Na Bienal de 2017, a Editora Charme fez uma tiragem especial e limitada do livro "A Decodificadora", de Emi de Morais, que até então, foi publicado somente em e-book. Mas agora, atendendo aos pedidos dos fãs da autora, a obra será relançada em formato físico. Murilo está voltando com tudo, e agora para ficar!


Quando desembarcou em Boston para atender a convocação do mais importante comandante da segurança nacional americana, o agente Murilo Marconi só tinha em mente sua ascensão profissional.

Entretanto, o que, inicialmente, parecia ser uma excelente oportunidade de trabalho acabou se transformando em uma operação perigosamente sensual quando ele se vê dominado por sentimentos inesperados em relação à decodificadora do cartel: a pequena e deslumbrante Babi Savi, que era a chave do sucesso da missão, mas que não se mostrou propensa a colaborar.

Atraídos um pelo outro, Marconi e Babi enfrentam a batalha do coração e também a realidade de estarem trabalhando para lados opostos da lei.

Paixão, razão e adrenalina fazem de A Decodificadora um romance envolvente e sensual. O primeiro livro de uma série policial que vai te arrebatar da primeira até a última página.


Ficha Técnica:
Páginas: 280 | Gênero: Ficção; Literatura Nacioal; Romance | Formato: Digital, Impresso | Edição: 1ª | ASIN: 9788568056349  | Ano: 2018 | Editora: Charme | Idioma: Português | SKOOB


COMPRE AQUI:     LOJA CHARME   


E-BOOK:     AMAZON    




Sobre a autora:

Apaixonei-me pelos livros ainda muito pequena, encantada pelas histórias contadas pela minha mãe, que criava personagens e mundos fantásticos para incentivar eu e minhas irmãs a ler os livros exigidos na escola e, assim, adquirir o hábito da leitura.

Mais tarde, formei-me em Letras, para que pudesse estudar Literatura mais a fundo. Me senti incentivada a escrever depois de ler um livro cujo final me indignou e, de tanta raiva, quis fazer minha própria história para dar o final que eu quisesse. Dessa pequena revolta, nasceu o primeiro livro da série dos Agentes do BSS – A Decodificadora. 
E, o que começou como uma brincadeira terapêutica, acabou virando um projeto sério e uma meta para minha vida.

Adoro viajar, conversar com personagens fictícios e tenho o estranho hábito de observar as pessoas por aí, tentando adivinhar em pensamento as coisas mais estranhas sobre elas. Essa sou eu.

Emi de Morais












Deixe um comentário: