Sinopse: Após uma tragédia que o separou por oito anos de sua irmã mais nova, Sharlah, o jovem Telly ressurge como o principal suspeito de uma onda de assassinatos.Só uma pessoa é capaz de desenhar o perfil do criminoso: o hábil ex-agente do FBI Pierce Quincy, que é convocado para colaborar no caso. Mas seu envolvimento como pai adotivo de Sharlah pode obscurecer sua linha de raciocínio ou levá-lo para um emaranhado de pistas desconexas, mostrando que o caso pode ir muito além do que parece ser.


Ficha Técnica:
Páginas: 352 | Gênero: Suspense e Mistério; Ficção; Literatura Estrangeira | Formato: Impresso | Edição: 1ª | Ano: 2018 | ISBN: 9788582354964 | Editora: Gutenberg | Idioma: Português |  SKOOB




Além de ser apaixonada por romances, também amo histórias policiais, suspenses e terror. Quando recebi esse livro da Editora Gutenberg fiquei ansiosa para começar logo a leitura. Mesmo que eu não tenha lido nada dessa autora, ela foi recomendada por Harlan Coben., e para quem é fã de Harlan vai ler até os livros que ele indica, então pronto, estava aí minha curiosidade aguçadíssima. 

Mesmo com a ótima recomendação, fiquei bem surpresa com a leitura, não estava esperando uma história tão boa e tão bem elaborada. Só com o prólogo a autora conseguiu prender a minha atenção, e ao longo do enredo eu ficava ainda mais presa na leitura; terminei o livro até respirando aliviada que a tensão tinha acabado. A trama foi muito bem montada pela autora, e foi preciso muita atenção em alguns momentos para não me perder e conseguir entender tudo no fim. Um livro que vou recomendar sempre. 


"Eu gostaria que você e Sharlah fossem viajar”, ele repetiu. E porque Rainie conhecia Quincy, realmente o conhecia, ela disse, “Sharlah não é Mandy. Você está certo. Encontraremos Telly e Sharlah vai ficar em segurança. Nós vamos conseguir, Quincy. Vamos sim.” 

Na sua infância Sharlah presenciou a cruel morte de seus pais, e o trauma foi tanto que sua mente bloqueou boa parte das lembranças, inclusive algumas de seu irmão, Telly. O que Sharlah se lembrava era que Telly, para protegê-los, matou o pai com requintes de crueldade. Pontuando que os pais eram viciados em drogas e não cuidavam direito dos filhos. 

Os irmãos foram separados e levados cada um para um abrigo para serem adotados. Oito anos depois Sharlah não tem mais notícias do irmão e tem um novo lar, mora com um casal de policiais que fazem de tudo para ela se sentir em casa e se abrir com eles cada vez mais.


(...) "As ações de Telly são responsabilidade só dele”
“Ele é meu irmão”
“Você sente falta dele?, Rainie pergunta, com suavidade, sua voz ecoando perto do topo da minha cabeça.
“Eu mal me lembro dele”
“Se tiver algum jeito de ajuda-lo”, Quincy diz, “você sabe que farei isso”
“Ele matou pessoas. Muitas pessoas”. 

Até que acontece um crime na pequena cidade onde vivem, e alguém que Sharlah não vê a muito reaparece. Qual o sentido de Telly matar aquelas pessoas? Será que ele realmente as matou? Seria Telly um adolescente psicopata?


"Ele não terminou."
"Sharlah..."
"Você tem que fazer meu irmão parar. Ele não consegue parar sozinho. Alguém precisa fazer o Telly parar." Ela esfregou o ombro. "É assim que funciona. Outra pessoa, você precisa parar o meu irmão, pelo bem dele."

Muitas perguntas se passaram em minha cabeça enquanto eu lia, fiquei imaginando vários finais para Telly e Sharlah, e claro que no fim não foi nada do que pensei. Contudo, não é um simples suspense policial, envolve muito mais do que crimes e investigações, podemos tirar uma grande lição sobre família no decorrer da leitura. Recomendadíssimo!



Onde comprar:
     AMAZON        CIA DOS LIVROS        LIVRARIA CULTURA   
   LIVRARIA DA FOLHA        LIVRARIA DA TRAVESSA        SARAIVA   








Sobre a autora:

Romancista de thriller policiais número 1 na lista do New York Times, Lisa Gardner, natural do Estado do Oregon, nos EUA, começou sua carreira na área de alimentos, mas depois de incendiar o próprio cabelo várias vezes, ela pegou a deixa e focou na escrita, publicando sob o pseudônimo de Alicia Scott. Uma auto-descrita viciada em pesquisa, seu trabalho como analista de pesquisa para uma empresa de consultoria internacional foi aproveitado, por seu interesse pelo procedimento policial e pela perícia de pontas de cigarros e restos de unhas cortadas, em uma gama internacionalmente publicados de romances best-seller de thriller, suspense e aventura.

Com mais 22 milhões de livros impressos, os livros de Lisa foram publicados em 30 países, e quatro de seus romances tornaram-se filmes.

Lisa mora em New Hampshire, com o marido piloto de automobilismo e a filha que é esquiadora. Ela passa seus dias escrevendo em seu loft na companhia de um jovem tolo Sheltie e um Terrier aventureiro. Vive com sua família na Nova Inglaterra.










 


Deixe um comentário: