Sinopse: Desde pequena, o sonho de Dominika Egorova era fazer parte do Bolshoi, o balé mais importante da Rússia. Após ser vítima de uma sabotagem, porém, ela vê sua promissora carreira se encerrar de forma abrupta. Logo em seguida, mais um golpe: a morte inesperada do pai, seu melhor amigo.

Desnorteada, Dominika cede à pressão do tio, vice-diretor do serviço secreto da Rússia, o SVR, e entra para a organização. Pouco tempo depois, é mandada à Escola de Pardais, um instituto onde homens e mulheres aprendem técnicas de sedução para fins de espionagem.

Em seus primeiros meses como pardal, ela recebe uma importante missão: conquistar o americano Nathaniel Nash, um jovem agente da CIA, responsável por um dos mais influentes informantes russos que a agência já teve. O objetivo é fazê-lo revelar a identidade do traidor, que pertence ao alto escalão do SVR.

Logo Dominika e Nate entram num duelo de inteligência e táticas operacionais, apimentado pela atração irresistível que sentem um pelo outro.

Ficha Técnica:
Lançamento: Março/2018 | Páginas: 432 | Gênero: Suspense e Mistério; Ficção; Romance; Literatura Estrangeira | Formato: Impresso; Digital | Edição: 1ª | ISBN: 9788580418194  | Editora: Arqueiro | Idioma: Português |  SKOOB 




Este livro foi lançado pela Editora Arqueiro em 2014 como Roleta Russa e agora, em 2018, fizeram um novo lançamento com a capa do filme e um novo título: Operação Red Sparrow. Nessa resenha vou falar mais sobre os personagens e não muito sobre a história, porque achei um pouco complexa e também para evitar spoiler. 

Desde nova os pais de Dominika Egorova perceberam que ela era uma menina diferente, além de ter uma excelente memória, conseguia perceber com facilidade quando uma pessoa estava sendo honesta ou com más intenções. Ela também desde pequena tinha uma personalidade forte e tenaz. Seu sonho era ser bailarina e seus pais a colocaram em uma escola de balé, mas a sua grande desenvoltura despertou a inveja em algumas pessoas que fizeram de tudo para sabotá-la e conseguiram. Com isso, ela teve que desistir de seu sonho. Logo após, o seu pai falece e seu tio, que já tinha percebido as suas habilidades, resolve chama-la para fazer parte do serviço secreto da Rússia. Dominika logo aceita o convite do tio, mas ele tem outros planos para a sobrinha, e para ser treinada, ela vai para a Escola de Pardais, onde aprende todas as formas de sedução e em seguida vem a sua primeira tarefa: seduzir Nathaniel Nash, um agente da CIA, para conseguir informações confidenciais. 


“Enquanto se tornava cada vez mais forte e flexível, Dominika percebia algo novo brotar em seu corpo, uma consciência da própria feminilidade. Não era exatamente lascívia, uma vez que guardava a própria sexualidade apenas para si.” 

“(…) - Tio, achei que fosse entrar para o serviço como agente, que seria designada a um departamento e incumbida de alguma operação de inteligência. Esse treinamento é para prostitutas, não para agentes.”

Nathaniel Nash, um jovem agente da CIA, que falhou em uma missão para a qual foi designado e agora tem a chance de mostrar sua competência e lealdade para com o seu país, e fica “responsável por um dos mais influentes informantes russos que a agência já teve”. Tudo corria bem até ele encontrar Dominika e aí começa o jogo de sedução. 


“A ironia disso tudo, diziam os professores, era que os Estados Unidos estavam em franca decadência, já não eram mais a potência de outros tempos. Depauperando-se com as guerras prolongadas, sofrendo com os indicadores econômicos, o suposto berço da igualdade vinha chafurdando em conflitos de classe e numa nociva política de ideologias conflitantes.” 

Por ser um ex-agente da CIA, Jason Matthews consegue nos envolver por completo na história com a sua riqueza de detalhes, mesmo que em algumas partes o diálogo seja bem longo e um pouco cansativo. A trama é muito boa, mas foi um livro que tive que ler aos poucos para não abandonar, talvez seja porque eu não gosto muito de política, então a leitura ficou exaustiva para mim. Contudo, o autor nos traz um belo jogo de poder entre Rússia e EUA, com uma pitada de romance, humor e muita sedução. Operação Red Sparrow é daqueles tipo livro que surpreende, que só se aventurando na história para entender e formar uma opinião concreta. Recomendo a leitura, ainda mais para quem adora esse tipo de trama.




Onde comprar:
     AMAZON        SARAIVA   









Sobre o autor:

Jason Matthews é ex-integrante da Diretoria de Operações da CIA, o atual Serviço Clandestino de Defesa. Em 33 anos de carreira, ele serviu em muitos postos no exterior, dedicando-se à coleta de informações de inteligência, sobretudo em países hostis. Conduziu operações de recrutamento no Leste Europeu soviético, na Ásia Oriental, no Oriente Médio e no Caribe, chefiou estações em diversas localidades, gerenciou ofensivas em países produtores de armas de destruição em massa e colaborou com nações estrangeiras em missões antiterroristas. Atualmente mora no sul da Califórnia.













Deixe um comentário: