, com certeza eu vou ler essa trama.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Dessa autora tenho a Escolhida,mas ainda não li.
    A história desse livro parece ser bem profunda e um pouco dolorosa e a capa deve ter um significado muito importante.
    Adorei a resenha.
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Uau, amiga obrigada por me apresentar este livro. PRECISO ler pra ontem. Adorei a sua resenha e os pontos ditos apenas me fazem ansiar pela leitura. A única parte ruim é ser ebook, mas quando tem vontade tem jeito hahaha. Leitura apaixonante com mistério é totalmente a minha praia.
    Obrigada
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Olá!

    Apesar de todo o sucesso da autora a premissa não me chama a atenção, não é o tipo de livro que me atrai.

    ResponderExcluir
  10. Oi Daiane!!
    Que amor! Amei a premissa do livro, e a capa está apaixonante, muito amor mesmo.. adorei a resenha e já peguei ranço da tia sem nem ler.. dica super anotada.

    Beijokas

    ResponderExcluir
  11. Oiii!!!

    o ebook estava gratis esses dias e eu baixei mas ainda não li, adorei ler sua resenha pois ja fiquei com altas expectativas. dica anotada

    beijinhos,

    ResponderExcluir