Livro do Choque de Cultura, sucesso do Youtube. Viralizado na internet, sucesso no Youtube, e repleto de memes e frases de efeito, Choque de Cultura se encaminha para sua terceira temporada, e agora chega às livrarias. Este livro é um compilado de resenhas sobre 79 filmes (seriam 80, mas o Julinho não entregou a crítica de Se eu fosse você 2), e por aqui o que não falta é humor, talento, profissionalismo, cultura... resumindo: aqui tem informação!!! Escrito pelos maiores nomes do transporte alternativo, esse livro é só magia top, uma verdadeira relíquia para os amantes da sétima arte!



Ficha Técnica:
Páginas: 240 | Gênero: Cinema; Humor; Literatura Brasileira | Formato: Impresso | Edição: 1ª | ISBN: 9788501302717 | Editora: Galera Record | Idioma: Português | Ano: 20187 | SKOOB

COMPRE NA     AMAZON   




“Algumas partes foram escritas até no meio de um acidente ou capotamento, porque aqui tem compromisso. Não é um sangramento que vai impedir o Choque de Cultura de trazer a informação.” (Rogerinho do Ingá)

Quem nunca ouviu falar ou acompanha os vídeos do Choque de Cultura no Youtube (e agora todo domingo na Globo também)? 

Bom, para quem não conhece, Choque de Cultura "é um programa cultural com os maiores nomes do transporte alternativo do país" (rs). Eles sempre comentam sobre cinema. Música, não. Porque ambiente de música é ambiente de droga (rs). Temos o apresentador Rogerinho do Ingá, e os comentaristas: Maurílio dos Anjos, Julinho da Van e Renan. Um mais engraçado que o outro. Não bastando o sucesso no Youtube, agora eles comentam o filme que passa no domingo a tarde na Globo e também resolveram lançar um livro: "Choque de Cultura: 79 filmes para assistir enquanto dirige".

Então, resolvi me render a mais um livro de youtubers, o primeiro foi o da Kéfera (tem resenha no blog, leia aqui) e fiquei torcendo para não ter uma decepção, esperando que o livro fosse tão bom quanto os vídeos. E nem vou esperar o final da resenha para dizer a minha opinião... Ri tanto quanto nos vídeos. Fiquei imaginando cada um comentado sobre os filmes, porque o legal é a forma como eles falam e os absurdos também (hahaha). Não tem jeito de ficar insatisfeito com a leitura. Falo com tranquilidade! 


“O filme Matrix começa com um pessoalzinho chamando o jovem Neo pra curtir uma música e, como ambiente de música é ambiente de droga – infelizmente eu vou ter que repetir isso aqui-, o idiota foi e se deu mal.” (Rogerinho do Ingá)

“Mas qualquer cidadão de bem sabe que o que torna um ser humano humano é justamente a capacidade de se viciar e de se destruir. E, nesse filme tá tudo lá: a tristeza e a guerra como primeiros sinais de que os macacos estavam finalmente virando gente.” (Julinho da Van)

“E, se você for se vingar, o kung fu é muito útil, mas o importante mesmo é seguir seu coração, e a pessoa ser mais fraca que você.” (Maurílio dos Anjos)

O livro começa com a apresentação de cada piloto, sobre como eles se apaixonaram por carros e como foram seguir a carreira aí no transporte alternativo (já comecei a rir nessa parte). E depois vem as 79 “resenhas” de filmes, “era pra ser 80, mas o Julinho não entregou a crítica de "Se eu fosse você 2”. Imaginei que os filmes seriam comentados por todos, como nos vídeos, mas não. O filme é comentado somente por um dos pilotos, e vez ou outra é incluído a fala de um no texto, não que isso tire a graça dos textos, ok?! Eu é que imaginei uma estrutura diferente. E não posso deixar de falar das belas ilustrações que tem. Obras do filho do Renan, o pequeno guerreirinho. 

Particularmente, gostei mais dos textos do Rogerinho e do Renan. Tudo bem que é um pouco tendencioso por eles serem meus personagens preferidos, porém são os que mais fazem análises engraçadas. E para quem ainda não viu os vídeos desses caras, aconselho a ver primeiro para conseguir imaginar cada personagem contando sobre o filme, que fica bem mais engraçado. 

E por último: Achou que eu não ia recomendar este livro? Achou errado, otário! Hahahaha


“Um acidente automobilístico sempre pode ser a oportunidade pra uma nova amizade. Esse é um pensamento que carrego comigo no dia a dia do trânsito.” (Renan)

“Sempre oriento meu filho pra ele só ingerir fezes de animal se for extremamente necessário e, mesmo assim, em hipótese alguma, de pomba! Poucos pais têm esse esclarecimento.” (Renan)




Sobre os autores:

Caíto Mainier é niteroiense, roteirista, diretor e ator. Fez Larica total, Lady Night e O último programa do mundo, entre outros. Divide com Daniel Furlan a criação e apresentação do programa Falha de cobertura. No Choque de Cultura é Rogerinho do Ingá. 

Daniel Furlan nasceu em Vitória, é ex-cartunista, ex-tradutor de videogames e atualmente tenta largar a música. Criador de O último programa do mundo, Falha de cobertura e Choque de Cultura. Roteirista e ator em Irmão do Jorel e Lady Night. 

David Benincá é escritor, roteirista e outras coisas. Faz o Choque de Cultura, Falha de cobertura, O último programa do mundo, Lady Night e cozinha. 

Fernando Fraiha é diretor, roteirista e produtor de cinema. Dirige o Choque de Cultura.

Juliano Enrico é diretor e criador do Irmão do Jorel, ator e bailarino-desenhista. Lutador de luta-livre aposentado e ex-VJ da MTV Brasil. Roteirista de O último programa do mundo e Choque de Cultura.

Leandro Ramos é roteirista, diretor e ator. Trabalhou em Larica total, Matador de Passarinho e Choque de Cultura, em que interpreta Julinho da Van.

Pedro Leite é roteirista de Irmão do Jorel, Choque de Cultura, Foca News, Furo MTV e Falha de cobertura.

Raul Chequer nasceu na cidade de Alegre-ES, é roteirista, ator, diretor, editor e tem vergonha de todos os trabalhos que já participou.










Deixe um comentário: